Selo Hebraico com Imagem de Arqueiro Revela Personagem Enigmático

Nele, encontra-se gravado a imagem de um arqueiro disparando uma flecha com um arco

Em 2008, durante escavações arqueológicas na Praça do Muro das Lamentações, a oeste do Monte do Templo, encontraram um selo hebraico com especificações raras. O impressionante selo data a última parte do período do Primeiro Templo. Os artefatos foram descobertos em um edifício que remonta ao século VII A.C, durante os reinados dos monarcas Manassés e Josias em Judá.

Shlomit Weksler-Bdolah, da Autoridade de Antiguidades de Israel, descreveu o achado:

“O selo, presumivelmente pertencente a uma figura privada, é confeccionado em pedra preta, apresenta uma forma elíptica e possui dimensões de 1, 2 × 1,4 cm. Nele, encontra-se gravado a imagem de um arqueiro disparando uma flecha com um arco. O nome do arqueiro, inscrito ao lado da figura em escrita hebraica antiga, é LHGB, que se traduz como ‘Para Hagab ‘. Vale ressaltar que o nome Hagab é mencionado na Bíblia, em Esdras 2:46, bem como nas Letras Laquish, ambas datando do fim do período do Primeiro Templo.”

Os estudiosos especialistas, Prof. Benjamin Sass da Universidade de Tel Aviv e Prof. Talay Ornan, da Universidade Hebraica de Jerusalém, examinaram o selo. Ambos os acadêmicos concluíram que a representação do arqueiro teve influencia nos assírios. Os assírios costumavam retratar arqueiros lançando flechas com arcos. Notavelmente semelhantes aos assírios “Relívios Laquios“, originalmente adornando as paredes do palácio do Rei Senaqueribe em Nínive, na Assíria.

Características do selo

A descrição do arqueiro destaca sua postura de perfil, de pé com o pé direito à frente do esquerdo, rosto esquematicamente retratado. Além disso, com o corpo vestido, e músculos proeminentes nos braços e pernas. Descalço, com uma bandolete e uma saia enrolada nos quadris, o arqueiro carrega uma aljava nas costas, alças apertadas sobre o peito exposto, segurando um arco e flecha. A mão direita se estende para a frente segurando o arco, enquanto a mão esquerda está segurando a flecha.

Esse selo não apenas testemunhou a marcante influência assíria no século VII A.C em Jerusalém, mas também sugere que os detentores desses selos possivelmente ocupavam cargos de destaque no governo. Uma situação intrigante é a de que o proprietário do selo, Hagab, que escolheu retratar-se como um arqueiro simbólico no estilo assírio, desempenhando um papel militar de alta patente em Judá.

O selo, agora preservado no Museu de Israel, é, portanto, uma peça única que fornece informações importantes sobre a interseção da arte, cultura e política em Jerusalém do século VII A.C.

Fonte: Autoridade de Antiguidades de Israel

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!