Descoberta de Aqueduto Revela Segredos Históricos de Jerusalém

A escassez de água em Jerusalém antiga durante esse período levou à construção desse complexo de aqueduto, uma maravilha da engenharia que transportava água para a cidade alta, onde residiam o palácio de Herodes e os notáveis ​​cidadãos há dois milênios.

Uma rica seção do Aqueduto Superior, uma estrutura antiquíssima vital para o abastecimento de água em Jerusalém, foi recentemente desenterrada durante escavações arqueológicas em Giv’at HaMatos.

Conduzidas pela AAI em preparação para a expansão do bairro, essas escavações revelaram não apenas os vestígios bem preservados do aqueduto, mas também artefatos intrigantes que oferecem vislumbres do passado milenar da cidade.

Ao explorar uma extensão de 300 metros do Aqueduto Superior, os arqueólogos descobriram uma moeda da época da Primeira Revolta Judaica contra os Romanos. Isso lança luz sobre a vida na cidade antes da destruição do Segundo Templo.

A escassez de água em Jerusalém antiga durante esse período levou à construção desse complexo de aqueduto, uma maravilha da engenharia que transportava água para a cidade alta, onde residiam o palácio de Herodes e os notáveis ​​cidadãos há dois milênios.

Engenharia Avançada para Superar Desafios Hídricos

“Pelo fim do período do Segundo Templo, quando Jerusalém sofreu uma expansão significativa, e o Templo de Herodes foi construído, a água que corre das nascentes e era armazenada nas cisternas já não era suficiente para os milhares de moradores e peregrinos na cidade. A água teve de ser limitada de longe para a cidade”

Explicaram os diretores de escavação, o Dr. Ofer Sion e Ruth Cohen, em nome da Autoridade de Antiguidades de Israel.

Os Hasmoneus e o Rei Herodes, diante dessa necessidade premente, empreenderam a construção de dois aquedutos complexos, representando projetos hídricos grandiosos e sofisticados em nível nacional e global.

“Os aquedutos aprisionaram água de nascentes na região de Belém, utilizando grandes piscinas, leis hidráulicas e princípios de comunicação de vasos baseados na gravidade. A água fluía ao longo de muitos quilômetros, atestando a engenhosidade da engenharia antiga”. Afirmam os pesquisadores.

Fotos reprodução de AAI - Arqueodutos antigos em Jerusalém

Persistência ao Longo das Épocas

Surpreendentemente, o Aqueduto Superior continuou a operar mesmo após a destruição de Jerusalém em 70 dC pela Décima Legião Romana durante uma invasão que resultou na destruição do Templo. Mesmo com a ascensão da nova cidade paga Aelia Capitolina, a Décima Legião manteve e utilizou o aqueduto elaborado.

A descoberta de cerca de 25 moedas nas fundações do aqueduto, distribuídas uniformemente, levanta especulações interessantes.

“Na nossa opinião, isso é incomum, mas, tal como ainda é comum hoje, os construtores da Décima Legião colocam as moedas lá por boa sorte”, explicam Sion e Cohen.

Entre essas moedas, destaca-se uma da Grande Revolta Judaica contra os Romanos, datada de 67/68 dC, indicando uma incorporação intencional pelos construtores da Legião nas fundações do aqueduto.

Uma Janela para a Datação e a História

A exposição desta seção do Aqueduto Superior e a descoberta das 25 moedas oferecem uma oportunidade única para uma possível datação absoluta das diferentes fases da construção dos aquedutos de água de Jerusalém.

Os pesquisadores acreditam que isso pode esclarecer a questão de quem construiu o primeiro aqueduto – se foram os Hasmoneus ou o Rei Herodes.

A rota do Aqueduto Superior, identificada como seguindo um curso topográfico conveniente e suave, revelou três partes distintas, cada uma com suas próprias origens históricas: as duas partes inferiores datam do período do Segundo Templo tardio, enquanto a parte superior remonta aos dias da Legião Romana estacionada na cidade alta.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!