Por que Jesus foi batizado?

Uma coisa que intriga muitos leitores do Novo Testamento é o fato de Jesus mesmo sem pecado necessitar do batismo. O próprio João Batista se surpreendeu com o fato dizendo: “Eu é que preciso ser batizado por ti e tu vens a mim?” (Mateus 3:14). Então, a pergunta fica: por que Jesus foi batizado?

A resposta de Jesus é mais intrigante ainda: “Deixa por enquanto, por que assim nos convém cumprir toda a justiça” (Mateus 3:15).

Mas, por que de fato, Jesus se batizou?

Várias motivações se apresentam para esse episódio. Talvez a mais compatível com a resposta de Jesus a João seria aquela que aponta para o modo impecável e exemplar com que Jesus deveria exercer seu ministério. “Impecável” no sentido de que ele não poderia ter nenhum a mácula e “exemplar״ porque deveria ser um modelo para a humanidade.

O Messias deveria ser rei e sacerdote. Rei, segundo sua ascendência de Davi e sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque, pois obviam ente ele não teria como ser da tribo de Judá e Levi ao mesmo tempo (Salmo 110:4; Hebreus 5:8-10, 6:20).

Ambas as funções, de rei e sacerdote, exigiam a unção com óleo consagrado, símbolo do Espírito Santo de Deus. O mergulho de purificação na água era requisito básico para alguém que iria atuar como sacerdote (Êxodo 29:1 e 4).

No caso do rei, embora a lavagem com água não constitua uma exigência divina, percebe-se a presença de uma fonte no momento em que Salomão é consagrado rei de Israel (1 Reis 1:45).

A unção de Cristo é superior a todas as demais.

O Espírito de Deus desce como pomba e vem sobre ele. Depois a voz do Pai se ouve do céu aclamando o seu Filho. Um evento público, testemunhado por todos e reconhecido por João (João 1:32 a 34).

Além disso, o próprio texto bíblico responde: “…por que assim nos convém cumprir toda a justiça” (Mateus 3:15).

Fonte: Enciclopédia Histórica da Vida de Jesus – Rodrigo Silva

Botão Voltar ao topo