O que Deus quer dizer com “A minha graça te basta”

A minha graça te basta, o que isso significa? Somos autosuficientes? Resumindo, não. Não podemos confiar totalmente em nós mesmos. Antes, precisamos confiar plenamente em Deus. Os cristãos muitas vezes podem esquecer que o versículo onde isso se origina (2 Coríntios 12:9) vem de um lugar de fraqueza e fragilidade.

A graça de Deus preenche os buracos que outras coisas em que tentamos confiar não podem.

O que é graça bíblica?

Parte da razão pela qual os cristãos podem citar erroneamente: “minha graça te basta”, é que muitas vezes não temos uma compreensão da graça de Deus.

Graça bíblica significa bênção ou favor de Deus em termos de nossa natureza pecaminosa. Deus escolhe nos oferecer a salvação, apesar de nossa natureza rebelde e desobediência a ele. É ele retendo sua ira e oferecendo um caminho para o céu se o seguirmos (João 3:16).

A graça nos salva quando não podemos (Efésios 2:8-9). O versículo, escrito por Paulo, deixa claro que em nossa fraqueza somente a graça de Deus nos salva.

Onde mais a Bíblia fala sobre graça e suficiência?

Alguns outros versículos na Bíblia que apontam para graça e suficiência são:

2 Coríntios 9:8  – Deus faz abundar sua graça em nós, para que sejamos preparados para toda boa obra. A graça de Deus nos dá as ferramentas que precisamos para pregar o Evangelho e falar sobre a esperança que temos em Cristo.

2 Coríntios 3:5  – Nossa adequação vem de Deus.

João 15:1-7 – Não podemos sobreviver sem a videira. Um ramo separado de uma videira não dará fruto. Por causa de nossa fraqueza, só podemos nos gloriar em Cristo porque sabemos que qualquer boa obra vem dEle trabalhando através de nós.

Esses versículos nos mostram que precisamos confiar em Deus. Somente quando nos apegamos à videira podemos ver a graça de Deus abundar.

Qual é o contexto de 2 Coríntios 12, “minha graça te basta”?

Paulo, aqui, está pregando ao povo de Corinto. Como muitos crentes hoje, os coríntios tinham um problema com autoconfiança e vaidade. 

Para ir além, Paulo está dizendo aos coríntios que ele não tem nada do que se gabar, exceto sua fraqueza, porque ela o faz perceber o quanto ele precisa confiar em Deus.

Ele fala sobre um espinho na carne que ele pediu a Deus para remover, mas Deus não vai tirar a coisa que o faz perceber sua fraqueza.

Alguns teólogos especularam sobre a natureza desse espinho. Alguns sugeriram que Paulo tinha alguma dificuldade na fala que tornava difícil pregar, ou possivelmente epilepsia. Outros apontaram para a grande perseguição que ele experimentou.

De qualquer forma, porque Paulo teve uma série de revelações e visões, que poderiam fazer com que alguns cristãos ficassem com inveja, seu espinho na carne o traz de volta à terra.

Paulo tenta ajudar os coríntios a fazer o mesmo, a perceber que somente a graça de Deus é suficiente para nós, e não devemos nos gloriar em nada além da graça de Deus.

O que este versículo está tentando ensinar aos cristãos hoje sobre a graça?

Semelhante os Coríntios, às vezes podemos ficar um pouco inchados. Se temos um certo dom espiritual ou um ministério, digamos que somos fortes guerreiros de oração, por exemplo, podemos correr o risco de ficar orgulhosos desse dom.

Poderíamos esquecer de quem veio esse dom (Tg 1:17).

Muitas vezes, podemos receber um espinho em nossa carne para nos lembrar de nossa fraqueza e da necessidade de confiar na graça de Deus.

Talvez você tenha um dom para a música e cante na equipe de adoração da sua igreja, mas o espinho na carne é que você perde a voz ou não consegue cantar por algumas semanas.

Este versículo nos ensina a confiar na graça de Deus. Embora ele possa nos trazer experiências incríveis, como as visões que Paulo recebeu, não podemos nos esquecer de Deus nos bons momentos. Temos que contar com ele em todos os momentos.

Às vezes podemos interpretar mal este versículo para dizer que a graça de Deus nos tirará do tempo difícil para pastos mais verdes, mas corremos o risco de pregar falsas doutrinas quando dizemos isso. Deus nem sempre removerá o espinho da carne, mas sua graça será tudo o que precisamos, com ou sem espinho.

Considere fazer esta oração abaixo se sentir que precisa confiar mais em Deus ou se estiver lidando com um espinho na carne, como Paulo.

Querido Pai Celestial, venho a Ti agora e reconheço minha fraqueza. Tu és a videira, eu sou um ramo, e sem Ti nada posso fazer. Por favor, lembre-me de me apegar a Ti e que sua graça é tudo que eu preciso. Nos bons e maus momentos, eu preciso do Senhor. Obrigado por sua imensa graça. Amém.

Confiar plenamente na graça de Deus.

Se você está confiando em si mesmo, lembre-se de Paulo. Embora muitos cristãos falem sobre suas realizações e como ele moldou a fé e a história da igreja, ele sempre aponta para Deus. 

Um dos cristãos mais famosos de todos os tempos se gabava de sua fraqueza, porque sabia que não poderia dar um passo sem a ajuda de Deus.

Em sua própria vida, tente encontrar áreas onde você pode estar confiando em outra coisa além de Deus. Mesmo quando Deus nos dá um dom espiritual, podemos acabar adorando-o em vez de adorá-lo. Encontre essas áreas e peça a Deus para ajudá-lo a remover esses ídolos e voltar-se somente para a Sua graça.

A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.”

Botão Voltar ao topo