fbpx
A PRISÃO DE JOÃO BUNYAN

Essa é uma ilustração sobre um fato real da prisão de João Bunyan por pregar o evangelho e mesmo recebendo proposta de ser solto se parasse de pregar, ele todavia preferiu ficar na prisão do que se calar.

Ilustração: A prisão de João Bunyan

Filho de pais humildes, nasceu em Elstow, Bedford, In­glaterra, em 1928, o menino João Bunyan.

Levava, quando moço, uma vida dissoluta, até que um dia se converteu.

Depois de sua conversão, tinha verdadeira obsessão de pregar o Evangelho, e começou a faltar aos cultos regulares de sua igreja, o que era proibido na época.

Um dia Bunyan foi preso e condenado.

A acusação: ter diabólica e perniciosamente se ausentado da igreja, promovendo reuniões e ajuntamentos ilegais.

O juiz leu a sentença:

– Tens de voltar à prisão onde ficarás por três meses. Se não tomares a frequentar a tua igreja, e se não desistires das tuas pregações, serás banido do reino, para onde, voltando sem licença do rei, serás enforcado.

A resposta de João Bunyan não se fez esperar:

– Se eu saísse da prisão hoje, pregaria amanhã com o auxílio de Deus.

Os amigos, a mulher, nem os rogos de uma das filhas de Bunyan, que era cega, comoveram as autoridades.

Sua mulher era retraída, mas ousadamente peticionou em Londres em favor de seu marido.

Só o libertaram com uma condição: era que o marido deixasse de pregar.

– Meus senhores – respondeu a mulher, conhecedora que era do temperamento e vocação do seu marido, ele não poderá deixar de pregar enquanto tiver voz para falar.

Assim Bunyan ficou preso durante doze anos, enquanto escrevia a joia da literatura universal que é O Peregrino.

“E, chamando-os, disseram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem, no nome de Jesus. Respondendo, porém, Pedro e João, lhes disseram: Julgai vós se é justo, diante de Deus, ouvir-vos antes a vós do que a Deus. Porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido” (At 4.18-20).

LIÇÃO DA ILUSTRAÇÃO

O verdadeiro Cristão não se cala diante da ordem do seu salvador de anunciar o evangelho. E mesmo em uma prisão física, seu espírito está livre para ter contato com o Deus criador.

João Bunyan não se “calou” e mesmo na prisão, escreveu uma das literaturas cristãs mais famosa: O peregrino.

Quais prisões tem te impedido de fazer alguma coisa em prol do evangelho?

Lembre-se que a vida passa muito depressa e por isso devemos se preocupar em usar aquele talento que o Senhor nos confiou.

ILUSTRAÇÕES BÍBLICAS

4 Comentários

  1. Rendo graças a Deus, e a Biblioteca do Pregador, por compartilhar de livros em PDF e ilustrações, que aumentam o conhecimento e ajudam na organização de mensagens e estudos ministrados em minha congregação. Obrigado.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *