O que a bíblia fala sobre visitar túmulos?

Quando você sente falta de algum ente querido que já faleceu, você pode sentir o desejo de visitar seu túmulo, como uma maneira especial de recordar as boas lembranças daquele ente querido.  

Essa também pode ser uma maneira de confortá-lo em sua dor e até inspirá-lo de maneiras que fortalecem sua fé.

Mas o que a Bíblia fala sobre visitar túmulos? Qual o significado de visitar o cemitério?

Por que visitamos o cemitério?

Já que não é realmente necessário visitar sepulturas depois que nossos entes queridos morrem, e às vezes ir a um cemitério pode desencadear tristeza ou até medo, por que visitamos sepulturas? 

A razão é que visitar sepulturas é um tipo de peregrinação espiritual. As visitas aos túmulos nos ajudam a nos conectar com Deus em um lugar especial onde podemos encontrar esperança, cura e inspiração.

Quando você for a um túmulo para se lembrar de um membro da família ou amigo que morreu, lembre-se de que suas almas não estão lá, apenas seus corpos. 

Você não deve tentar se comunicar com eles, nem mesmo rezar pela alma deles. Mas você deve se lembrar, que Deus pode te encontrar lá. 

A presença de Deus está sempre com você, pois ele promete que nunca te deixaria, nem te desampararia. (Josué 1:5). 

De pé em um túmulo, você pode se concentrar na presença de Deus e tornar-se mais consciente disso, do que seria de outra forma. Muito provavelmente, você será inspirado a buscar a Deus em oração em um túmulo, enquanto luta com a dor, e procura  consolo enquanto está enfrenta o luto. 

A visita a um túmulo nos ensina muitas lições

As sepulturas são lembretes poderosos da realidade de que nossas vidas terrenas são limitadas. Diante da realidade do fim da vida de seu ente querido na terra, é natural pensar no céu e esperar que seu ente querido esteja vivendo lá com Deus. 

Você verá sua atenção direcionada para Deus, bem como para seu ente querido que partiu, quando visitar um túmulo. Um túmulo é um lugar poderoso para buscar a Deus. Quando você o fizer, você o encontrará, porque Deus promete isso.

“E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.” (Jeremias 29:13)

Visitar um túmulo também é um lembrete de que sua própria vida terrena chegará ao fim. 

O Salmos 39:4-5 nos deixa um conselho:

“Faze-me conhecer, SENHOR, o meu fim, e a medida dos meus dias qual é, para que eu sinta quanto sou frágil. Eis que fizeste os meus dias como a palmos; o tempo da minha vida é como nada diante de ti; na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é totalmente vaidade.”

Ao ponderar sobre isso, você pode pensar sobre o estado de seu relacionamento com Deus. 

Você está se  comunicando com Deus regularmente? Seu relacionamento com Deus é sua principal prioridade, ou você deixou que outras atividades o distraíssem disso? 

Existe algum pecado em sua vida que você precisa confessar e se arrepender para desfrutar de um relacionamento mais próximo com Deus? Você tem dúvidas sobre as quais deve orar, pedindo a Deus que responda às suas perguntas e fortaleça sua fé? 

Você também pode considerar o tipo de legado que deseja deixar para trás, para ajudar a tornar o mundo um lugar melhor através da sua passagem terrena. 

Somente Deus pode ajudá-lo a fazer isso, porque Deus sabe quanto tempo lhe resta para viver e como você pode usar melhor esse tempo para contribuir com o mundo. 

Um túmulo é um lugar inspirador para pedir a Deus que o ajude a  cumprir seu propósito, deixando o amor de Deus fluir através de sua vida e usando a mistura única de talentos que Deus lhe deu.

O que a Bíblia diz sobre visitar túmulos?

A Bíblia menciona várias vezes, sobre esse assunto.

Na passagem bíblica mais famosa sobre visitar túmulos, três mulheres visitam o túmulo de Jesus após sua ressurreição. 

E, PASSADO o sábado, Maria Madalena, e Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para irem ungi-lo. E, no primeiro dia da semana, foram ao sepulcro, de manhã cedo, ao nascer do sol. E diziam umas às outras: Quem nos revolverá a pedra da porta do sepulcro? E, olhando, viram que já a pedra estava revolvida; e era ela muito grande. E, entrando no sepulcro, viram um jovem assentado à direita, vestido de uma roupa comprida, branca; e ficaram espantadas. Ele, porém, disse-lhes: Não vos assusteis; buscais a Jesus Nazareno, que foi crucificado; já ressuscitou, não está aqui; eis aqui o lugar onde o puseram. Mas ide, dizei a seus discípulos, e a Pedro, que ele vai adiante de vós para a Galiléia; ali o vereis, como ele vos disse. E, saindo elas apressadamente, fugiram do sepulcro, porque estavam possuídas de temor e assombro; e nada diziam a ninguém porque temiam.” (Marcos 16: 1-8

A Bíblia também descreve como Jesus visitou o túmulo de seu amigo Lázaro. João capítulo 11 conta a história. Jesus chora e sofre com a morte de seu amigo Lázaro (Jo 11:35). 

