A Traição de Ziba: Quando a gratidão se transforma em traição

Esboço de sermão temático com o tema: “A Traição de Ziba: Quando a gratidão se transforma em traição.”

Tema: “A Traição de Ziba: Quando a gratidão se transforma em traição”

Versículo base do sermão: Provérbios 17:13

“Quem retribui o bem com o mal jamais deixará de ter o mal em sua casa”.

Introdução:

Muitas vezes esperamos receber de outras pessoas o que damos a elas. Quando fazemos o bem a alguém, esperamos que essa pessoa nos trate com gratidão e reciprocidade. Mas, infelizmente, nem sempre é assim.

O personagem bíblico Ziba é um exemplo disso. Ele recebeu uma grande bênção do rei Davi, mas em vez de ser grato e fiel, acabou traindo seu benfeitor.

I. A história de Ziba:

Davi era um rei justo e bondoso, que tinha grande apreço pelo seu amigo Jônatas. Quando Jônatas morreu, Davi quis honrar sua memória e procurou algum descendente para ajudar.

Foi assim que encontrou Mefibosete, neto de Jônatas, que era coxo e precisava de ajuda. Davi decidiu abençoar Mefibosete e dar a ele todas as terras e bens que haviam pertencido a Jônatas. Mas, para cuidar dessas terras, Davi chamou Ziba, um servo de Saul.

Ziba ficou muito agradecido com a oportunidade e prometeu servir Mefibosete com fidelidade. Porém, quando Davi teve que fugir de Jerusalém por causa da revolta de Absalão, Ziba mudou de comportamento.

Ele aproveitou a situação para enganar Davi e trair Mefibosete, mentindo sobre ele e fazendo-se passar por um servo fiel.

II. A traição de Ziba:

O que levou Ziba a agir assim? Talvez ele tenha se deixado levar pelo poder e pela ambição, querendo se aproveitar da situação para obter vantagens.

Talvez ele tenha se esquecido da gratidão que devia a Davi e à família de Jônatas. O fato é que ele mentiu para Davi e conseguiu que ele lhe desse todas as terras que havia dado a Mefibosete.

Ele agiu com traição e deslealdade, esquecendo-se de que a verdadeira gratidão exige fidelidade e compromisso.

III. A lição para nós:

A história de Ziba nos lembra que a gratidão é um sentimento nobre, mas que precisa ser acompanhado de fidelidade e compromisso.

Não basta agradecer a alguém pelo que fez por nós; precisamos ser fiéis e leais, mesmo quando as circunstâncias são difíceis.

Além disso, a história de Ziba nos ensina que a traição não compensa. Quando traímos a confiança de alguém, acabamos nos prejudicando também.

Por isso, devemos sempre buscar a fidelidade e a integridade, mesmo quando isso exige sacrifício e renúncia.

Conclusão:

Assim como Ziba, muitas vezes também somos rápidos em julgar as intenções dos outros e apontar o dedo para seus erros e falhas. No entanto, devemos lembrar que somente Deus conhece o coração do homem e as suas verdadeiras intenções.

Precisamos aprender a dar o benefício da dúvida e agir com amor e misericórdia, seguindo o exemplo de Cristo.

Ziba nos ensina que a nossa atitude diante dos outros pode fazer a diferença em suas vidas, seja para o bem ou para o mal. Sejamos como Cristo em nossa maneira de pensar e agir, sendo compassivos e gentis, e assim, espalhando o amor e a graça de Deus em todos os lugares que formos.

Que possamos ser sempre humildes em nosso coração, buscando a verdadeira sabedoria que vem do alto e, dessa forma, seguindo o caminho do Senhor, que é a verdadeira fonte de sabedoria e entendimento.


Se você gostou deste sermão sobre a traição de Ziba, então veja mais esboços de pregação aqui.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!