Quantos anos Timóteo tinha quando foi ordenado por Paulo?

A tradição diz que Timóteo tinha cerca de dezesseis anos quando ele e sua mãe se converteram ao cristianismo. Presumivelmente, isso ocorreu durante a visita do apóstolo Paulo à casa deles em Listra. 

Timóteo e Paulo

Paulo tinha um vínculo estreito com Timóteo quando o apóstolo se dirigiu a ele como “meu filho Timóteo” (1 Co 4:17; 1 Tm 1:18; 2 Tm 1:2). Isso se deve, sem dúvida, ao fato de que foi por meio da instrumentalidade de Paulo que a verdade o alcançou. 

5 Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lóide, e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti. 6 Por cujo motivo te lembro que despertes o dom de Deus que existe em ti pela imposição das minhas mãos.

2 Timóteo 1: 5-6

Quando Timóteo tinha cerca de 21 anos, ele, com Silas, acompanhou o apóstolo Paulo em sua segunda viagem pela Ásia Menor. A partir dessa época, por cerca de dezesseis anos, Timóteo esteve intimamente identificado com o Apóstolo em seu serviço da verdade. 

Mais tarde, Paulo deixou Timóteo com a igreja em Éfeso para que o jovem obreiro pudesse ajudá-los a superar algumas dificuldades. Foi enquanto ele servia a esta igreja que ele recebeu as duas epístolas que levam seu nome. Os estudiosos acreditam que Timóteo recebeu a segunda epístola quando tinha cerca de quarenta anos de idade.

O apóstolo Paulo aconselhou Timóteo a buscar primeiro a aprovação de Deus antes de se importar com o que os homens podem dizer ou pensar. Ele o exortou a “estudar para apresentar-se a Deus aprovado, um obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”. (2 Tm 2:15)

A insinuação é que a habilidade de manejar corretamente a Palavra de Deus deve ser adquirida pelo estudo de Sua Palavra. Timóteo era jovem de modo que o apóstolo precisava escrever: “Ninguém despreze a tua mocidade.” (1 Tm. 4:12)

idade de timóteo

Timóteo, um jovem obreiro

Esse jovem foi reconhecido como presbítero na igreja por causa de seu desenvolvimento espiritual e conhecimento do plano divino de Deus. Por sua aptidão para ensinar, ele estava bem qualificado para alimentar o rebanho de Deus e ser o pastor. Mas Timóteo não era um senhor, nem um governante, nem um mestre, mas teve o privilégio do chamado para servir a igreja de Cristo. 

Que tanto o mais jovem quanto o mais velho, possa ser um exemplo digno de imitação, um exemplo de alguém que se esforça sincera e fielmente para copiar o Mestre em sua vida diária. 

Como chamados para a obra do Senhor, que possamos reconhecer individualmente nossa responsabilidade pessoal. Que possamos nos perguntar: “tenho sido um bom exemplo”? (1 Tm 4:12)

Timóteo deveria fazer uso especial dos talentos e oportunidades que possuía. Ao fazer isso, ele seria um exemplo digno, não apenas para os crentes, mas também para os incrédulos. Assim, não apenas a igreja veria sua maturidade na vida cristã, mas os incrédulos mundanos também poderiam ver isso e, assim, ter um interesse maior na Causa do Senhor.

Apesar de Timóteo ter começado cedo em idade quando o Senhor o chamou, ele se dedicou de coração exercendo o ministério com excelência.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo