Como dar aula na Escola Dominical para Jovens?

Falamos em um texto anterior, sobre como dar aula na Escola Bíblica Dominical. Agora vamos nos focar em uma parte mais específica, como dar aula para jovens dentro da EBD.

Não é uma tarefa fácil, visto que a reflexão bíblica conectada com a realidade dos jovens é uma grande preocupação de professores e líderes nas Igrejas.

O ensino bíblico é uma parte importante no ministério com jovens. Por isso, os professores devem buscar por boas soluções. Para que assim, esse ensino seja abençoado e dê frutos realmente visíveis atingindo o coração da juventude.

Quais as principais dificuldades que os jovens encontram no estudo bíblico?

Uma das maiores dificuldades que os jovens encontram no estudo da Bíblia consiste em entendê-la e aplicar sua linguagem ao seu cotidiano.

Isso se deve principalmente a pouca familiaridade que o jovem tem com a linguagem bíblica. Já que os jovens não são habituados a leitura de textos antigos. Isto quando são habituados a algum tipo de leitura.

O fato de estarem inseridos em um mundo, onde as informações vêm de forma rápida, o jovem se sente perdido ao se deparar com um texto bíblico. E, esta dificuldade deve ser levada em conta pelo professor da EBD.

Qual o papel da Escola Bíblica Dominical para atender aos jovens em seus estudos bíblicos?

A Escola Bíblica Dominical tem um papel relevante nesse processo de inserir os jovens no estudo bíblico. E como se faz isso?

É um assunto muito complexo, mas pode-se começar criando um ambiente de estudo dinâmico e atraente para que o jovem tenha uma familiaridade com a Bíblia. Então, dessa forma consiga trazer sua linguagem para o seu cotidiano.

Este é um desafio enorme e vou tentar desmembrá-lo em 3 tópicos.

1. O conhecimento bíblico dos líderes e professores de jovens

Sabemos que no Novo Testamento, os evangelhos mostram o ensinar como um dos fundamentos do ministério de Jesus e dos apóstolos.

Jesus, ensinava muito mais do que pregava. O crescimento da Igreja estava totalmente ligado à transmissão da boa nova do Reino e aos anúncios dos ensinos de Jesus. Os apóstolos ensinavam esse novo caminho, essa nova doutrina e viviam dedicados a esse ministério.

Como exemplo, podemos nos lembrar de como Lucas descreve a atividade dos apóstolos:

E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo.

Atos 5:42

Do mesmo modo, as cartas de Paulo e as epístolas gerais foram escritas sobre a ênfase do ensino, da exortação, procurando acima de tudo o zelo pela sã doutrina.

Trazendo isso para os nossos dias, o texto bíblico desafia o professor da Escola Bíblica Dominical a dar atenção ao que seus alunos estão dizendo para lhes fornecer o melhor que está contido nas escrituras.

O estudo aprofundado das escrituras é essencial, pois, prepara bem o professor. Além disso, é bom dedicar-se a pesquisa do assunto, para que, forneça ao professor de Escola Bíblica Dominical para jovens uma estrutura bem enraizada e que torna o ensino mais agradável. E permite assim, que ele atinja a linguagem dos jovens e consiga fazer com eles apreendam a linguagem bíblica.

Assim, o professor deve ter a preocupação de levar para sua classe um elevado teor de conhecimento bíblico, isso torna a aula mais interessante e os alunos muito mais conectados.

Um dos fatores que torna a aula sem interesse e afasta os alunos, é quando o mesmo sente que seu professor não tem domínio do conteúdo. Lembre-se, ensinar é apostar na propagação do Evangelho, nas verdades do Reino e dessa forma provocar uma transformação significativa no coração dos alunos.

2. O elemento criatividade

Não é preciso que o professor seja um gênio em criatividade, não se trata de criar as coisas do nada. Saiba que ser criativo é desenvolver a capacidade de combinar situações e ideias que assumem novas funções.

Ser criativo é saber qual recurso técnico será mais apropriado para ensinar determinado conteúdo. Por exemplo, para discutir uma lição, se faz necessário que o professor leia uma notícia, assista um documentário, prepare slides, imagens ou até mesmo vídeos para que a aula se torne eficaz. Pois assim, atenderá às expectativas dos alunos.

Muitas vezes se torna necessário que o professor faça uma relação entre o conteúdo que está sendo estudado e o que está acontecendo na sociedade. Por exemplo, nas mídias sociais e até mesmo na política. Isso tudo aproxima a linguagem bíblica ao cotidiano do jovem. Dessa forma, o jovem consegue assimilar melhor o conteúdo, pois este passa a fazer sentido em sua vida.

Muitas vezes trabalhar pequenos tópicos em grupos é uma boa saída para despertar o interesse dos alunos. Os grupos discutem entre si tópicos diferentes e depois, em um grupo maior, debatem o assunto como um todo. Essa técnica é muito enriquecedora para os jovens e torna a aula bastante dinâmica.

3. Uma nova relação pedagógica

Quando um professor de Escola Bíblica Dominical planeja uma aula, deve ter em mente que o jovem precisa ser totalmente capaz de entender, participar, debater e aplicar no seu dia a dia. Dessa forma o professor se torna um mediador entre o conteúdo e o aluno, o que propicia uma aprendizagem mútua.

Lembre-se que ensinar é uma forma de se relacionar. Então tenha com seus jovens alunos uma relação de amor, de dedicação, de carinho e respeito.

Botão Voltar ao topo