Moeda de 2.550 anos revela antigo sistema de comércio na Judeia

A moeda, quebrada de propósito, tem um selo quadrado embutido, indicando técnicas iniciais de cunhagem

A Autoridade de Antiguidades de Israel (AAI) anunciou recentemente uma descoberta arqueológica significativa nas Colinas da Judeia, revelando evidências raras do uso primitivo de moedas no país.

Durante escavações para obras na Estrada 375 de Tzur Hadassah até a Estrada 60, a AAI descobriu uma moeda de prata rara do período persa (séculos VI-V a.C.).

Semyon Gendler, arqueólogo do Distrito Judeano da AAI, encontrou a moeda notável. A moeda, quebrada de propósito, tem um selo quadrado embutido, indicando técnicas iniciais de cunhagem. O Dr. Robert Kool, chefe do Departamento Numismático da Autoridade, destacou a raridade da descoberta. Além disso, ele mencionou que acharam apenas meia dúzia de moedas similares em escavações no país.

“A moeda é extremamente rara, juntando apenas meia dúzia de moedas do seu tipo encontradas em escavações arqueológicas no país”.

Ele explicou que a moeda foi cunhada durante um período inicial do uso de moedas. Isso fornece informações valiosas sobre a transição do comércio global do pagamento com peças de prata para o uso de moedas.

A moeda pertence a um grupo de moedas antigas cunhadas fora de Israel, nas regiões da Grécia antiga, Chipre e Turquia. Sua datação para o século VI-V a.C. é indicativa da presença dessas moedas na Terra de Israel nesse período.

Os diretores de escavação Michal Mermelstein e Danny Benayoun, em nome da AAI, compartilharam mais detalhes sobre o contexto histórico do sítio. Localizado na zona rural do Reino de Judá, cuja capital era Jerusalém, o local remonta ao período do Primeiro Templo, estabelecido no século VII a.C. durante os reinados dos reis de Judá, como Ezequias, Manassés, Amom e Josias.

A descoberta de uma “casa de quatro quartos” desse período indica um pico de assentamento na região. Além disso, os arqueólogos também revelaram a presença de um peso shekel no chão de um dos quartos da casa.

Este peso de pedra em forma de cúpula, pesando 11,07 g, era utilizado para medir metais, especiarias e outras mercadorias valiosas. O sinal incisado no peso representa a palavra “shekel“, e o traço incisado único representa um shekel.

Os arqueólogos enfatizam que este peso padrão, comum na região do reino de Judá, evidencia a prática cuidadosa de pesar mercadorias nos mercados da época.

Fonte: facebook.com/AntiquitiesEN

Se gostou, então confira mais achados arqueológicos.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!