Família nos passos de Cristo

Esboço de pregação e estudo para família no texto de Colossenses 3:18-4:1 com o tema: Família nos passos de Cristo.

Tema: Família nos passos de Cristo

Texto base do sermão: Colossenses 3:18-4:1 (ARA)

18 Esposas, sede submissas ao próprio marido, como convém no Senhor.19 Maridos, amai vossa esposa e não a trateis com amargura.20 Filhos, em tudo obedecei a vossos pais; pois fazê-lo é grato diante do Senhor.21 Pais, não irriteis os vossos filhos, para que não fiquem desanimados.22 Servos, obedecei em tudo ao vosso senhor segundo a carne, não servindo apenas sob vigilância, visando tão somente agradar homens, mas em singeleza de coração, temendo ao Senhor.23 Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens,24 cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo;25 pois aquele que faz injustiça receberá em troco a injustiça feita; e nisto não há acepção de pessoas.

Colossenses 3:18-25

Senhores, tratai os servos com justiça e com equidade, certos de que também vós tendes Senhor no céu.

Colossenses 4:1

INTRODUÇÃO

1. Ao longo do Livro de Colossenses, o tema central é a preeminência e suficiência de Jesus Cristo como nosso Salvador – conforme destacado em passagens como Colossenses 1:16-18 e 2:3, 9-10.

2. Agora, Paulo, como apóstolo de Cristo, oferece orientações para lidarmos com questões familiares e profissionais, demonstrando como a preeminência de Cristo abrange todas as áreas de nossas vidas – Colossenses 3:18-4:1.

3. Essas diretrizes mostram que os princípios de Cristo não se limitam ao âmbito espiritual, mas também se estendem às nossas responsabilidades cotidianas e seculares.

A partir do versículo 18, vamos explorar algumas dessas instruções fornecidas por Cristo.

Uma Família nos passos de Cristo precisa que…

I. Esposas, sede submissas a vossos próprios maridos (Colossenses 3:18)

A. DEFININDO A PALAVRA “SUBMISSÃO”…

1. A palavra grega é “hupotasso” {hoop-ot-as’-so}.

2. Significa:

  • Colocar-se sob ou subordinar-se.
  • Estar sujeito a alguém.
  • Submeter-se ou obedecer.
  • Aceitar o controle ou a autoridade de outra pessoa.
  • Seguir ou acatar o conselho ou a orientação de alguém.

3. Portanto, as esposas são chamadas a se submeterem aos seus maridos, “como convém no Senhor” (Efésios 5:22).

B. DIZ-SE QUE ISSO É “AJUSTE NO SENHOR”…

1. A palavra “adequado”…

Em grego, “aneko” {an-ay’-ko}.

Significa pertencer ao que é devido, adequado, conforme o dever.

2. Estar disposto a se submeter a outro está em conformidade com o ensino e o exemplo de Jesus:

Como Ele próprio ensinou em Mateus 20:25-28.

25 Jesus os chamou e disse: “Vocês sabem que os governantes das nações as dominam, e as pessoas importantes exercem poder sobre elas. 26 Não será assim entre vocês. Pelo contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo, 27 e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo; 28 como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”.

3. Também está de acordo com o que é esperado de TODOS os cristãos:

  • Devemos nos submeter uns aos outros (Efésios 5:21).
  • Devemos nos submeter às autoridades espirituais (Hebreus 13:17).
  • Devemos nos submeter às leis e ordenanças do governo (1 Pedro 2:13-15).
  • Os servos cristãos devem se submeter aos seus senhores (1 Pedro 2:18).
  • Os cristãos mais jovens devem se submeter aos mais velhos, e todos devem se submeter a Deus (1 Pedro 5:5-7).

C. SE AS ESPOSAS NÃO SE SUBMETEREM AOS MARIDOS…

1. Talvez elas nunca consigam influenciar seus maridos incrédulos para Cristo conforme registrado em 1 Pedro 3:1-2:

Do mesmo modo, mulheres, sujeitem-se a seus maridos, a fim de que, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavras, pelo procedimento de sua mulher, observando a conduta honesta e respeitosa de vocês.

