7 Lições que Aprendemos sobre a Viúva de Sarepta

Em tempos de crise, Deus usa uma viúva com poucos recursos para sustentar um profeta. Essa é a história da viúva de Sarepta que aproveitou a grande oportunidade de sua vida e fez parte do plano extraordinário de Deus.

7 Lições que Aprendemos sobre a Viúva de Sarepta

1. Ela já fazia parte do plano de Deus mesmo sem saber

“Levanta-te, e vai para Sarepta, que é de Sidom, e habita ali; eis que eu ordenei ali a uma mulher viúva que te sustente.” (1 Reis 17:9).

O texto diz: “eu ordenei”, ou seja, Deus já havia determinado que a viúva de Sarepta sustentaria Elias.

Mas, como pode isso? Deus sabe de todas as coisas mesmo antes de acontecer e como conhece nosso coração, Ele já sabia da atitude da viúva.

É bom lembrar que, isso não compromete o livre arbítrio dado por Deus, mas que apenas Ele já sabe qual seria a decisão da viúva.

2. Mesmo em meio as dificuldades, a Viúva de Sarepta continuava lutando

“Então ele se levantou, e foi a Sarepta; e, chegando à porta da cidade, eis que estava ali uma mulher viúva apanhando lenha…” (1 Reis 17:10).

Pensando que seria sua última refeição, a mulher viúva poderia ter desanimada e não fazer mais nada. No entanto, o que vemos na Bíblia é que o profeta Elias a encontrou apanhando lenha.

Em outras palavras, a mulher estava lutando até o fim com atitudes de uma mãe guerreira que faz o que for preciso.

Não desista no primeiro obstáculo, mas continue lutando enquanto tiver forças para isso. Pois, Deus se agrada de pessoas esforçadas. (Josué 1:6)

3. Ela foi generosa com o profeta de Deus

“…e ele a chamou, e lhe disse: Traze-me, peço-te, num vaso um pouco de água que beba. E, indo ela a trazê-la…” (1 Reis 17:10-11).

Mesmo vivendo em um tempo de dificuldade e principalmente escassez de água, a viúva de Sarepta não nega água a Elias.

Isso mostra sua generosidade e o quanto possuía um coração bom. Porque se ela fosse egoísta, jamais daria de beber ao profeta.

4. Ela foi sincera com o profeta de Deus

“Porém ela disse: Vive o SENHOR teu Deus, que nem um bolo tenho, senão somente um punhado de farinha numa panela, e um pouco de azeite numa botija; e vês aqui apanhei dois cavacos, e vou prepará-lo para mim e para o meu filho, para que o comamos, e morramos.” (1 reis 17:12).

A viúva de Sarepta nada encobriu, mas foi sincera dizendo a verdade a Elias sobre sua situação.

Pode parecer óbvio, porém se pensarmos que existem pessoas que na condição da viúva, ainda permanecem orgulhosas e não admitem a miséria.

Essa mulher não se envergonhou de expor sua situação, pois, foi sincera em falar do pouco que tinha em sua casa.

Seja sincero, não se preocupe com que as pessoas vão dizer de você, pois, o que mais importa é sua consciência com Deus.

5. Ela confiou na palavra do profeta de Deus

“E ela foi e fez conforme a palavra de Elias; e assim comeu ela, e ele, e a sua casa muitos dias.” (1 Reis 17:15).

Pense se fosse você no lugar dessa viúva. Teria coragem de dar a última refeição sua e de seu filho para alguém dizendo ser profeta?

Foi isso que a viúva fez. Ela acreditou na palavra do profeta Elias, e aproveitou a oportunidade dada por Deus.

E o que aconteceu após isto? Ela e o filho morreram de fome? Não! A bíblia diz: “…e assim comeu ela, e ele, e a sua casa muitos dias…”.

Imagina se ela não tivesse dado crédito na palavra de Elias, o que seria dela? Ela comeria aquele alimento com seu filho e depois teriam morrido. Mas, como ela acreditou no homem de Deus, alimentou primeiro o profeta.

Como resultado de sua obediência, “…assim comeu ela, e ele, e a sua casa muitos dias. Da panela a farinha não se acabou, e da botija o azeite não faltou; conforme a palavra do SENHOR, que ele falara pelo ministério de Elias.”

6. No momento difícil, a Viúva de Sarepta buscou ajuda certa

“Então ela disse a Elias: Que tenho eu contigo, homem de Deus…”

Embora pareça estar questionando Elias, a viúva de Sarepta entendeu que seria ele a melhor pessoa para lhe socorrer naquele momento.

Existem pessoas buscando ajuda em todo e qualquer lugar, mas, nem todos estão preparados para ajudar.

Além disso, pessoas erradas podem até nos desanimar quando estamos enfrentando momentos difíceis.

Busque, portanto, pessoas preparadas, homens de Deus com boas palavras e orientações para sua vida.

7. Ela reconheceu o homem de Deus

“Então a mulher disse a Elias: Nisto conheço agora que tu és homem de Deus, e que a palavra do SENHOR na tua boca é verdade.” (1Reis 17:24).

Deus ainda usa pessoas para realizar seus planos aqui na terra e devemos reconhecer aqueles quem Deus usa.

Ainda tem homens que a palavra do Senhor na boca deles é a verdade.

Botão Voltar ao topo