15 habilidades de grandes pregadores

Ultimamente tenho pensado sobre o que faz um “grande” pregador. Depois de ouvir sermões de centenas de pregadores (alguns famosos, mas a maioria não) em vários ambientes por 45 anos, cheguei a algumas conclusões sobre “grandes” sermões e “grandes” pregadores. 

Lembro-me de quando eu estava no ensino médio. Acordei muito cedo em um Domingo de Páscoa de manhã e dirigi por uma hora e meia até uma igreja no interior para ouvir um homem pregar sobre a Ressurreição. 

Ele pegou um pedacinho de papel e o enrolou para nos mostrar como era para Cristo estar embrulhado no sepulcro. 

Simples, tão simples, mas me eletrizou e, pela primeira vez na vida, fiquei impressionado com o pensamento de que Jesus havia ressuscitado dos mortos. 

Aquele homem nunca alcançou grande fama terrena, mas eu fui embora transformado por sua mensagem. Ele foi um grande pregador para mim.

Alguns anos atrás, Keith Drury escreveu uma coluna sobre coisas que aprendeu com pregadores que ouviu. Quando o li recentemente, comecei a seguir essa linha de pensamento. 

Ao refletir sobre a variedade de pregadores que ouvi nos últimos 45 anos, vejo muitas diferenças de estilo, técnica e personalidade. Mas há algumas semelhanças.

O que podemos aprender ouvindo os melhores pregadores?

1. Eles usam o humor de forma sábia.

O humor é como o sal. Um pouco é bom, mas, muito estraga a sopa. Grandes pregadores sabem a diferença. 

Alguns pregadores contam histórias engraçadas para aliviar a tensão. Enquanto outros usam trocadilhos e frases de efeito para obter um ponto de vista. 

Eu nunca ouvi um grande sermão de um comediante no púlpito, mas já vi alguns pregadores talentosos usarem o humor natural a seu favor.  

2. Eles se colocam em seu lugar.

Isso é difícil de quantificar, mas significa algo como: “Esse homem entende meus problemas. Ele sabe o que estou passando”. 

Às vezes, isso é feito por meio de referências a eventos atuais. Outras vezes é feito por uma ilustração pessoal. 

3. Eles têm conteúdo bíblico sólido.

Não quero dizer necessariamente que eles fazem apenas a exposição versículo por versículo. Mas se eles pegarem uma questão urgente ou uma questão moral ou um tema contemporâneo, eles fazem a lição de casa para que você possa ver a base bíblica da mensagem. 

Eles não estão pregando sua opinião usando a Bíblia apenas para apoiar suas ideias. Grandes pregadores fundamentam suas mensagens na Palavra de Deus. 

4. Eles entendem o valor de uma boa história.

Nada desperta as pessoas como estas palavras: “Deixe-me contar uma história.” 

John Stott disse que uma boa ilustração abre uma janela em um sermão para deixar a luz brilhar sobre a verdade. 

Uma história pode ser breve ou longa. Mas grandes pregadores sabem quando usar uma história para ajudar uma congregação a entender e aplicar a verdade bíblica. 

5. Eles pregam com paixão.

Antes de mais nada, isso não deve ser confundido com barulhos, gritos ou gestos exagerados. Não tem nada a ver com temperamento ou estilo de pregação. 

Spurgeon chamou isso de seriedade. É o que acontece quando o público percebe: “Esse homem realmente acredita no que está pregando”. 

Está englobado na descrição do Antigo Testamento de um profeta que tinha um “fardo” do Senhor. 

6. Eles pregam com intensidade tranquila.

Às vezes eu escuto pregadores que estão “se esforçando demais”, e isso transparece. Isso pode ser um sinal de falta de preparação. 

Os pregadores mais jovens muitas vezes não pregaram o suficiente para se sentirem confortáveis ​​no púlpito.

Os melhores pregadores podem ser bastante intensos como Billy Graham em uma cruzada e ao mesmo tempo relaxados. 

7. Eles usam frases memoráveis.

Estou me referindo a princípios e ditados precisos. Jesus fez isso muitas vezes em seu ensino. 

“Não lance suas pérolas aos porcos”. Isso cria uma imagem mental vívida. 

Uma boa virada de uma frase pode elevar um sermão de comum a memorável.

8. Eles pregam uma mensagem de cada vez.

Os jovens pregadores muitas vezes enfiam tudo o que sabem em um sermão. Com isso, o sermão fica difícil de acompanhar. Parece mais uma palestra do seminário. 

Grandes pregadores se concentram em apenas uma ideia principal no sermão. Eles fazem isso de várias maneiras. 

Eles não sentem a necessidade de dizer às pessoas tudo o que sabem. Mas se preocupam em fixar na mente dos ouvintes apenas uma ideia.

9. Eles variam seu ritmo, tom e volume.

Geralmente eles começam devagar, pegam o ritmo, sobem e abaixam a voz, tudo de acordo com a necessidade do momento. 

Muitas vezes eles usam uma pausa em seu sermão para focar a atenção em um ponto-chave. 

A pregação deles soa como uma conversa animada, não como uma palestra ou uma repreensão do púlpito.

10. Eles mantêm as coisas simples.

J. Vernon McGee disse a seus ouvintes que “Jesus não disse: Alimente minhas girafas. Ele disse: Alimente minhas ovelhas. Coloque o feno na prateleira de baixo para que as ovelhas de Deus possam pegá-lo.” 

Simples não significa que você não mostre sua educação. Simples significa você pegar a verdade profunda e torná-la compreensível para aqueles que não possuem seu treinamento especializado. 

11. Eles mantêm bom contato visual com a congregação. 

Às vezes eles pregam sem anotações, às vezes com anotações, às vezes com um manuscrito. No entanto, em todos os casos, eles estão olhando para você enquanto pregam. 

12. Eles são claros e fáceis de seguir.

Isso significa que eles pegam uma pergunta e a respondem, ou pegam uma proposição e a desdobram, ou contam uma história e a aplicam. 

Seja como for, você pode facilmente seguir a mensagem. Quando eles terminam, você diz: “Agora eu entendo!”

13. Eles começam rapidamente.

Os pregadores novatos muitas vezes cometem o erro de demorar muito para entrar em seu tema. 

Os melhores pregadores dizem de antemão sobre o que estão falando. Eles agarram a congregação com a primeira frase e nunca a soltam. 

14. Eles pregam por decisão.

Um sermão não é uma palestra. Os melhores pregadores nunca terminam sem levar as pessoas face a face com Deus de uma forma ou de outra. 

15. Eles pousam o avião na primeira tentativa.

Quando a hora chega ao fim, grandes pregadores não circulam pelo campo ou fazem uma série de tentativas de aterrissagens. Mas eles pousam o avião na primeira tentativa. 

E você? O que você acrescentaria a esta lista? 

Botão Voltar ao topo