Como Deus preparou José para a liderança?

Introdução deste sermão Deus preparando José

Leonard Ravenhill conta sobre um grupo de turistas que visitavam uma pitoresca vila. Ao passarem por um velho sentado ao lado de uma cerca, um turista perguntou de maneira condescendente: “Algum grande homem nasceu nesta aldeia?” O velho respondeu: “Não, apenas bebês”. Ele está certo. A liderança é desenvolvida. Não descoberta. 

No sermão de hoje, vamos aprender como Deus fez exatamente isso com o homem chamado José e por que isso ainda é relevante para nós.

Texto para este sermão: Gênesis 37:1-36; 39:1-23; 40:1-23; 41:1-57

1. Formação do Caráter

José era na verdade um pirralho mimado (Gn 37:3). Ele era orgulhoso e egoísta (Gênesis 37:2; 37:5-7; 37:9-10). Seu caráter precisava de uma transformação antes que Deus pudesse realmente promovê-lo. 

Muitas pessoas se tornaram instrumentais na formação de seu caráter. Deus usou os irmãos de José e a esposa de Potifar, para citar alguns.

Lições e aplicação

Nenhum de nós nasce perfeito. Todos nós temos pelo menos pequenas falhas em nosso caráter. Deus não pode nos promover a liderar do jeito que somos porque essas falhas de caráter têm um impacto direto no modo como lideramos. 

Não que Deus não pudesse nomear José como governador do Egito da noite para o dia, mas se ele tivesse feito isso, José teria sido um líder muito ruim e causado um grande desastre para todos que confiavam nele.

Todo líder, goste ou não, deve passar por esse período de formação do caráter. Muitas vezes isso não é uma experiência agradável. Mas este é um ingrediente essencial para uma liderança bem-sucedida. Os líderes que pulam esta etapa nada mais são do que bolos pela metade. 

Jesus disse: “Digo-vos a verdade solene, a menos que um grão de trigo caia na terra e morra, fica por si só. Mas se morrer, produz muito grão.” (João 12:24)

Da mesma forma, a menos que um líder sofra e morra para si mesmo, ele não pode produzir o resultado esperado por Deus. Deus tem que mudar seus líderes antes que possa usá-los como agentes de mudança no mundo. 

O falecido presidente da África Nelson Mandela serve como um grande exemplo aqui. John Battersby, um ex-correspondente do The New York Times, disse isso sobre ele. “Ele sempre teve consciência de que seu papel de liderança na libertação da África do Sul do apartheid poderia não ter sido possível se ele não tivesse sido preso.”

2. Sustentação da Esperança

Ernest Hemingway disse: “É tolice não ter esperança; além disso, acredito que seja um pecado”. A jornada de José em direção à liderança foi cheia de flutuações. Mas sua esperança em Deus permaneceu no mesmo nível. Abaixo estão as flutuações que vemos na vida de José.

(A) Seguro e confortável, (Gênesis 37:3-4).

(B) Vendido como escravo, (Gênesis 37:26-27; 36).

(C) Recebeu o favor de Potifar (Gênesis 39:4).

(D) Falsamente acusado e preso, (Gênesis 39:20).

(E) Recebeu o favor do carcereiro, (Gênesis 39:21-22).

(F) Interpretou os sonhos, (Gênesis 40:1-20).

(G) Esquecido e deixado para trás (Gênesis 40:23).

(H) Interpretou os sonhos do Faraó, (Gênesis 41:1-40).

(I) Tornou-se o governador do Egito, (Gênesis 41:40-46).

Lições e aplicação

As flutuações eram o método de Deus para ensinar José a manter a esperança. Ele usa o mesmo método para nos ensinar o mesmo, para que saibamos como manter a esperança mesmo nas situações mais desesperadoras. 

Alguns dos grandes líderes do mundo secular realmente conseguiram alcançar a grandeza porque mantiveram suas esperanças vivas mesmo quando todas as suas esperanças se foram. Grandes líderes como Nelson Mandela e Jawaharlal Nehru não deixou que as circunstâncias matassem suas esperanças para o futuro. Eles se educaram e se dirigiram a seus seguidores mesmo de celas de prisão com a esperança de retornar aos seus lugares de direito na liderança um dia. Eles eram líderes que não conheciam a Deus e não há evidências para afirmar que Deus estava com eles em seus momentos de sofrimento. 

Mas a Bíblia diz repetidamente que Deus estava com José (Gênesis 39:2; 39:23). É esta consciência da presença de Deus mesmo em tempos de calamidade que nos ajuda a não perder a esperança.

José, no entanto, cometeu um erro que alguns líderes tendem a repetir. José pelo menos uma vez em sua vida colocou sua esperança em um homem. Ele esperava que o mordomo chefe do faraó o libertasse da prisão. Mas o mordomo esqueceu de José logo depois que ele recebeu sua liberdade (Gn 40:21-23). 

O líder cristão não pode esperar em suas habilidades ou nas de outro. Deus é sua única esperança porque foi Deus quem o chamou em primeiro lugar. Além disso, Isaías disse que as pessoas que colocam sua esperança em Deus renovarão suas forças (Is 40:31).

3. Fidelidade

A oportunidade é como Deus responde aos líderes que colocam sua esperança nele. Mas a esperança sem fidelidade é inútil. Deus deu a José a oportunidade de uma vida porque ele permaneceu fiel a Deus e ao homem, mesmo quando foi colocado sob pressão literalmente insuportável (Gênesis 39:7-9; 22).

Jesus também enfatizou a importância da fidelidade longamente (Lc 12:41-48). Deus usa as circunstâncias para testar líderes em potencial quanto à sua fidelidade e continua o teste até que o líder prove sua fidelidade. 

Lembre-se, quando sob pressão, ser fiel não é tão fácil quanto parece. Mas Deus nos recompensará se resistirmos ao teste até o fim.

Conclusão sobre como Deus preparou José para liderança

A preparação é o preço que pagamos para nos tornarmos grandes líderes. José tinha apenas 16 anos quando seus irmãos o venderam aos comerciantes ismaelitas. 

O faraó o nomeou governador do Egito quando ele tinha trinta anos. Deus passou 14 anos apenas preparando seu líder escolhido. 

A preparação leva tempo e nos permite ter paciência e não desanimar durante as etapas mais difíceis de nossa preparação.

Veja mais esboços de pregação sobre José aqui.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!