O CEGO BARTIMEU

Saiba quem foi o cego Bartimeu na bíblia, conheça sua história e aprenda lições importantes.

QUEM FOI O CEGO BARTIMEU?

Há poucas referências na bíblia sobre o cego Bartimeu, mas alguns historiadores comentam sobre ele.

RELATO HISTÓRICO

O cego Bartimeu seria filho de Timeu, um General israelita aposentado?

As informações sobre o pai de Bartimeu não encontramos nos evangelhos, mas podemos obtê-las do historiador Flávio Josefo que justificam a referência paterna.

Timeu, pai do cego Bartimeu que foi curado por Jesus foi um General que servia a Israel na unidade militar de Bebel.

E que depois se aposentar do serviço militar tornou-se um cidadão bem sucedido na região, um forte comerciante.

Com a chegada dos Romanos na Palestina aconteceu que seus bens foram confiscados e o soldo da aposentadoria cortado.

De cidadão bem sucedido torna-se então um revoltoso.

Pela formação militar que possuía liderou várias movimentos revoltosos contra os romanos e propunha desestabilizar o governo romano na região.

O contingente militar romano na região o identifica como uma pessoa perigosa à ocupação romana na Palestina.

Em resumo Timeu foi perseguido, preso e morto crucificado por causa da organização de revoltas na região.

Após a morte de Timeu, o mal passa para o filho.

Então os romanos mandam arrancar os olhos de Bartimeu para evitar que se tornasse um revoltoso tão perigoso como foi seu pai.

A crucificação dos contrários a ocupação Romana era um expediente muito praticada e um grande número de pessoas foram mortas.

Como também era comum eliminar os filhos homens ou torná-los deficientes para que não seguissem o exemplo de seus pais.

E tornar os filhos cegos de pais revoltosos era muito comum.

Passavam a ser um exemplo vivo, “não sigam o exemplo do pai”.

Portanto, segundo a tradição arrancaram os olhos de Bartimeu para que ele não seguisse o exemplo de Timeu seu pai.

O CONTEXTO HISTÓRICO

a história do cego bartimeu de jericó

Esta seção conta como Jesus, na companhia de seus discípulos, iam através do Jordão até Jericó na Judeia, onde ele restaurou a vista de Bartimeu, o último milagre de cura do seu ministério público.

Uma grande multidão de peregrinos da festa de Páscoa seguia Jesus e seus discípulos até Jericó, cerca de 30 Km de Jerusalém.

Na verdade haviam duas cidades com o nome de Jericó:

A cidade velha em ruínas, a menos de dois Km.

E a cidade nova onde Herodes e seus sucessores construíram um luxuoso palácio de inverno.

A Jericó do tempo de Jesus ficava cerca de cinco milhas a oeste
do Jordão e quinze milhas a nordeste de Jerusalém.

O sítio da cidade cananita do tempo de Josué ficava uma milha ao norte.

Há, aqui, uma dificuldade de harmonização.

Mateus e Marcos dizem que o milagre aconteceu quando ele saía de Jericó; Lucas diz que foi ao aproximar-se de Jericó (18:35).

Em Marcos, o cego é curado quando Jesus e seus companheiros estão saindo de Jericó (10:46).

Enquanto, em Lucas, a cura tem lugar quando eles entram na cidade.

Talvez a solução mais plausível é que a cura ocorresse quando Jesus deixava o local da antiga Jericó aproximando-se da nova cidade de Jericó.

A dificuldade nessa explicação é que não existem evidências de que a velha Jericó fosse habitada no tempo de Jesus.

Este problema surge, sem dúvida, por causa da ausência de completa informação histórica e geográfica.

Havia dois mendigos cegos sentados a beira da estrada (mateus 20:30), um deles era Bartimeu.

Portanto tanto marcos como Lucas se concentram nele, pois se tornou mais articulado.

LIÇÕES QUE APRENDEMOS COM BARTIMEU

O QUE APRENDEMOS COMO O CEGO BARTIMEU

O cego Bartimeu apesar de suas dificuldades, nos dá importantes lições.

Vejamos então essas lições:

1. APESAR DE CEGO, BARTIMEU TINHA VISÃO

E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar, e a dizer: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim. (Marcos 10:47)

Bartimeu apesar de cego tinha muita visão.

Ele reconheceu a messianismo de Jesus pelo uso do título FILHO DE DAVI.

A entrada de uma cidade era localização favorável para que um mendigo cego fizesse o seu apelo aos viandantes que iam e vinham.

O mendigo cego, ao chamar Jesus de filho de Davi, estava reconhecendo-o como o Messias.

A crença de que o Messias seria um descendente de Davi era comum entre os judeus daquele tempo.

Aparentemente, a fama de Jesus era tal que o cego imediatamente reconheceu quem era ele, e que aquele era o seu momento particular de oportunidade.

Filho de Davi é um título messiânico que ele usou, e que, provavelmente, tinha um significado especial nessa ocasião.

O, cego reconheceu Jesus como o descendente de Davi que os judeus esperavam, e que devia trazer fim à humilhação nacional, libertando Jerusalém e assumindo o cetro de seu governante maior.

O reconhecimento declarado pelo cego, de que Jesus era o esperado Messias, aconteceu pouco antes de sua entrada em Jerusalém.

