O que significa que a porta é estreita em Mateus 7?

“Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.” – Mateus 7:13-14

Jesus veio buscar e salvar os perdidos, mas infelizmente, nem todos os perdidos querem ser encontrados. A infeliz realidade da porta estreita e larga, da qual Jesus falou, é que nem todos nós faremos a escolha correta. Muitos seguirão o caminho fácil e perderão a vida eterna no céu.

A breve narrativa sobre a Porta Estreita e Larga é a primeira das quatro advertências que Jesus deu com relação à aplicação do Sermão da Montanha.

O primeiro é uma advertência aos perdidos sobre para onde estão indo. Deus é paciente, não desejando que nenhum de nós pereça. Todos são bem-vindos para caminhar com Jesus. No entanto, é estreita a porta.

O que sabemos sobre “Estreita é a Porta” em Mateus 7?

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.”

João 14:6

Jesus veio para que pudéssemos viver plenamente. Uma vida plena está em seguir a Cristo. A porta que leva ao reino dos céus é sinônimo de vida.

Ninguém vem ao Pai senão por Cristo. Ele é o caminho, a verdade e a vida. O caminho que Jesus fez para nós através da cruz requer uma resposta, e nossa resposta determina nosso destino eterno.

A porta e o caminho estreito são mais difíceis de encontrar do que os largos. No entanto, precisamos procurar.

Curiosamente, a palavra grega original para estreito pode ser definida como reta. A porta é estreita, mas segura.

Considerando que o caminho amplo é simples de encontrar, mas confuso de navegar. Jesus advertiu sobre falsos mestres e falta de disciplina nos versículos seguintes. (Mateus 7:15-27)

A entrada pela porta estreita se garante pela crença em quem Jesus é e no que Ele fez por nós. Ele é o Filho de Deus e andou na terra totalmente Deus e totalmente homem.

Deus preparou um caminho para escaparmos do castigo da morte pelo pecado, e a crença em Cristo Jesus é a única maneira de entrar pela porta estreita.

A salvação não se conquista por nada que fazemos na terra. É um dom gratuito de um Salvador que voluntariamente deixou o céu para vir à terra e morrer injustamente por nós.

É a maior história de amor de todos os tempos. No entanto, muitos, como Jesus adverte, infelizmente escolherão não acreditar.

Por que Deus Tornou Estreito o Caminho para a Salvação?

“E em nenhum outro há salvação, porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”.

Atos 4:12

Jesus já fez o trabalho árduo da cruz. Enviado do céu pelo Pai, mas com o Pai no princípio, todas as coisas foram feitas por meio de Cristo. Ele nos conhece intimamente. Deus está atrás de um relacionamento íntimo conosco.

Tudo o que passamos tem o propósito de nos aproximar de Deus, a quem chegamos somente por meio de Cristo Jesus.

O caminho estreito que leva à vida se encontra apenas pela fé na morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Fomos criados para trazer glória a Deus. A porta é estreita porque temos que submeter continuamente o orgulho e sacrificar nossas vidas para fazer a vontade de Deus.

Nós aquietamos nossas almas e nos voltamos para Ele porque somos incapazes de combater a guerra travada no mundo e no reino espiritual.

Na Bíblia Cristã Holman Standard, Mateus 13-14 começa uma seção intitulada “Entrando no Reino”, incluindo os versículos 15-23.

Dentro desses versículos, Jesus adverte sobre os falsos mestres e como reconhecê-los (vv. 15-20), e também enfatiza a importância de seguir a vontade de Deus para nossas vidas (vv. 21-23).

Quando atravessamos a porta estreita, nos aproximamos de Cristo para uma perspectiva melhor, que nos permite guardar nossos corações de falsos mestres e hábitos enganosos sobre o que significa viver como discípulo de Cristo.

A maior parte do mundo busca posses e conquistas para ganhar status. A porta larga está escancarada.

A salvação em Cristo não pode ser conquistada. É um presente. Temos que parar o que estamos fazendo e nos voltar para Cristo.

A porta é estreita porque o processo é difícil, e a perspectiva que precisamos para ver a entrada da porta estreita vem somente através de Cristo Jesus.

Não fazemos isso por conta própria, mas operamos pelo poder de Cristo, em nós, para que Deus receba toda a glória.

Como se acessa a porta estreita?

“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.” Mateus 7:13-14

O objetivo da porta estreita é viver uma vida que glorifique a Deus. Pode parecer difícil lutar pela porta estreita da perseguição e dificuldades, descansando em Jesus. Largar tudo o que nos envolve é difícil! No entanto, a possibilidade de perder a eternidade é extremamente real se nos agarrarmos aos desejos e buscas da porta larga.

A seguir estão dois versículos do Antigo Testamento, um registrado por Moisés e o outro por Jeremias.

Moisés conduziu o povo de Deus pelo deserto, ensinando-os a confiar em Deus e somente nele.

Jeremias encorajou um povo exilado. Derrotado e perdendo a esperança, ele os lembrou do Messias prometido e do futuro que Deus prometeu restaurar. Desde o início, foi nossa escolha acreditar e seguir a Deus.

Deuteronômio 30:19-20 diz:

“Eu chamo o céu e a terra para testemunhar contra você hoje, que eu coloquei diante de você a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolhe, pois, a vida, para que vivas tu e a tua descendência, amando ao Senhor teu Deus, obedecendo à sua voz e apegando-te a ele, porque ele é a tua vida e a tua longa vida, para que habites na terra que o Senhor jurou aos teus pais, a Abraão, a Isaque e a Jacó, para os dar”.

Jeremias 21:8 diz:

“E a este povo dirás: Assim diz o Senhor: Eis que ponho diante de ti o caminho da vida e o caminho da morte”.

Quando passamos pela porta estreita, nos tornamos parte da família de Deus. Todos são bem-vindos. Todos estão convidados, mas nem todos entrarão.

Aqueles que escolhem passar pela porta estreita, que significa o início do discipulado ao longo da vida, tornam-se membros da igreja, a noiva de Cristo, que nunca será vencida pelo mal.

João escreveu: “A luz brilha nas trevas, e as trevas não a venceram.” (João 1:5)

A vitória já foi conquistada na cruz. A morte foi derrotada e, embora atravessar a porta estreita seja difícil, agarramos a alegria e a paz eternas em Cristo durante toda a jornada.

Sabemos que ao final de nossa batalha contra o pecado na terra estaremos com Deus no céu, totalmente restaurados, por toda a eternidade.

“…quem fala, como quem fala oráculos de Deus; quem serve, como quem serve com a força que Deus provê, para que em tudo Deus seja glorificado por meio de Jesus Cristo. A ele pertencem a glória e o domínio para todo o sempre. Amém.” 1 Pedro 4:11

Os seguidores de Cristo entram pela porta estreita pela crença em quem é Cristo e no que Ele veio fazer na cruz. A salvação é um presente que todos são bem-vindos a aceitar livremente.

A dificuldade do discipulado é uma submissão à alegria e à paz ao longo da vida!

Ou seguiremos a Cristo de todo o coração ou seguiremos o caminho da destruição. Não pode haver compromisso tímido com Jesus. Se não estamos no caminho estreito do discipulado, então estamos no caminho largo para a condenação eterna.

A busca pela santidade, para viver uma vida que glorifica a Deus, é uma passagem de ida para a liberdade eterna. Deixamos o caminho largo e esperamos a vida eterna em Cristo.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo