Os anjos caídos são verdade da Bíblia ou ficção?

Especialmente na época do Halloween, podemos ouvir muito sobre demônios, também conhecidos como “anjos caídos”. Vemos representações desses seres em filmes, programas de TV e na literatura popular.

Mas os anjos caídos permanecem nesse reino de ficção? Ou há algo um pouco mais real sobre esses seres sinistros?

Sim, eles existem (Lucas 10:18) e podem interferir em nossas vidas (Efésios 6:12) com mais frequência do que imaginamos ou consideramos em nosso pensamento diário. Mas nem tudo o que ouvimos sobre eles na cultura popular é necessariamente verdade.

Este artigo procurará discutir a natureza desses seres e diferenciar o que é fato e o que é ficção.

O que a Bíblia diz sobre os anjos?

A Bíblia tem muito a dizer sobre os anjos em geral. De fato, os anjos aparecem ou são mencionados quase 300 vezes na Bíblia. 

Com relação aos anjos que não caíram do céu, podemos aprender algumas coisas sobre eles nas Escrituras.

Os anjos louvam ao Senhor

Cada parte de sua existência parece glorificar a Deus. Vemos isso nas quatro criaturas no céu que clamam “santo, santo, santo”, sem cessar em Apocalipse 4:8. 

Os anjos que encontram os pastores no campo durante o nascimento de Jesus também cantam glória a Deus (Lc 2:14).

Os anjos são criaturas poderosas. 

Em termos de poder, o salmista os coloca um pouco acima dos humanos (Sl 8:5). O Salmo 103:20 descreve como eles são poderosos em força.

Os anjos travam batalhas espirituais. 

Miguel e Gabriel lutam contra o Príncipe da Pérsia (um demônio que influencia a Pérsia) em Daniel 10

Batalhas espirituais acontecem ao nosso redor constantemente, de acordo com Efésios 6:12.

Eles são seres espirituais, mas podem aparecer na forma de homens. 

Números 22:23 mostra um anjo como um homem com sua espada desembainhada contra o perverso profeta Balaão. 

Eles aparecem como homens quando as mulheres os encontram no túmulo vazio de Jesus (Mateus 28:2).

Eles tendem a produzir medo em quem eles encontram. 

Uma das frases mais comuns que você ouvirá um anjo dizer nas Escrituras é: “Não tenha medo” (Lucas 2:10). 

Sua aparência é bem diferente do que vemos nas representações modernas de querubins fofos atirando flechas. Eles são tão sobrenaturais em sua verdadeira forma, que algumas pessoas erroneamente tentam adorá-los (Lc 19:10).

Existem muitos tipos de anjos. 

Os quatro tipos principais explicitamente listados na Bíblia são arcanjos (1 Tessalonicenses 4:16), querubins (Salmo 18:10), os quatro seres viventes (Apocalipse 4) e serafins (Isaías 6:3).

Já que tocamos levemente no que são os anjos, temos que discutir o que eles não são. Ou, pelo menos, discutiremos onde a cultura os erra.

Eles não são querubins fofos com arcos e flechas. 

Sempre que os autores das Escrituras tentam descrever os anjos, eles produzem algumas imagens bizarras. 

Ezequiel até fala sobre anjos viajando em rodas que têm olhos nas bordas (Ezequiel 1:18). Em essência, as ideias que temos de anjos agora não produziriam o medo que as pessoas geralmente têm quando os encontram, muitas vezes combinado com um tremor incontrolável (Isaías 6).

A salvação é reservada apenas aos humanos, os anjos não têm chance de serem salvos. 

Quando alguns anjos caíram do céu, eles escolheram a destruição eterna (2 Pedro 2:4).

Nós realmente não temos provas de anjos da guarda. Embora esteja em debate se eles existem (a maioria no argumento pró-anjo da guarda aponta para os versículos Salmo 91: 11-12 e Atos 2:15), não temos nenhum versículo específico para apontar para uma prova definitiva de anjos da guarda para cada pessoa individual.

O que são anjos caídos?

Anjos caídos são seres que decidiram se rebelar contra Deus e assim foram expulsos do céu (Judas 1:6). 

Porque eles se rebelaram contra Deus, eles enfrentarão o castigo e o tormento eternos (2 Pedro 2:4).

Porque eles não têm esperança eterna, é sua missão arrastar o maior número possível de pessoas com eles para sua perdição eterna.  

O que torna um anjo um caído?

Muitos crentes e não crentes podem se perguntar quais critérios existem para determinar o que o torna um anjo caído. Podemos estabelecer uma série de razões de como um anjo pode cair do céu e nunca mais voltar.

Primeiro, eles têm que se rebelar contra Deus. 

As escrituras nos dizem que provavelmente um terço (Apocalipse 12:4) dos anjos seguiram Lúcifer, mais tarde conhecido como Satanás.

Satanás, invejoso da adoração que Deus recebeu, decidiu separar-se do céu e levar consigo uma parte dos habitantes. Se um anjo seguiu Satanás durante esta rebelião inicial, eles se enquadram na categoria de um anjo caído.

Em segundo lugar, eles têm seu destino eterno selado no Lago de Fogo (Apocalipse 20:10). 

Por causa de sua rebelião contra o Deus Todo-Poderoso, eles aguardam seu destino de condenação eterna. Eles sabem desse final e estremecem. Isso nos leva ao nosso ponto final em termos de critérios.

Eles causam estragos e causam divisão. 

Por saberem de seu destino eterno, devido à sua rebelião, tentarão arrastar consigo o maior número possível de almas. 

Isso significa que eles irão influenciar, tentar, persuadir, coagir e até mesmo possuir incrédulos para desviá-los de conhecer Jesus Cristo como seu Salvador e Senhor. 

Existem Versículos Sobre Anjos Caídos?

Além do versículo listado acima, encontramos alguns outros exemplos nas Escrituras que mencionam “anjos” em conjunto com Satanás. 

Além disso, qualquer versículo que mencione a palavra demônio se refere a um anjo caído.

  • Apocalipse 12:9 descreve Satanás e seus anjos sendo lançados do céu para a terra por causa de sua rebelião.
  • Mateus 25:41 descreve o castigo que Satanás e seus anjos suportarão do fogo eterno.
  • Apocalipse 12:4, através da metáfora das estrelas, indica que Satanás induziu um terço dos anjos do céu a se rebelarem contra Deus.

Existem vários anjos caídos? 

Como indicado anteriormente, demônios e anjos caídos são termos sinônimos. Temos versículos nas Escrituras que apontam para o fato de que mais de um demônio existe no mundo. 

De fato, em Marcos 5:9, temos um homem que tem tantos demônios nele, que eles chamam de “legião”.

Outro versículo, em Mateus 12:43, fala sobre como um demônio sairá de um incrédulo e trará de volta vários outros para habitar aquela pessoa mais uma vez.

Demônios podem:

  • Habitar incrédulos (Marcos 5:1-20).
  • Faça com que aqueles que possuem fiquem mudos (Mt 9:32), cegos (Mt 12:22), surdos (Mc 9:25), ou tentem se prejudicar (Mc 5:1-20).
  • Espalhe mentiras (João 8:44) para afastar as pessoas de Deus.
  • Tenha um certo domínio sobre os governantes (Daniel 10).

Quem é Satanás? 

Satanás, uma vez conhecido como Lúcifer (Ezequiel 28), é o líder dos demônios, que os fez se rebelar contra Deus em primeiro lugar.

O pai da mentira (Jo 8:44) e o príncipe deste mundo (Jo 12:31), Satanás tentará impedir que qualquer um e todos aceitem Jesus como seu Senhor e Salvador.

Ele nos tentará de todas as maneiras (Mateus 4:1-11).

É importante notar que Satanás não é o oposto de Deus. Deus é muito mais poderoso do que Satanás jamais será. Satanás não é onipotente, onisciente ou onipresente.

O que é ficcional sobre anjos caídos? 

Agora que abordamos os anjos caídos e seu líder Satanás, temos que estabelecer quais concepções culturais sobre demônios simplesmente não são verdadeiras.

Anjos caídos não podem habitar um crente. 

Às vezes os cristãos podem se preocupar se algum dia serão possuídos por um demônio, mas os demônios não podem habitar o que é o templo do Senhor (1 Coríntios 6:19) onde o Espírito Santo habita. 

Os demônios estremecem com o próprio nome de Jesus, então eles não querem estar próximos do Deus do Universo (Tiago 2:19).

Os demônios não são mais poderosos que os crentes. 

Os crentes podem ser cautelosos com a batalha espiritual que nos cerca, sentindo-se impotentes. Mas se somos habitados pelo Espírito Santo, Ele é muito mais poderoso do que as forças do mal. 

Os crentes têm a capacidade, através do nome de Jesus, de expulsar demônios (Atos 19:13-16).

Os anjos caídos já perderam. 

É fácil ficar desanimado quando vemos as forças do mal em ação em nosso mundo moderno, mas às vezes podemos esquecer que Jesus já tem a vitória (1 João 4:4). Demônios já têm seu destino selado. É só uma questão de tempo.

Os anjos são seres poderosos, mas todos eles têm que se submeter a Deus. 

Os demônios não podem realizar nenhuma ação fora da vontade ou plano de Deus (Jó 1-2, Mateus 8:31). Embora sejam fortes, Deus é mais forte, e o plano de Deus sempre vencerá no final.

Botão Voltar ao topo