Por que a história bíblica de Caim e Abel é tão significativa?

“Agora Adão conheceu Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz Caim, dizendo: Consegui um homem com a ajuda do Senhor. E novamente, ela deu à luz seu irmão Abel. Agora Abel era pastor de ovelhas, e Caim um trabalhador da terra.” (Gênesis 4:1-2)

Em Gênesis 4 você encontrará a história de Caim e Abel. Estes foram os dois primeiros filhos nascidos de Adão e Eva depois que eles foram expulsos do Jardim do Éden. Caso você não esteja familiarizado com a história, aqui está a versão realmente abreviada:

Caim matou Abel. (eu disse que era curto)

Obviamente, existem alguns detalhes que levaram a esse momento, mas essencialmente foi isso que aconteceu. 

No entanto, dentro desta pequena história registrada em Gênesis, existem algumas verdades fundamentais que não podem ser negligenciadas. 

Essas verdades revelam tudo o que você precisa saber sobre a humanidade e a condição humana, porque o que era verdade então certamente é verdade agora.

Uma vez que você conheça e entenda essas verdades, acho que você verá por que a história bíblica de Caim e Abel é tão significativa.

O que aconteceu na história de Caim e Abel?

Antes de revelar essas verdades, posso tirar um momento e chamar sua atenção para algo que você pode ou não ter pensado antes. Houve muitas estreias com Caim e Abel.

  • Eles foram os primeiros filhos a ter pais.
  • Eles eram os dois primeiros irmãos de qualquer tipo.
  • Caim foi o primeiro menino nascido.

Lembre-se, Adão e Eva foram criados pela mão de Deus. Eu me pergunto como Caim deve ter se sentido literalmente sendo a primeira pessoa a nascer. Por um tempo ele não era apenas o único filho, ele era o único garoto período porque não havia outras crianças na terra. 

Quando ele nasceu, porque não havia mais ninguém, ele chamou toda a atenção de sua mãe e de seu pai. Isso não durou muito porque depois de um tempo Abel apareceu.

Na América, muitas vezes nos referimos ao presidente e sua família como a primeira família. No entanto, verdadeiramente, esta foi realmente a primeira família. 

Tenho certeza de que provavelmente existem muitas outras verdades que você pode extrair da experiência deles como a primeira família, mas esse não é o foco principal deste artigo. 

Vamos ao cerne da questão para ver por que esta história bíblica de Caim e Abel é tão significativa para você e para mim. Há três verdades relevantes que quero destacar:

Por que Caim ficou tão bravo?

Verdade nº 1: Todos nós nascemos com uma bússola moral

Caim acabou se tornando um agricultor trabalhando no solo enquanto Abel era um vaqueiro cuidando do gado. 

Em algum momento, ambos trouxeram ofertas ao Senhor. Depois que Deus rejeitou a oferta de Caim, aqui está o que ele lhe disse:

Então o Senhor disse a Caim: Por que você está com raiva? Por que seu rosto está abatido? Se você fizer o que é certo, você não será aceito? – Gênesis 4:6-7

Não há registro anterior antes disso de Caim sendo ensinado certo ou errado, porque lembre-se de que não havia lei escrita neste momento, mas Deus tinha uma expectativa de Caim. Ele esperava que Caim soubesse qual era a coisa certa a fazer.

Isso nos permite saber que cada um de nós nasce com uma bússola moral, sabendo e sendo capaz de definir o que é certo do que é errado. 

Acho que isso seria chamado de sua consciência. Desde o início, Caim e Abel sabiam o que era certo fazer e o que não era.

O que isso significa é que nenhuma pessoa é indesculpável, porque você tem a capacidade inata de fazer essa distinção. 

Deus esperava isso de Caim e espera isso de você e de mim. Com isso, vamos passar para a segunda razão pela qual a história bíblica de Caim e Abel é tão significativa.

Verdade nº 2: Sabemos o certo e o errado, mas lutamos para fazer o certo

Uma coisa é saber a diferença entre o certo e o errado. Outra coisa é fazer.

Nesta história, vemos Caim enfrentando o mesmo tipo de luta que todos os humanos depois dele enfrentaram. Estou me referindo à luta de lidar com sua natureza pecaminosa. Observe o que Deus diz a Caim:

Mas se você não fizer o que é certo, o pecado está à sua porta; ele deseja ter você, mas você deve dominá-lo. – Gênesis 4:7

Você já sentiu a presença do pecado agachado à sua porta esperando e procurando uma maneira de entrar? Não é esta a luta que todos nós enfrentamos quando vivemos e lidamos com nossa natureza pecaminosa? 

