Lições do Cego de Jericó – Esboço de Pregação

Esboço de pregação sobre o cego de Jericó em Marcos 10:46-52.

Tema da pregação: Lições do Cego de Jericó

Texto deste sermão: Marcos 10:46-52

46 Chegaram a Jericó. E, quando ele e seus discípulos, junto com uma grande multidão, saíram da cidade, o filho de Timeu, Bartimeu, que era cego, estava sentado à beira do caminho, saindo esmolas. 47 Quando ouviu que era Jesus, o Nazareno, começou a gritar: “Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!” 48 Muitos o repreendiam, para que ficasse quieto, mas ele gritava ainda mais: “Filho de Davi, tem misericórdia de mim!” 49 Jesus parou e disse: “Chamem-no”. 50 Eles chamaram o cego, dizendo-lhe: “Ânimo! Levante-se! Ele está chamando você”. 51 Lançando sua capa, ele cantou-se depressa e aparentemente-se a Jesus. 52 “O que você quer que eu lhe faça?”, perguntou-lhe Jesus. O cego respondeu: “Mestre, eu quero ver!”

Introdução:

Hoje, queridos irmãos e irmãs, vamos explorar as profundas lições que podemos aprender com a história do Cego de Jericó, conforme registrado no Evangelho de Marcos, capítulo 10, versículos 46 a 52.

Nesta passagem, encontramos um encontro transformador entre Jesus e um homem cego que nos ensina muito sobre fé, perseverança e a graça de Deus. Vamos dividir nossa pregação em três partes:

I. O Que o Cego Viu

II. O Que o Cego Disse

III. O Que o Cego Fez

I. O Que o Cego Viu (Marcos 10:46-48)

No versículo 46, Bartimeu o cego de Jericó, está sentado à beira do caminho. Ele não conseguia ver com os olhos físicos, mas sua fé espiritual o fez ver algo essencial.

Bartimeu teve a oportunidade de encontrar Jesus. Ele reconheceu Jesus como o Filho de Davi, o Messias prometido.

Bartimeu se esforçou além de sua cegueira física e descobriu quem era Jesus.

Isso nos ensina a importância de enxergar com os olhos da fé, reconhecendo Jesus como nosso Salvador e Senhor, mesmo em meio às adversidades.

II. O Que o Cego Disse (Marcos 10:47-48)

Bartimeu clamou a Jesus, dizendo: “Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!”

Sua voz ecoou nas ruas de Jericó, e isso nos ensina a importância da oração e da confissão de fé.

Mesmo quando enfrentamos obstáculos, precisamos clamar a Jesus com fé, atendendo nossa necessidade de Sua misericórdia.

Bartimeu não se deixou calar pelas vozes ao seu redor.

Aprendemos aqui que devemos perseverar em nossa busca por Jesus, ignorando as distrações e o negativismo.

III. O Que o Cego Fez (Marcos 10:49-52)

Quando Jesus chamou Bartimeu, ele não hesitou. Ele se declarou, lançou fora a capa que o cobria e foi até Jesus. Bartimeu agiu com fé, demonstrando sua total confiança no poder de Jesus para curá-lo.

Isso nos ensina que a fé requer ação. Devemos estar interessados ​​em abandonar aquilo que nos impede de chegar a Jesus.

Bartimeu também seguiu Jesus no caminho, tornando-se Seu discípulo.

Isso mostra que, quando encontramos Jesus, devemos segui-Lo com devoção e gratidão.

Conclusão:

À luz da história do Cego de Jericó, podemos extrair valiosas lições para nossas próprias vidas.

  • Primeiro, devemos aprender a ver Jesus como o Messias e Salvador.
  • Segundo, precisamos aprender a clamar a Ele em oração, confiando em Sua misericórdia.
  • E por último, mas não menos importante, devemos agir com fé, abandonando tudo o que nos impede de seguir Jesus com dedicação.

Que as lições do Cego de Jericó nos inspiram a viver uma vida de fé, perseverança e compromisso com nosso Senhor.

Que possamos enxergar Jesus, clamar a Ele em tempos de necessidade e agir com coragem e determinação em nossa jornada de fé.

E que a graça de Deus nos acompanhe e nos transforme, assim como fez com Bartimeu. Em nome de Jesus, amém.

Dicas de como pregar este sermão sobre o cego de Jericó

  1. Estude profundamente o texto bíblico : Antes de tudo, familiarize-se profundamente com o texto de Marcos 10:46-52. Entenda o contexto histórico e cultural, as palavras-chave e as nuances da passagem.
  2. Use ilustrações e exemplos : Ao explicar cada tópico (O Que o Cego Viu, O Que o Cego Disse e O Que o Cego Fez), utilize ilustrações e exemplos contemporâneos que ajudam sua congregação a aplicar essas lições em suas próprias vidas.
  3. Mostre a transformação : Destaque como Bartimeu passou de um estado de cegueira física e espiritual para uma experiência transformadora com Jesus. Mostre como a fé e a ação podem levar à transformação nas vidas das pessoas.
  4. Inclui passagens relacionadas : Além do texto principal, você pode incluir outras passagens bíblicas que reforçam os pontos-chave do sermão. Por exemplo, você pode mencionar versículos sobre fé (Hebreus 11:1), perseverança (Romanos 5:3-4) e a graça de Deus (Efésios 2:8-9).
  5. Utilize recursos visuais : Se possível, use recursos visuais como slides, imagens ou objetos para ajudar na compreensão e retenção das lições. Por exemplo, uma capa velha pode ser usada como um objeto de demonstração para simbolizar o que precisamos abandonar para seguir Jesus.
  6. Aplique as lições : Conclua seu sermão destacando as lições práticas que a congregação pode aplicar em suas vidas. Forneça exemplos de como a fé, a oração e a ação podem transformar situações difíceis em oportunidades de encontro com Jesus.
  7. Ofereça esperança : Lembre-se de que esse sermão é uma mensagem de esperança. Independentemente das circunstâncias, enfatize que, assim como Jesus mostrou misericórdia a Bartimeu, Ele também está disposto a mostrar misericórdia a todos que clamam por Ele.
  8. Ore e confie no Espírito Santo : Ore antes de pregar, pedindo a orientação do Espírito Santo. Confie que Ele guiará sua pregação e tocará os corações daqueles que ouvem.

Veja mais esboços de pregação.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo