Onde estava Daniel quando jogaram os 3 jovens na fornalha?

Uma das histórias mais conhecidas da Bíblia é a dos três jovens hebreus lançados na fornalha ardente por se recusarem a adorar a estátua de ouro do rei Nabucodonosor. Mas onde estava Daniel, o amigo e companheiro deles, nessa ocasião? A Bíblia não nos dá uma resposta direta, mas podemos levantar algumas hipóteses baseadas no contexto histórico e bíblico.

Daniel estava ausente?

Uma possibilidade é que Daniel estivesse ausente da cerimônia de adoração à imagem, por estar cumprindo alguma missão diplomática ou administrativa em outra província do império babilônico.

Afinal, ele era governador de toda a Babilônia e chefe supremo de todos os sábios (Daniel 2:48). Talvez ele tivesse sido enviado pelo próprio rei para resolver algum assunto importante, ou talvez ele tivesse aproveitado a oportunidade para se ausentar e evitar o conflito.

Ou Daniel estava presente?

Outra possibilidade é que Daniel estivesse presente na cerimônia, mas que tivesse sido poupado da perseguição por causa da sua posição de autoridade e prestígio junto ao rei.

Talvez Nabucodonosor tivesse feito vista grossa para a desobediência de Daniel, por reconhecer o seu valor e a sua fidelidade. Ou talvez Daniel tivesse conseguido uma permissão especial para não se curvar diante da imagem, por causa do seu serviço ao rei e ao seu Deus.

De qualquer forma, o que sabemos é que Daniel não abandonou os seus amigos na hora da dificuldade. Ele continuou orando por eles e intercedendo diante de Deus (Daniel 6:10).

Ele também não se deixou corromper pela idolatria e pela apostasia do seu povo. E permaneceu fiel ao Senhor em todas as circunstâncias, mesmo arriscando a sua vida (Daniel 6:16-23).

Mas afinal, onde Daniel estava?

Segundo o texto mencionado, a primeira informação que temos é que Daniel não era apenas mais um judeu no reino de Nabucodonosor, mas o governador da província da Babilônia e o chefe supremo de todos os sábios da Babilônia.

Como ele poderia estar ausente de um evento de tal magnitude que ocorreria em sua própria província? Isso não seria uma atitude insolente e desrespeitosa para com o rei Nabucodonosor e as autoridades do império convocadas por ele?

Com base nessa informação, precisamos ler o texto de Daniel 3:1-3 para ver como ele contribui para a solução dessa questão.

De acordo com os versículos 2 e 3, o rei deu uma ordem a todos os seus governantes. E a ordem do rei nunca poderia ser desobedecida, pois implicava na morte do transgressor. O texto diz o seguinte:

“Então, o rei Nabucodonosor mandou reunir os sátrapas, os prefeitos, os governadores, os juízes, os tesoureiros, os magistrados, os conselheiros e todos os oficiais das províncias para virem à consagração da imagem que o rei Nabucodonosor tinha levantado. Então, reuniram-se os sátrapas, os prefeitos, os governadores, os juízes, os tesoureiros, os magistrados, os conselheiros e todos os oficiais das províncias para a consagração da imagem” (Daniel 3:1-2).

Até este ponto, a questão continua sendo um mistério, pois esse texto não diz nada sobre onde Daniel estava no dia da consagração da estátua. Mas se lermos o próximo versículo, provavelmente ele fornecerá uma resposta para nossa pergunta. Vejamos:

“Então, reuniram-se os sátrapas, os prefeitos, os presidentes, os juízes, os tesoureiros, os conselheiros, os oficiais e todos os governadores das províncias para a consagração da estátua que o rei Nabucodonosor tinha levantado, e estavam em pé diante da imagem que Nabucodonosor tinha levantado” (Daniel 3:3).

Como podemos ver, o texto é claro ao afirmar que “os governadores estavam em pé diante da imagem”, e até onde sabemos, de acordo com o texto, Daniel era o governador da província da Babilônia, onde levantaram a imagem.

Diante dessa realidade e da convocação do rei, não podemos conceber a ideia de que Daniel estivesse ausente dessa cerimônia, por supostamente estar envolvido em alguma atividade fora do império, como alguns sugeriram, o que, na verdade, é apenas uma mera hipótese.

Portanto, devemos nos ater à declaração explícita no texto bíblico, ou seja, que os governadores, incluindo Daniel, estavam em pé diante da imagem (Daniel 3:3).

Permanecendo fiel

É importante salientar que o fato de Daniel estar presente naquela convocação não significa que ele tenha se curvado diante da imagem levantada por Nabucodonosor. Pois Daniel era temente a Deus e jamais se curvaria diante de uma divindade pagã. Isso fica evidente quando consideramos suas ações anteriores registradas na Bíblia.

No capítulo um de Daniel, ele se recusa a se alimentar da comida oferecida pelo rei, pois sabia que era consagrada a um deus pagão. Além disso, em outra ocasião, ele preferiu ser jogado na cova dos leões a deixar de orar ao seu Deus (Daniel 1 e 6).

Com base nessas explicações, concluímos que Daniel estava no Campo de Dura, na província da Babilônia, no dia da consagração da imagem levantada por Nabucodonosor. No entanto, é importante ressaltar que Daniel não se curvou diante da imagem, mantendo sua fidelidade a Deus e sua convicção em não adorar divindades pagãs.

Sermão sobre Daniel e seus Amigos lições

O que aprendemos com a história de Daniel e dos três jovens na fornalha?

A história de Daniel e dos três jovens na fornalha nos ensina que Deus é soberano sobre todas as coisas e que ele pode livrar os seus servos do fogo da provação.

Mas também nos ensina que devemos ser corajosos e firmes na nossa fé, sem nos conformarmos com o mundo e sem nos curvarmos diante dos ídolos.

E aí querido leitor, aprendeu mais? Então, que possamos seguir o exemplo desses homens de Deus, que honraram o seu nome em meio a uma geração perversa e corrupta.

Se gostou, então continue lendo sobre Daniel:

Por que Daniel substituiu “Ufarsim” por “Peres” na interpretação da escrita da parede?

O que é o Jejum de Daniel e como fazer?

Lições sobre Daniel e seus Amigos

Um poderoso Sermão em Daniel 1: Seja como Daniel

10 coisas interessantes sobre a história de Daniel na Bíblia

Como o livro de Daniel reflete os problemas modernos?

7 Lições sobre a História de Daniel na Cova dos Leões

Sermão em Daniel 3 – Prova de Deus

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. O texto de Daniel 6 10 não tem nada a ver com a situação dos três jovens. Não podemos esconder o fato, Daniel se prostrou, e nem por isso Deus deixou de usa-lo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!