João 14: As 7 razões por que o Cristão não é ansioso

Em João 14 encontramos 7 razões por que o Cristão não pode ser ansioso. Nesse esboço expositivo, percebemos essas 7 razões e seus respectivos textos.

O Cristão não é ansioso porque sabe que em Cristo tem:

1. Um Lar Divino – FUTURO (João 14:1-3)

1 – NÃO se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.

2 – Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.

3 – E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.

2. Um Caminho Divino – PRESENTE (João 14:4-11)

4 – Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.

5 – Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?

6 – Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

7 – Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.

8 – Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.

9 – Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?

10 – Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.

11 – Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.

3. Uma Vida Divina – GARANTIA (João 14:12-14)

12 – Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.

13 – E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

14 – Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.

4. Um Ajudador Divino – CONSOLADOR (João 14:15-17)

15 – Se me amais, guardai os meus mandamentos.

16 – E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;

17 – O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.

5. Um Senhor Divino – SEMPRE CONOSCO (João 14:18-24)

18 – Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.

19 – Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; por que eu vivo, e vós vivereis.

20 – Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós.

21 – Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.

22 – Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): SENHOR, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo?

23 – Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.

24 – Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.

6. Um Professor Divino – PARA ENSINAR (João 14:25-26)

25 – Tenho-vos dito isto, estando convosco.

26 – Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

7. Uma Paz Divina – PERMANENTE (João 14:27)

27 – Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.

APRENDA INTERPRETAR A BÍBLIA

banner blog-biblioteca do pregador

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.