7 Lições que Aprendemos com a Viúva da Botija de Azeite

2 Reis 4 nos conta a história da viúva que só tinha uma botija de azeite em casa, mas ela foi até o profeta de Deus, Eliseu que lhe deu as instruções para o milagre acontecer. Veja as 7 Lições que Aprendemos com a Viúva da Botija de Azeite.

Essas são 7 Lições que Aprendemos com a Viúva da Botija de Azeite

1. Ela reconhecia o testemunho de seu marido

Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao SENHOR (2 Reis 4:1).

Essa mulher viúva fala ao profeta Elizeu: “teu servo temia ao Senhor”, ou seja, ela estava reconhecendo o bom testemunho deixado pelo seu marido de servo temente.

Apesar de o texto bíblico deixar claro que após a morte do marido, uma dívida ficou, não encobriu as qualidades dele.

A primeira lição que aprendemos com a viúva da botija de azeite, é que precisamos reconhecer as qualidades e virtudes das pessoas ao invés de só olhar para os defeitos.

2. A viúva da botija de azeite foi buscar ajuda na pessoa certa

E UMA mulher, das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu… (2 Reis 4:1).

Mesmo que o texto não diz, podemos imaginar que havia outros profetas além de Eliseu, mas a viúva vai ao homem certo. Eliseu não só conhecia o marido falecido, mas era verdadeiro profeta que estava na presença de Deus.

Eliseu estava preparado para ajudar a mulher. Deus já havia operado milagres por seu intermédio.

Que lição maravilhosa que aprendemos! Deus tem pessoas preparadas e capacitadas para usar aqui na terra, por isso, precisamos reconhecer e pedir ajuda a eles. Não vá a pessoas que não estão na presença de Deus, pois, eles não terão algo de Deus para te oferecer.

3. A Viúva da Botija de Azeite lutou pelos seus filhos

…e veio o credor, para levar os meus dois filhos para serem servos. (2 Reis 4:1).

Outra lição que aprendemos com essa mulher é o amor pelos filhos demonstrado na sua atitude de lutar contra a situação.

O credor queria levar seus dois filhos, porém, a viúva não aceitou isso e então ela se mostra disposta a fazer o fosse preciso.

Você é um pai ou mãe com essa disposição de lutar pelos seus filhos?

Talvez sua situação não seja a mesma da viúva, mas pode ser semelhante. Por exemplo, o mundo sedutor querendo atrair seus filhos, as drogas viciantes, a prostituição batendo às portas, enfim, tudo aquilo que causa dor e preocupações em seu coração.

Mas, assim como o exemplo da viúva da botija de azeite, lute pelos seus filhos. Peça ajuda de seu pastor, ore por eles, se aproxime deles, faça o que for preciso para mantê-los na presença de Deus.

4. A mulher Viúva da Botija de Azeite foi sincera

…Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite. (2 Reis 4).

A sinceridade é fundamental na vida do cristão. Ser sincero é ser transparente e não esconder nada. Nossa vida deve ser um livro aberto.

Deus gosta de pessoas sinceras que fala do coração. Veja Provérbios 20:7 que diz: “O justo anda na sua sinceridade; bem-aventurados serão os seus filhos depois dele.”

A viúva foi sincera em responder ao profeta sobre o que ela tinha na sua casa. Ao invés de mentir para que o profeta tivesse mais pena dela… ela disse toda verdade: “…senão uma botija de azeite”.

Você não é obrigado a falar tudo que faz para as pessoas, mas tudo que disser deve ser verdadeiro. Principalmente em suas orações.

5. Ela tinha uma boa relação com seus vizinhos

Então disse ele: Vai, pede emprestadas, de todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas. (2 Reis 4:3).

A viúva precisava ter uma boa convivência com seus vizinhos se não, como poderia conseguir emprestado os vasos para colocar o azeite que seria multiplicado.

A quinta lição que aprendemos com a viúva da botija de azeite é que precisamos manter uma boa relação com nossos vizinhos, pois, nas nossas necessidades, teremos com quem contar.

6. Ela fez tudo conforme o profeta Eliseu a instruiu

Então disse ele: Vai, pede emprestadas, de todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas. Então entra, e fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o azeite em todas aquelas vasilhas, e põe à parte a que estiver cheia. Partiu, pois, dele, e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; e eles lhe traziam as vasilhas, e ela as enchia. (2 Reis 4:3-5).

Eliseu passou todas as instruções que a viúva devia fazer e ela prontamente seguiu as orientações.

Aí está o segredo dessa sexta lição: A obediência.

O profeta Eliseu não era qualquer um, mas um homem que Deus usava na terra.

Se queremos ser abençoados, precisamos obedecer àqueles a quem o Senhor coloca sobre nossas vidas para nos orientar espiritualmente.

7. A viúva da botija de azeite tinha uma boa relação com os filhos

Partiu, pois, dele, e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; e eles lhe traziam as vasilhas, e ela as enchia. (2 Reis 4:5).

Essa relação envolvia respeito e uma boa comunicação da mulher para com os filhos.

Um lar cristão precisa ter isso. Os pais precisam ter o respeito dos filhos e uma boa comunicação, ou seja, serem compreendidos uns pelos outros.

O texto mostra que eles trabalhavam juntos para encherem os vasos de azeite. Os filhos traziam os vasos e a mãe enchia. Um trabalho em equipe!

Se esforce para ter em seu lar uma boa comunicação com seus filhos. Ore e leia a bíblia com eles. Também é importante saber ouvi-los.

Assim como Deus fez o milagre da multiplicação de azeite para a viúva, Ele pode fazer milagres em nossas vidas. Guarde essas lições para sua vida!

Botão Voltar ao topo