Então, na frente das irmãs de Lázaro, Maria e Marta, Jesus traz Lázaro de volta à vida (Jo 11:38-44). Jesus, faz às irmãs uma pergunta chave:

“Não vos disse que, se crerdes, vereis a glória de Deus?” (João 11:40)

Depois de mostrar fé em Deus no túmulo de seu irmão, Maria e Marta testemunharam um milagre ali, milagre que fortaleceu a fé de inúmeras outras pessoas ao redor do mundo, desde então.

Outra passagem bíblica sobre visitar sepulturas é em Gênesis 35:19-20, que descreve como Jacó marca a sepultura de Raquel com uma coluna. 

Essa passagem detalha um gesto comum para homenagear um ente querido que já passou para a eternidade. Uma prática muito comum em nossos dias, onde muitas pessoas marcam ou decoram os túmulos.

À seguir, separamos 17 versículos bíblicos encorajadores para aqueles que perderam um ente querido

A Bíblia inclui muitos  versículos para ajudá-lo quando estiver sofrendo pela perda de um ente querido. Para isso, separamos aqui alguns versículos bíblicos que te encherão de coragem e esperança.

João 11:25: “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem acredita em mim viverá, ainda que morra. e quem vive acreditando em mim nunca morrerá. Você acredita nisso?’”

João 14:1-3: “Não se turbe o vosso coração. Você acredita em Deus; acredite também em mim. A casa de meu pai tem muitos cômodos; se não fosse assim, eu teria dito que vou lá para preparar um lugar para você? E se eu for e preparar-vos lugar, voltarei e vos levarei para estar comigo, para que também vós estejais onde eu estiver”.

Filipenses 3:20-21: “Mas a nossa cidadania está nos céus. E dali aguardamos ansiosamente um Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que, pelo poder que o capacita a colocar tudo sob seu controle, transformará nossos corpos humildes para que sejam semelhantes ao seu corpo glorioso”.

Romanos 14:8: “Se vivemos, vivemos para o Senhor; e se morrermos, morremos para o Senhor. Assim, quer vivamos ou morramos, pertencemos ao Senhor”.

1 Coríntios 15:51-57: “Ouçam, eu lhes digo um mistério: nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados – num relâmpago, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta. Pois a trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis e nós seremos transformados. Pois o perecível deve vestir-se com o imperecível, e o mortal com a imortalidade. Quando o perecível for revestido com o imperecível e o mortal com a imortalidade, então a palavra que está escrita se cumprirá: “Tragada foi a morte na vitória”. “Onde, ó morte, está sua vitória? Onde, ó morte, está seu aguilhão?” O aguilhão da morte é o pecado, e o poder do pecado é a lei. Mas graças a Deus! Ele nos dá a vitória por meio de nosso Senhor Jesus Cristo”.

Salmos 116:15: “Preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos.”

João 3:16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

Salmos 23:1-6: “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará. Ele me faz deitar em pastos verdes, ele me conduz a águas tranquilas, ele refresca minha alma. Ele me guia pelos caminhos certos por amor do seu nome. Ainda que eu ande pelo vale mais escuro, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado, eles me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos. Você unge minha cabeça com óleo; minha xícara transborda. Certamente sua bondade e amor me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor para sempre”.

Deuteronômio 33:27: “O Deus eterno é o seu refúgio, e por baixo estão os braços eternos”.

Romanos 8:35-39: “Quem nos separará do amor de Cristo? Haverá problemas ou dificuldades ou perseguição ou fome ou nudez ou perigo ou espada? Como está escrito: ‘Por amor de ti enfrentamos a morte o dia todo; somos considerados como ovelhas para serem abatidas.’ Não, em todas essas coisas somos mais que vencedores por meio daquele que nos amou. Pois estou convencido de que nem a morte nem a vida, nem os anjos nem os demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa em toda a criação poderá nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor”.

Isaías 57:2: “Aqueles que andam retamente entram em paz; eles encontram descanso enquanto jazem na morte.”

2 Coríntios 5:8: “Estamos confiantes, eu digo, e preferiríamos estar longe do corpo e em casa com o Senhor.”

1 Tessalonicenses 4:13-14: “Irmãos e irmãs, não queremos que sejam desinformados sobre os que dormem na morte, para que não sofram como o resto da humanidade, que não tem esperança. Pois cremos que Jesus morreu e ressuscitou, e assim cremos que Deus trará com Jesus aqueles que nele dormiram”.

Eclesiastes 3:1-4: “Há tempo para tudo, e tempo para cada atividade debaixo dos céus: tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar, tempo de matar. e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar…” 

Eclesiastes 12:7: “e o pó volte à terra de onde veio, e o espírito volte a Deus que o deu”.

Mateus 5:4: “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados”.

Apocalipse 21:4: “Ele enxugará de seus olhos toda lágrima. A morte não existirá mais; não haverá mais tristeza, choro e dor, porque as coisas anteriores já passaram”.

Conclusão

Visitar os túmulos de sua família e amigos que já faleceram pode ser uma poderosa peregrinação espiritual. 

Embora você não possa conversar com seus entes queridos falecidos, você pode refletir sobre suas vidas, honrar seus legados e orar. 

Deus irá encontrá-lo em seus túmulos para confortá-lo em sua dor, fortalecer sua fé e até mesmo inspirá-lo com admiração.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!