Eu amo a imagem de agachar porque ilustra o pecado se escondendo, espionando e procurando o momento certo para atacar e dominar você.

Isto é exatamente o que o pecado faz e esta é uma luta que todos nós enfrentamos. Observe o que Paulo diz em Romanos:

Através da minha experiência desse princípio, descubro que mesmo quando quero fazer o bem, o mal está pronto para me sabotar. – Romanos 7:21 

Você nunca deve se surpreender quando a tentação do pecado bater à sua porta. No entanto, faça o seu melhor para evitá-la.

Você também não deve se surpreender se houver uma parte de você que queira se entregar a esse pecado. Infelizmente, é assim que sua natureza pecaminosa funciona. 

Embora você saiba o certo e o errado, sua natureza pecaminosa é atraída para o errado. Essa natureza pecaminosa é resultado da desobediência Adão. Foi passado para seus filhos Caim e Abel e tem percorrido todas as gerações e pessoas desde então. 

Isso não nos dá licença ou desculpa para pecar. Estou apenas compartilhando com você a razão pela qual você pode querer pecar.

Para onde Caim foi depois de matar Abel?

Verdade #3: O pecado não controlado leva a consequências desastrosas

Eu gostaria que houvesse um final melhor para a história de Caim e Abel. Eu gostaria que Caim, em vez de ficar com raiva, tivesse visto o erro de seus caminhos e não permitido que essa raiva o consumisse. 

Infelizmente, não foi isso que aconteceu porque sabemos que Caim matou Abel. No entanto, deixar essa verdade inconveniente na Bíblia é o motivo pelo qual essa história bíblica de Caim e Abel é tão significativa. 

Ela permite que você veja o resultado do que acontece quando o pecado segue seu curso em sua vida. A história de Caim é na verdade Tiago 1:14-15 na vida real:

Mas cada pessoa é tentada quando é arrastada por seu próprio desejo maligno e seduzida. Então, depois que o desejo concebe, dá à luz o pecado; e o pecado, quando já adulto, dá à luz a morte. – Tiago 1:14-15

Desde o primeiro filho da primeira família, você vê o resultado do pecado arruinando uma vida humana. Você já pensou… o que Caim disse a seus pais depois de matar Abel? 

É por isso que você não deve permitir que o pecado reine em sua vida. 

Na vida de Caim, após assassinar Abel, ele foi amaldiçoado e banido de sua família. Não sei se Caim alguma vez se arrependeu. Nas poucas vezes em que ele é referenciado na Bíblia depois disso, parece que não. A triste verdade é que, mesmo que tivesse se arrependido, o dano já estava feito.

Embora seja verdade que Deus é gracioso, misericordioso e que perdoa o pecado, ele nem sempre remove as consequências. 

Por esta razão, é melhor lidar com o pecado em sua vida, se houver algum, antes que o pecado em sua vida lide com você. No caso de Caim, seu pecado levou a melhor sobre ele. E isso lhe custou caro.

Um Aviso sobre o Espírito de Caim

Como mencionei anteriormente, existem apenas algumas referências a Caim após Gênesis. Aqui estão duas:

Não seja como Caim, que pertencia ao maligno e assassinou seu irmão. E por que ele o matou? Porque suas próprias ações eram más e as de seu irmão eram justas . – 1 João 3:12

Ai deles! Eles tomaram o caminho de Caim – Judas 1:11

Quando a Bíblia faz referência a Caim depois disso, há apenas duas coisas que recebem um aviso e um ai. Em outras palavras, se você quer moldar sua vida de acordo com alguém, não deixe que seja Caim. O que você deve ter cuidado é: você pode ser dominado por esse mesmo espírito.

Isso significa não permitir que a raiva ou o pecado o alcancem a ponto de você seguir seus desejos malignos. Este é o espírito de Caim, e assim como não funcionou muito bem para Caim, não funcionará para você.

Eu quero deixar você com um pensamento da história de Caim e Abel. A diferença que o amor faz.

Pois esta é a mensagem que você ouviu desde o início: Devemos amar uns aos outros. Não seja como Caim… – 1 João 3:11-12

Permita que o amor de Deus permeie todo o seu coração e, ao fazê-lo, você responderá corretamente ao pecado e aos seus irmãos e irmãs.


Autor Clarence L. Haynes Jr.

Botão Voltar ao topo