2. Elas podem privar seus maridos da graça de Deus conforme 1 Pedro 5:5 que diz:

…e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.

3. Há até mesmo a possibilidade de que isso influencie a orientação sexual das crianças.

Um estudo realizado pelo Dr. Irving Bieber sobre a história familiar de 106 homens homossexuais revelou que:

  • 81 mães eram dominadoras.
  • 62 das mães eram superprotetoras.
  • 66 mães fizeram do filho homossexual seu favorito.
  • 82 dos pais passaram muito pouco tempo com os filhos.
  • 79 pais mantiveram uma atitude desapegada em relação a eles.

Isso destaca a importância da dinâmica familiar e da influência dos pais sobre a orientação e desenvolvimento das crianças.

Quanto mais aprendemos através de pesquisas, mais percebemos que Jesus e Sua Palavra estavam certos o tempo todo! Ele é o Criador de todas as coisas e, portanto, conhece melhor todas as áreas da vida.

Uma Família nos passos de Cristo precisa que…

II. Maridos, amai vossa esposa (Colossenses 3:19)

A. PAULO EXPANDE ESSE TEMA EM SUA CARTA AOS EFÉSIOS…

1. Nosso modelo é Cristo e Seu amor pela Igreja (Efésios 5:25-27).

25 Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, 26 Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, 27 Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.

Os maridos devem amar suas esposas assim como Cristo amou a Igreja, ou seja, com um amor sacrificial.

2. Outro exemplo é o tipo de amor que temos pelos nossos próprios corpos conforme descrito em Efésios 5:28-29:

28 Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. 29 Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja;

Assim como alguém “nutre” e “valoriza” seu próprio corpo, ele também deve cuidar de sua esposa.

A palavra “nutrir” significa nutrir até a maturidade, criar.

A palavra “valorizar” significa aquecer, manter aquecido; valorizar com terno amor, promover com terno cuidado.

Mais uma vez, é assim que Cristo ama a Igreja.

B. ESSE AMOR INCLUI ESTAR LIVRE DA “AMARGURA”…

1. “e não a trateis com amargura.” (Colossenses 3:19).

A palavra grega para “amargura” é “pikraino {pik-rah’-ee-no}”.

Isso significa para produzir um gosto amargo no estômago, amargurar; exasperar, tornar zangado, indignado, ficar amargurado, irritado, visitar com amargura, lamentar (lidar amargamente).

2. Pedro nos dá algumas dicas sobre por que é importante não ser “amargo para com elas” (1 Pedro 3:7):

Igualmente vós, maridos, coabitai com ela com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus coerdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações.

As esposas são o parceiro mais delicado no relacionamento (“um vaso mais fraco”).

Elas são capazes de proporcionar a ternura e a sensibilidade materna cruciais no desenvolvimento inicial das crianças.

A amargura tornará a esposa (mãe) grosseira e ressentida, contribuindo para o ambiente de uma família “disfuncional”.

Elas são “juntas herdeiras da graça da vida”.

Em Cristo, elas não são apenas esposas, são “irmãs em Cristo”.

Portanto, dignas de amor e honra, não de amargura.

A forma como os tratamos determina a eficácia de nossas orações (“para que as vossas orações não sejam impedidas”).

Quando os maridos amam as suas esposas como Cristo ama a Igreja, e não são amargos com elas, é muito mais fácil para as esposas serem submissas aos seus maridos.

Visto que os maridos devem ser os “líderes” da família, deixe-os mostrar liderança cumprindo sua responsabilidade! Ouso dizer que as esposas seguirão com prazer e a família (com a nossa sociedade) será beneficiada.

Falando em família, e os filhos? Então vamos ver como a família está nos passos de Cristo em relação aos filhos…

III. Filhos, em tudo obedecei a vossos pais (Colossenses 3:20)

A. O VALOR DE TAL OBEDIÊNCIA…

1. É agradável ao Senhor (certamente foi o que Jesus fez conforme registrado e Lucas 2:51-52:

51 Então foi com eles para Nazaré, e era-lhes obediente. Sua mãe, porém, guardava todas essas coisas em seu coração. 52 Jesus ia crescendo em sabedoria, estatura e graça diante de Deus e dos homens.

