História de Barzilai: Lições de generosidade do idoso que ajudou o rei Davi

A história de Barzilai, um personagem bíblico mencionado no Antigo Testamento, pode nos ajudar a compreender a importância de ser generoso com o próximo em momentos de adversidades.

A bondade de uma pessoa pode ser uma semente valiosa de amor a Deus. É possível reconhecer os valores de um homem quando ele pode ajudar seu irmão e o faz.

Então, continue lendo e vamos conhecer juntos a história de Barzilai e entender por que ele aparece na bíblia como um homem generoso que ajudou o rei. 

A história de Barzilai e sua generosidade para com o rei

Antes de tudo, vamos contextualizar sobre quem estamos falando. Segundo a Bíblia, o nome Barzilai aparece pelo menos três vezes no Antigo Testamento. 

A primeira vez, aparece em 2 Samuel 17:27-29 como um rico proprietário de terras de Gileade que forneceu suprimentos para Davi e seu exército quando eles estavam fugindo de seu filho Absalão

A segunda aparece em 2 Samuel 19:31-40 como um homem idoso que acompanhou Davi quando ele retornou a Jerusalém após a morte de Absalão.

Finalmente, a terceira vez esse nome aparece em Esdras 2:61 e Neemias 7:63 como um sacerdote que retornou a Jerusalém após o exílio babilônico.

Portanto, vamos conversar sobre a história de Barzilai que está no segundo livro de Samuel.

Esse nome em hebraico significa “filho do ferro” ou “feito de ferro”. Este nome era provavelmente uma referência à habilidade de Barzilai em trabalhar com metal, já que a palavra hebraica “barzel” significa ferro. 

No contexto histórico em que ele viveu, a habilidade em trabalhar com metal era valorizada devido à importância das armas e ferramentas na vida cotidiana.

Como Barzilai ajudou Davi?

A história mais conhecida sobre Barzilai é aquela em que ele ajuda Davi durante sua fuga de Absalão. 

Naquela época, Davi e seu exército estavam fugindo para o leste do rio Jordão, buscando refúgio em Maanaim. E um homem rico e influente na região, sabendo que Davi e seu exército estavam em apuros e se ofereceu para fornecer-lhes comida, água e outros suprimentos. 

Assim, ele sustentou Davi e seus homens enquanto estava escondido de seu filho. A ajuda de Barzilai foi crucial para a sobrevivência de Davi e seu exército durante aquele período difícil. 

Mais tarde, quando Davi retornou a Jerusalém após a morte de Absalão, ele quis recompensá-lo por tudo o que fez, mas o homem recusou de receber o presente para si. 

Na verdade, ele se considerava muito velho para desfrutar de uma vida palaciana, assim, pediu ao rei que levasse Quimã, seu filho, e fizesse o que bem lhe parecesse. (2 Sm. 19: 34-37)

Sermão sobre Barzilai

O que podemos aprender com essa história de generosidade?

Essa passagem bíblica oferece algumas lições valiosas sobre a importância da generosidade e do cuidado pelos outros. 

Primeiro, ela nos ensina que uma boa atitude pode ter um impacto significativo na vida das pessoas que estão em apuros. 

Embora Barzilai fosse apenas uma pessoa comum, ou seja, fora dos requintes da realeza, sua ajuda foi crucial para a sobrevivência de Davi e seu exército em um momento crítico. 

Sem essa ajuda, certamente o rei morreria com os soldados, pois estavam como fugitivos e precisam de alimento, segurança e apoio.

Além disso, a história de Barzilai também nos ensina que ajudar ao próximo pode expressar gratidão e lealdade a um líder ou amigo. 

O exemplo de Barzilai não estava apenas na ajuda, mas em que mesmo não precisando ajudar, ele escolheu fazê-lo. Atitudes semelhantes não apenas servem para salvar vidas, como demonstra que o outro é importante em momentos que estão passando por dificuldades.

E isso é fundamental para fortalecer relacionamentos e construir pontes entre as pessoas, ainda mais, na igreja.

A história de Barzilai também destaca a importância de ser grato e reconhecer as boas ações dos outros. Davi, por exemplo, reconheceu a generosidade de Barzilai e decidiu honrá-lo por suas ações. 

Essa atitude de reconhecer e valorizar a generosidade dos outros pode ser uma forma poderosa de construir relacionamentos fortes e saudáveis.

Por fim, a história de Barzilai nos lembra que a generosidade não tem idade ou limitações. Embora Barzilai fosse um homem idoso, ele ainda conseguia negar a si mesmo para ajudar o próximo.

Gostou de aprender sobre Barzilai? Então se aprofunde mais:

Sermão: A generosidade de Barzilai – Aprendendo a ser um abençoador

6 orações de encorajamento para os pais

Dízimo e Oferta – Uma Questão de Fidelidade e Generosidade

Josiane Silva

Olá, eu sou a Josiane Silva, mãe, avó e procuro servir a Deus. Amo estudar a bíblia para compreender o comportamento humano. Afinal podemos aprender muito com as histórias dos outros, não é mesmo? Como gosto muito de ler e de escrever, também trabalho como redatora freelancer.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo