A fé de uma mãe – Mateus 15:21-28

Se você procura um sermão para pregar no Dia das Mães, Mateus 15:21-28 sobre a história da mulher cananeia é uma boa opção. Este sermão tem por título “A fé de uma mãe”.

Tema deste sermão: A fé de uma mãe

Texto deste sermão: Mateus 15:21-28

Introdução deste sermão:

É o Dia das Mães e um bom dia é. Hoje igrejas em toda o mundo estão honrando as mães.

Por isso, quero falar neste sermão, sobre um encontro que Jesus teve com uma mãe. Ele veio para as mães: Para salvá-las e colocá-las em serviço.

Nesta ocasião Jesus encontra uma mãe cuja filha está em perigo. Vejamos, então, as lições que podemos tirar desse texto.

I. OS PROBLEMAS DE UMA MÃE

A. Muito poucas mães escapam de ser incomodadas em algum lugar ao longo do caminho.

Existem acidentes, doenças, perigos de todos os tipos.

Mães, vocês se lembram de como era quando seus pequeninos estavam doentes ou machucados.

Você faria qualquer coisa para aliviar a dor e ajudar seu filho.

B. A mãe em nossa história compartilhou a agonia de sua filha.

  • Certamente, como pais e mães, nos machucamos quando nossos filhos se machucam.
  • Um dos sentimentos mais frustrantes é querer ajudar e não poder.
  • No entanto, esta mãe sabia que Jesus era a única esperança para sua filha.
  • Da mesma forma, devemos ter esse sentimento e crer que Jesus é a única esperança para nossos filhos.

II. A FÉ DE MÃE

A. Suas crenças fundamentais

  • Ela amava sua filha
  • Ela acreditava em milagres
  • Tinha fé por sua filha
  • Ela acreditava na capacidade divina de Jesus para ajudar

B. Ela tinha confiança em:

  1. Em primeiro lugar, a plenitude do poder de Jesus sobre o mal em sua filha.
  1. A generosidade do Amor de Jesus. Foi para todos, não apenas para alguns seletos.
  1. Além disso, ela seria ouvida e tratada com justiça e compaixão.

C. Com isso em seu coração ela procurou e se aproximou de Jesus.

D. Ela envergonhou os discípulos com seus gritos – eles tentaram mandá-la embora e poupar Jesus do incômodo.

III. A FÉ PERSISTENTE DE UMA MÃE

A. Como foi a fé persistente dessa mãe? Confira:

  1. Em primeiro lugar, ela procurou até encontrar Jesus. Mesmo que Jesus tivesse ido para um lugar privado longe das multidões, esta mulher o encontrou.

  1. Sem um convite, uma mulher estava pedindo problemas, mas ela foi mesmo assim. Pois, a vida de sua filha estava em jogo.

  1. Ela superou enormes preconceitos culturais tanto de seu próprio povo quanto dos judeus ao ir e pedir ajuda a esse judeu.

  1. Ela superou a tentativa dos discípulos de acalmá-la e mandá-la embora. Jesus era a única resposta para seu problema.

  1. Ela superou o aparente silêncio e negligência de Jesus.

Posteriormente, Jesus responde à sua fé persistente. E então a mãe recebeu a benção para a filha.

IV. UMA LIÇÃO PARA HOJE

A. Esta mãe veio a Jesus com fé e confiança.

  1. Ela veio confiando e esperando que Jesus agisse.
  1. Sua súplica foi sincera e ela expressou isso a Jesus.
  1. Sua esperança foi expressa em humildade. Ela se curvou diante dele.
  1. Ela veio com uma determinação que não seria desencorajada.

B. Esta mãe deu um exemplo para todos nós seguirmos.

C. Sua fé foi honrada por Jesus e sua filha foi curada.

D. Que problemas temos hoje que só Jesus pode curar?

  1. Venha a Jesus… Ele pode suprir sua necessidade.
  1. Esta mãe tinha uma fé que não seria negada.
  1. Ela é um exemplo para nós seguirmos.

Veja mais esboços de sermões aqui.

Botão Voltar ao topo