2. Além disso, contém uma promessa importante. Veja o que diz em Efésios 6:1-3:

Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.

B. A SÉRIE DA REBELDIA…

1. Considere como Deus via a falta de obediência no Antigo Testamento…

“Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniquidade e idolatria” – 1 Samuel 15:22-23.

A punição, em alguns casos, para filhos rebeldes era a morte!

“Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão…” – Deuteronômio 21:18-21.

2. Portanto, a rebeldia não deve ser encarada levianamente pelos pais…

Não é “apenas uma fase pela qual passam” (pois alguns nunca a abandonam).

Mas é um problema sério que deveria nos preocupar.

É um problema que requer muita oração para que o filho tenha sabedoria para sair dele. O que pode ajudar os filhos a escapar do pecado da rebelião é se seus pais levarem a sério o que lhes é dito.

Então, uma Família nos passos de Cristo precisa que…

 IV. Pais, não irriteis os vossos filhos (Colossenses 3:21)

A. OS PAIS TÊM UMA RESPONSABILIDADE INCRÍVEL…

1. Eles devem ser compreensivos e compassivos, mas firmes.

Josué foi forte em sua decisão de que sua família servisse ao Senhor – Josué 24:14-15.

Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.

Eli, no entanto, foi condenado por não ter conseguido corrigir seus filhos – 1 Samuel 3:11-14.

2. Eles (pais), portanto, têm a responsabilidade de fornecer treinamento espiritual para seus filhos – Efésios 6:4.

Os pais fazem isso pelo SEU EXEMPLO.

Os pais fazem isso por SUA INSTRUÇÃO, seja formal ou informal, conforme Deuteronômio 6:6-7:

E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.

B. COMO OS PAIS PODEM SER CULPADOS DE PROVOCAR SEUS FILHOS?

1. Sendo injustos em sua disciplina.

Por exemplo, punir sem aviso justo.

Ou mostrar favoritismo no exercício da disciplina.

2. Sendo hipócritas em nosso ensino e exemplo.

“Faça o que eu digo, não o que eu faço” não tem lugar no vocabulário dos pais cristãos.

A hipocrisia não apenas provoca a ira dos filhos, mas muitas vezes é a razão pela qual os filhos abandonam a fé.

Como pai que ainda está envolvido na criação dos filhos, sei que tudo isso não é fácil. Mas com a ajuda de Deus podemos aplicar estas advertências do apóstolo de nosso Senhor.

As advertências restantes teriam se enquadrado nas diretrizes para a FAMÍLIA no Primeiro Século (AD), uma vez que a maioria dos cristãos teria sido escravos em outra família ou teria alguns escravos em sua própria família.

Hoje, porém, acredito que ainda podemos aplicar esses versículos às nossas relações comerciais.

Então, uma Família nos passos de Cristo precisa que…

V. Servos, obedecei em tudo ao vosso senhor (Colossenses 3:22-25)

A. A MANEIRA DE OBEDIÊNCIA ESTÁ CLARAMENTE DEFINIDA (22-23)

1. “em TODAS as coisas” (exceto aquilo que violaria a Vontade de Deus, é claro – Atos 5:29).

2. Não com “serviço oftalmológico”:

Grego, oftalmodouleia {in of-thal-mod-oo-li’}.

Significa serviço realizado [apenas] sob os olhos do comandante, indicando que a presença do mestre geralmente estimula maior diligência.

3. Não como “agradadores aos homens”:

Grego, antropopareskos {anth-ro-par’-es-kos}.

Refere-se a estudar para agradar o homem, cortejando o favor dos homens.

4. Mas em “sinceridade de coração”:

“Sinceridade” (singeridade, KJV) vem de haplotes {hap-lot’-ace}.

Significa solteireza, simplicidade, sinceridade, honestidade mental, ausência de fingimento e hipocrisia.

5. E “temente a Deus”:

A palavra “medo” vem de phobeo {fob-eh’-o}.

Nesse contexto, significa reverenciar, venerar, tratar com deferência ou obediência reverente a Deus.

