“Como eu Monto minhas Pregações” – Dicas de Kenji Hirota

Como eu Monto minhas Pregações? Eu começo orando e buscando inspiração divina? Jejuo uma semana e espero Deus me falar qual vai ser o tema? Fecho o olho, oro e abro a Bíblia, e onde eu colocar o dedo com certeza vai ser o texto que eu devo pregar?

Não quero falar que está errado usar esses recursos, porque eu acredito que Deus pode e vai te inspirar! Mas vamos lá. Meu pai me ensinou algo valioso, “Você não trabalha porque está inspirado, você se inspira porque está trabalhando”.

Faço uma rápida oração

Não espere Deus descer do céu e entrar no seu quarto para começar a sua mensagem. Eu, sempre antes de ler a Bíblia, mesmo que seja um versículo, faço uma rápida oração: “Deus, fala comigo aquilo que o senhor quer” e através dessa simples oração, eu creio que se Deus tiver uma mensagem para me entregar, Ele vai.

Porque? Eu estou fazendo minha parte, buscando o conhecimento, lendo a Palavra e é isso que Ele quer. Ele quer que você faça o possível a sua parte e deixe que Ele te inspire, não porque você está esperando sentado, mas porque você está trabalhando, estudando e meditando na Palavra.

“A forma que eu acho mais fácil de como montar uma mensagem seria começando pelo corpo

Enquanto você vai fazendo a sua parte, a forma que eu acho mais fácil de como montar uma mensagem seria começando pelo corpo. Você pega um texto, lê ele e começa a achar os pontos que você quer pregar. Vamos usar 1 Coríntios 13, um dos meus capítulos favoritos da Bíblia, e com esse capítulo, vamos fazer um breve exercício.

Exemplo de 1 Coríntios 13:1-13

“Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. Ainda que eu tenha o dom de profecia, saiba todos os mistérios e todo o conhecimento e tenha uma é capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei… que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me valerá. […] O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta... mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará. Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos; […] Assim permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.”

1 Coríntios 13:1-13 NVI

Que texto, que mensagem meus amigos. Vamos lá, ao trabalho!

“Leio duas ou três vezes o mesmo texto”

Normalmente quando vou pregar sobre algo, eu leio duas a três vezes o mesmo texto para sempre reter o máximo possível da passagem.

Você não precisa pegar o texto todo, neste artigo existem várias mensagens que você pode pregar. Vamos destrinchar algumas coisas que poderíamos falar sobre essa passagem e fazer um breve exercício apenas escolhendo alguns pontos. Recomendo você ter a Bíblia aberta do seu lado porque eu vou falar um ponto a ser pregado e apenas sinalizar o versículo onde você pode encontrar.

Vamos colocar o título da primeira mensagem.

O amor é maior que

1 – Palavras (v.1)

Não adianta você falar a língua dos anjos e orar o dia todo: se não amar o próximo de nada vale.

2 – Pensamentos (v.2)

De nada vale você ter uma fé para mover montanhas ou até mesmo verbalizar esses pensamentos os tornando proféticos, se você não amar.

3 – Poder (v.3)

Você pode ter todo o dinheiro, fama e poder do mundo. Se não tiver amor, de nada vale.

“Como eu Monto minhas Pregações” Padrão Kenji

Para o padrão Kenji de qualidade, temos um sermão, colocamos os 3 pontos. Eu particularmente gosto de pregar apenas 3 pontos. E, então, a partir dessa base você procura histórias, você procura mais versículos que agregam valor tanto para sua aplicação como para a sua explicação.

Para você que lidera uma igreja, um ministério de jovens ou até mesmo um grupo de estudo bíblico, pode passar um mês nessa passagem estudando-a. Nesses 3 primeiros versículos tiramos a primeira mensagem. Vou listar mais pontos que você pode olhar e desenvolver depois.

“O Amor é”

 Paciente (v.4)

Bondoso (v.4)

Verdadeiro (v.6)

“O Amor”

Tudo sofre (v.7)

Tudo crê (v.7)

E Tudo espera (v.7)

Tudo suporta (v.7)

“3 coisas permanecem”

 Fé (v.13)

Esperança (v.13)

Amor (v.13)

Conclusão sobre “Como eu Monto minhas Pregações”

Temos mais sermões que poderíamos tirar desse capítulo. Mas o que eu queria te mostrar, é que o simples fato de sentar para ler a Bíblia. E, realmente estudar a passagem que você vai falar, ler uma, duas vezes e voltar depois para fazer um highlight de tudo e colocar os pontos, você começa a desenvolver diversas pregações.

Tem os pontos que aos olhos parecem óbvios, mas quando você medita na Palavra, Deus vai te dando alguns insights que são únicos.

Entenda, a Bíblia é o maior manual de vida que o ser humano tem, estude ela e tenho certeza que Deus vai falar com você e te ensinar lições valiosas.

Kenji Hirota

Sou teólogo formado com ênfase na área pastoral pelo Christ for the Nations Institute em Dallas, Texas, USA. Apesar da pouca idade, estou envolvido em liderança desde os meus 12 anos de idade, onde tive a minha primeira oportunidade de pregar. Quando fiz 14 anos, comecei uma banda e um ministério e viajava pelo Mato Grosso nos finais de semana para ministrar a palavra e cantar, parei aos 18 anos quando fui estudar no CFNI Hoje estou fazendo psicologia na PUC Curitiba onde quero agregar valor ao meu ministério pastoral. IG: @kenjii_hirota
Botão Voltar ao topo