Ali Jesus se apresentaria como Messias, mas em termos que não se coadunavam com as aspirações nacionalistas de muitos dos seus contemporâneos.

2. O CEGO BARTIMEU SE HUMILHOU

E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar, e a dizer: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim. (Marcos 10:47).

Da mesma forma como o publicano no Templo (Lucas 18: 9-14), o pobre cego só conseguiu clamar por misericórdia, por compaixão.

Ele não apresentou nenhuma reivindicação a Deus, baseado em suas próprias realizações.

Seria a repreensão, infligida ao cego, uma expressão da mesma atitude demonstrada para com as crianças, pelos discípulos ( Lucas 18:15)?

Ele também era um dos pequeninos do mundo, insignificante demais para merecer atenção durante essas horas cruciais que precediam a entrada fatal de Jesus em Jerusalém.

Portanto, o cego Bartimeu se humilha ao pedir por misericórdia, reconhecendo assim suas limitações e fragilidades.

3. BARTIMEU FOI PERSEVERANTE

E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele clamava cada vez mais: Filho de Davi! tem misericórdia de mim (Marcos 10:48).

Quando o cego Bartimeu começa a clamar, logo a multidão o repreende para que ele se calasse.

Mas Bartimeu não para diante do pedido da irritada multidão.

Ele clamava cada vez mais, pois reconhecia que aquela era a grande oportunidade de sua vida.

Aprendemos com o cego Bartimeu que diante daqueles que estão contra nosso clamor de fé, devemos perseverar e clamar cada vez mais.

Sempre vai existir pessoas que não compreendem a nossa fé, mas nem por isso devemos nos intimidar diante desses “pedidos para nos calarmos”.

Portanto, fiquemos firmes e focados em nosso objetivo, que o milagre está bem perto.

4. O CEGO BARTIMEU TEVE ATITUDE

E ele, lançando de si a sua capa, levantou-se, e foi ter com Jesus (Marcos 10:50).

A capa naquela época era não só apenas um vestuário comum, mas tinha um significado de identidade.

A capa que o cego Bartimeu usava era uma vestimenta que representava sua condição de mendigo e cego.

Quem passava por Bartimeu logo o identificava como alguém em condições de miséria.

A capa do cego Bartimeu também o acompanhava por algum tempo.

E outra observação importante, é que quando Jesus manda chamar Bartimeu, ele corre.

Ou seja, se ele estivesse com a capa poderia atrapalhar seu trajeto até Jesus.

Então, o cego Bartimeu precisou se desprender de sua capa o qual representava pelo menos três coisas para ele:

  1. Algo do seu passado que representava sua miséria.
  2. Uma coisa que era apegada a ele.
  3. Um objeto que atrapalhava ele correr ou se locomover rápido.

Portanto, devemos também renunciar essas coisas para nos aproximarmos de Jesus:

O passado dos ressentimentos, o apego a coisas deste mundo e os empecilhos que nos impedem.

5. BARTIMEU SEGUIU A JESUS

E Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E logo viu, e seguiu a Jesus pelo caminho (Marcos 10:52).

Muitos foram curados por Jesus, mas nem todos seguiram a Ele.

Bartimeu é diferente, mesmo depois de receber o seu milagre, ele não se contenta em ser apenas curado, mas deseja seguir Jesus.

No coração de Bartimeu havia gratidão a Deus e a maneira de expressar isso era demonstrar de alguma maneira.

O ex cego Bartimeu resolve seguir Jesus pelo caminho.

O que estava antes na beira do caminho, agora se encontra no caminho.

Jesus disse: Eu sou o caminho.. (João 14:6).

Portanto, que possamos verdadeiros seguidores de Jesus e não somente admiradores a “beira do caminho”.

Que não sejamos cegos, mas que possamos enxergar de verdade e seguir pelo caminho que é Jesus.

CONCLUSÃO

LIÇÕES DA VIDA DE BARTIMEU

Essas foram as lições que aprendemos com o cego Bartimeu:

1. APESAR DE CEGO, BARTIMEU TINHA VISÃO

2. O CEGO BARTIMEU SE HUMILHOU

3. BARTIMEU FOI PERSEVERANTE

4. O CEGO BARTIMEU TEVE ATITUDE

5. BARTIMEU SEGUIU A JESUS

Apesar de toda injustiça que Bartimeu poderia ter sofrido em sua vida, Deus lhe deu uma oportunidade a qual ele aproveitou muito bem.

Deus sempre nos dará uma oportunidade de encontrar o Salvador, o “caminho verdadeiro”.

Veja também esse vídeo de 3 visões de Bartimeu.

GOSTA DE LER, ENTÃO VEJA TAMBÉM:

BAIXE TAMBÉM O E-BOOK PARA COMPLEMENTAR SEUS ESTUDOS.

103-Perguntas-Que-as-Pessoas-Mais-Fazem-Sobre-Deus.pdf (1735 downloads)
Como agradecer compartilhe

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


  1. Boa tarde, a paz do SENHOR, fico feliz por ter a oportunidade de estudar texto da bíblia com os irmãos, Eu ( NILTON CEZAR) estava afastado do caminho a dez longos anos, mais por bondade e misericórdia?, estou de volta , orém por e minha família, AMÉM DEUS abençoe.

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.