6. Devemos fazer o nosso trabalho “de coração, como para o Senhor e não para os homens”:

“De coração” vem de psuche {psoo-khay’}, que se refere à sede dos sentimentos, desejos, afeições, aversões (nosso coração, alma etc.).

Significa colocar nosso coração em nosso trabalho, como se estivéssemos servindo ao Senhor, pois é a Ele que servimos na realidade.

B. O SENHOR JULGARÁ NOSSO SERVIÇO (24-25)

1. Servimos ao Senhor Jesus Cristo, que tem a capacidade de prover nossa herança.

2. Aquele que faz mal no serviço ao seu patrão (empregador) será retribuído de forma errada.

3. Não haverá parcialidade no julgamento do que é errado, mesmo que a desculpa seja ser escravo ou cristão.

4. Mesmo que os patrões (empregadores) sejam abusivos, devemos fazer o que é certo, como ensinado por Pedro em 1 Pedro 2:18-25.

Agora, vamos considerar o papel dos senhores (empregadores) nesta equação.

Então, como Família nos passos de Cristo precisa que…

VI. Senhores, tratai os servos com justiça (Colossenses 4:1)

A. VOCÊ NÃO TEM O DIREITO DE ABUSAR DE SEUS SUBORDINADOS…

1. Você deve ser “apenas”:

Grego, dikaios {dik’-ah-yos}.

Envolve prestar a cada um o que lhe é devido e julgar os outros com justiça, seja expresso em palavras ou demonstrado pela maneira de lidar com eles.

2. Você deve ser “justo“:

Grego, isotes {sim-sot’-ace}.

Significa mostrar equidade, justiça e o que é equitativo.

3. Em Efésios 6:9, vemos que os mestres devem:

E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e que para com ele não há acepção de pessoas.

Fazer a mesma coisa com eles (escravos), ou seja, prestar serviço com boa vontade, como se fosse ao Senhor.

Desistir de ameaçar.

4. Em outras palavras, aplique a “Regra de Ouro” (Mateus 7:12).

Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam; pois esta é a Lei e os Profetas. Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam; pois esta é a Lei e os Profetas.

B. VOCÊ TAMBÉM TEM UM MESTRE!

1. Como motivo para ser justo e imparcial, lembre-se de que até os mestres têm um Mestre no céu.

2. Novamente em Efésios 6:9, é enfatizado que não há parcialidade com o seu Mestre.

Ser um mestre (empregador) não lhe dá nenhum privilégio especial aos olhos Dele.

Nem ser cristão, se você for injusto e parcial com aqueles que estão abaixo de você.

3. Portanto, se você deseja que seu Mestre seja justo e imparcial com você, deixe-O ser seu MODELO de como você lida com aqueles que estão sob sua responsabilidade!

Conclusão

A passagem de Colossenses 2:3 nos ensina que Cristo é a fonte de toda sabedoria e conhecimento, e que essa sabedoria é relevante para todas as áreas de nossas vidas, inclusive as seculares e mundanas.

Portanto, as diretrizes para a família e os negócios reveladas por Paulo refletem a sabedoria de Cristo e podem transformar nossas vidas e nossos ambientes. Por isso a família deve estar nos passos de Cristo.

Com Cristo como nosso Senhor, somos completos. Ele é a cabeça de toda autoridade e poder. Isso significa que Ele nos capacita a vivermos de maneira plena e satisfatória, tanto nas nossas famílias quanto nos nossos locais de trabalho.

Se todos seguissem os passos (ensinos) de Cristo para a família e os negócios, nossas famílias estariam repletas de amor e harmonia. Além disso, nossos locais de trabalho seriam espaços de produtividade e respeito onde refletimos Cristo.

Embora possamos não conseguir mudar completamente a sociedade, podemos começar por nós mesmos. Podemos demonstrar a sabedoria de Cristo em nossas próprias vidas, agindo de acordo com Suas diretrizes para a família e os negócios.

Dessa forma, podemos ser testemunhas vivas da boa, aceitável e perfeita vontade de Deus para todos nós. Por que temos uma família nos passos de Jesus Cristo!

Adaptado de Executableoutlines com permissão. Se gostou, então confira mais esboços para pregar.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!