1 Pedro 2. 11-12: Como dar um bom testemunho de Cristão

Sermão Expositivo em 1 Pedro 2: 11-12 com o tema: Como dar um bom testemunho de Cristão. Esboço de pregação expositiva sobre 3 atitudes de como dar um bom testemunho de crente.

TEMA: Como dar um bom testemunho de Cristão

TEXTO: 1 Pedro 2. 11-12

“Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais que combatem contra a alma;

Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem”.

INTRODUÇÃO

ILUSTRAÇÃO:

Conta-se a história de Gordon Maxwell, missionário na Índia, que quando pediu a um estudioso hindu que lhe ensinasse a língua, o hindu respondeu:

“Não, sahib, não vou lhe ensinar minha língua. Você me faria um cristão.” 

Gordon Maxwell respondeu: “Você me entendeu mal. Estou simplesmente pedindo que você me ensine sua língua.”

Novamente o hindu respondeu: “Não, sahib, não vou te ensinar. Nenhum homem pode viver com você e não se tornar um cristão.” 

EXPOSIÇÃO

Como dar um bom testemunho de Cristão? Vejamos então:

1. VIVER DE ACORDO COM SUA IDENTIDADE ESPIRITUAL (1 Pedro 2. 11a)

A Escritura usa várias identidades espirituais para os seguidores de Cristo: 

  • Em relação a Deus Pai, Seus Filhos; 
  • Em relação a Cristo, Seu Corpo;
  • E em relação ao Espírito Santo, Seu Templo.

Mas em relação ao mundo, Peter se dirigiu a seus leitores como “alienígenas e estranhos no mundo”. 

O que isto significa?

“Aliens and Strangers” – não cidadão; residente temporário; metáfora de um cristão, cujo verdadeiro lar é no céu; aquele que vive por algum tempo na terra.

Veja então Efésios 2: 19-20:

“Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus; Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina”.

Veja então Filipenses 3:20:

“Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo”.

IMPLICAÇÕES:

A) Diferença de cultura e valores

A maneira como nos vestimos, nosso tipo de comida, nossas maneiras e comportamento, nossa perspectiva de trabalho e vida familiar.

B) Discriminação e privação

Não temos a prioridade em termos de benefícios e socialmente, somos apenas indivíduos de segunda classe; não importa a ênfase que o governo dê à igualdade.

Espiritualmente falando, sendo “estrangeiros e estranhos no mundo”, temos diferentes conjuntos de valores e práticas culturais. 

Se as pessoas te acham diferente e estranho, é porque esse mundo não é o nosso mundo.

Veja então: João 15: 19-20; 

“Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia.

Lembrai-vos da palavra que vos disse: Não é o servo maior do que o seu SENHOR. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa”.

Veja então: 1 Pedro 4: 3-4:

“Porque é bastante que no tempo passado da vida fizéssemos a vontade dos gentios, andando em dissoluções, concupiscências, borrachices, glutonarias, bebedices e abomináveis idolatrias;

E acham estranho não correrdes com eles no mesmo desenfreamento de dissolução, blasfemando de vós”.

Como dar um bom testemunho de Cristão? Vejamos então:

2. AFASTAR-SE DO PECADO (1 Pedro 2. 11b)

Pedro disse que se deve “abster-se de desejos pecaminosos”. 

Abster-se significa conter-se, refrear-se, distanciar-se ou separar-se. 

Abstenção de desejos pecaminosos significa negar voluntariamente a si mesmo ou desistir deliberadamente de seus desejos pecaminosos.

A instrução não é apenas para minimizar, mas eliminar a influência de seus desejos pecaminosos. 

Por que se deve abster de desejos pecaminosos? 

Desejos pecaminosos guerreiam contra nossa alma. 

Nossos desejos pecaminosos nos impedem de conhecer a Deus. 

Então, isso nos separa de Deus.

Veja Efésios 4: 22-24

“Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; E vos renoveis no espírito da vossa mente; E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade”.

Portanto, a ordem é “retire-se do seu antigo eu”.

ILUSTRAÇÃO

D.L Moody disse: “Tenho mais problemas com D.L Moody do que com qualquer homem que conheço”.

Veja então Gálatas 5: 16-17, 24-25.

A chave para “despojar-nos do nosso velho eu” é viver pelo Espírito de Deus

Devemos ceder à liderança do Espírito Santo. 

Devemos, portanto, ouvir e seguir Suas instruções sobre como viver nossas vidas aqui na terra.

Como dar um bom testemunho de Cristão? Vejamos então:

3. PRATICAR AS BOAS OBRAS (1 Pedro 2. 12)

Pedro encorajou seus leitores a praticar boas ações entre os incrédulos: “viver uma vida tão boa… que os incrédulos vejam suas boas ações e glorifiquem a Deus.”

ILUSTRAÇÃO:

O que é o Cristianismo?

  • Em casa é gentileza.
  • Nos negócios, é honestidade.
  • Na sociedade, é cortesia.
  • No trabalho, é justiça.
  • Para os desafortunados, é uma pena.
  • Para os fracos, é uma ajuda.
  • Em relação aos perversos, é a resistência.
  • Em relação ao forte é a confiança.
  • Para o afortunado é parabéns.
  • Em relação ao penitente, é o perdão.
  • Em relação a Deus é reverência e amor.

Quando Pedro deu essa instrução, os cristãos estavam sendo acusados ​​de transgressão. 

Que tipo de acusações os não-cristãos fizeram na época de Pedro?

  • Deslealdade ao estado ou César;
  • Desestabilização do comércio ou adivinhação;
  • Ensinando que os escravos são “livres”;
  • Não participando de alguns festivais religiosos;
  • Mantendo valores “antissociais”;
  • Ser “ateus” porque não tinham ídolos;

Apesar dessas acusações, os cristãos devem ter “estilo de vida nobre” entre os não-cristãos. 

Os propósitos da vida piedosa dos cristãos são duplos: 

  1. Primeiro, se os incrédulos prestarem atenção às nossas boas obras, eles não nos caluniarão. 
  2. Em segundo lugar, no futuro eles glorificarão a Deus.

Peter deu alguns motivos pelos quais devemos manter uma vida boa:

  • Silenciar a ignorância dos homens tolos. (1 Pedro 2:15)
  • Sofrer por fazer o bem é recomendável diante de Deus. (1 Pedro 2:20)
  • Geralmente, fazer o bem evita que sejamos prejudicados. (1 Pedro 3:13)

Veja então: 2 Timóteo 3: 16-17:

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra”.

Veja então Efésios 2:10:

“Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas”.

 Veja então: Gálatas 6: 9-10:

“E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé”.

CONCLUSÃO

ILUSTRAÇÃO:

Hudson Taylor disse:

“Se seu pai e sua mãe, sua irmã e seu irmão, se o gato e o cachorro da casa não estão mais felizes por você ser cristão, é uma questão de saber se você realmente é.”

Esses são, portanto, as 3 atitudes de como dar um bom testemunho de Cristão:

1. VIVER DE ACORDO COM SUA IDENTIDADE ESPIRITUAL;
2. AFASTAR-SE DO PECADO;
3. PRATICAR AS BOAS OBRAS.
Banner2-Qualidade-Biblica-biblioteca-do-pregador-900-500

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.

Conheça a Ferramenta que te ajudará Entender a Bíblia com mais Facilidade!