Mical na Bíblia: Conhecendo a Filha de Saul e Esposa de Davi

Mical, a segunda filha de Saul, se apaixonou por Davi e se casou com ele em troca de cem prepúcios de filisteus.

Quem foi Mical na Bíblia?

O nome dessa princesa aparece pela primeira vez na Bíblia no livro 1 Samuel 14:49, como a filha mais nova do rei Saul. Além dessa vez, encontramos outras menções ao seu nome nos Livros I e II de Samuel. 

Em 1 Samuel 18: 17-27, conta a história de seu casamento com Davi que, apesar dela gostar dele, foi uma negociação capciosa de seu pai para destruir o futuro genro.

Para isso, o rei pediu cem prepúcios de filisteus como dote. Outro ponto interessante nessa história, é que Saul havia prometido anteriormente a filha mais velha, mas a deu a outro em casamento.

Mical também aparece em Samuel 19: 11-17, quando ela livra o marido de ser preso por seu pai. Um fato interessante sobre a sua vida, é que apesar de ser esposa de Davi; Saul, seu pai, a deu por esposa quando aquele estava em exílio. (1 Samuel 25.44)

Por fim, a princesa foi restituída ao seu primeiro marido, Davi, mas nota-se que não existe mais amor. Percebemos isso, quando ela o repreendeu quando ele traz a arca da aliança para Jerusalém, recriminando-o de como dançava e se alegrava perante o povo. É importante lembrar que ela nunca teve filhos (2 Samuel 6.20-23).

Porque Mical desprezou Davi?

De acordo com alguns rabinos, “Quando Mical, filha de Saul, viu Davi agindo como um plebeu, ela achou isso vergonhoso. Mical foi até ele, mas ela não o deixou entrar em casa; em vez disso, ela deu-lhe uma bronca e começou a brigar com ele. Ela lhe disse: “Hoje foi revelada a honra da casa de meu pai Saul. Venha ver a diferença entre você e a casa do Pai. Todos os membros da casa de meu pai eram modestos e ninguém via nem um pedacinho de sua mão, nem um pouquinho do tamanho de um polegar de seu corpo, e todos eram mais distintos do que você. Mas você se levanta e revela que suas roupas são inúteis!”

Eles relatam que “Davi respondeu-lhe: ‘Festejei-me eu diante de um rei de carne e osso? Alegrei-me diante do Rei dos reis, que me escolheu dentre seu pai e toda a sua casa. Se seu pai tivesse sido mais justo do que eu, Deus teria me escolhido e rejeitado a casa de seu pai? Na casa de seu pai eles se baseavam em sua própria honra em vez da honra do Céu. Quanto a mim, não faço isso – desconsidero minha própria honra e permaneço na honra do Céu’ (JT sucá 5:4, 55c; Núm. Rabá 4:20; MidrashSamuel  25:6).”

O que podemos aprender sobre quem é Mical na Bíblia?

Mical fazia da família real, por isso testemunhou de perto a rivalidade entre seu pai, Saul, e seu marido, Davi. 

Essa história nos serve como um lembrete das complexidades das relações familiares e da tensão política que permeavam a época. Podemos ver, por exemplo, que seu casamento serviu como ascensão social para Davi; ao mesmo tempo, um meio que Saul encontrou para se livrar dele. 

Ainda que ela o amava, o motivo dessa união foram os interesses egoístas de seu pai. No entanto, a sua lealdade ao esposo a coloca em oposição direta a seu pai, mas também mostra seu compromisso com seu cônjuge.

Daí, podemos aprender a importância da lealdade e do compromisso nos relacionamentos, mesmo quando as circunstâncias são difíceis. 

Obviamente, ela enfrentou desafios ao estar casada com alguém que estava em constante conflito com seu pai, mas enquanto podia, permaneceu ao lado de Davi.

Interferência dos pais na vida conjugal dos filhos:

Certamente, o casal teve muitas divergências entre eles, afinal, não encontramos registros de que eles tenham se separado ou se divorciado. No entanto, devido a sua posição como mulher, quando seu marido ficou exilado, seu pai a deu a outro como esposa. Isso nos ensina o perigo da interferência dos pais nos relacionamentos das filhas.

Não há dúvidas de que houve abuso do poder de rei nessa história, apesar de não sabermos como ela viveu essa relação. Certo é que assim que o rei morreu, o marido requereu o seu direito e mandou buscá-la. Isso nos mostra que quando Deus une duas pessoas, ninguém as pode separar. 

A mulher precisa adorar a Deus:

Fica claro que não conhecemos profundamente a filha de Saul, mas percebemos que ela não colocou a adoração a Deus em primeiro lugar. Aparentemente, em sua posição de realeza, ela estava preocupada com a opinião dos outros e com questões de protocolo real.

Observamos isso, quando ela zomba da alegria do marido enquanto estava celebrando a presença da arca da aliança e adorando a Deus de todo o coração.

Nessa passagem aprendemos que a nossa adoração e devoção a Deus devem estar acima das preocupações terrenas e das opiniões alheias.

Por fim, a história de Mical nos ensina sobre a soberania de Deus. Mesmo quando as circunstâncias parecem difíceis e os relacionamentos estão sob tensão, Deus está no controle.

Josiane Silva

Olá, eu sou a Josiane Silva, mãe, avó e procuro servir a Deus. Amo estudar a bíblia para compreender o comportamento humano. Afinal podemos aprender muito com as histórias dos outros, não é mesmo? Como gosto muito de ler e de escrever, também trabalho como redatora freelancer.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!