PREGAÇÃO NARRATIVA E O USO DAS HISTÓRIAS

O que é a Pregação Narrativa?

Pregação narrativa, que tipo de pregação é essa?

Em primeiro lugar, devemos entender que quando falamos de narrativa, se refere a narrar ou contar histórias.

Contar histórias tem sido o método por excelência através dos tempos.

Foi assim no Antigo Testamento, continuou assim nos dias de Cristo, e ainda hoje esse é um dos métodos mais poderosos para apresentação da mensagem bíblica.

A PREGAÇÃO NARRATIVA, UM MÉTODO DE TODAS AS ÉPOCAS

MODESTIA NA PREGAÇÃO

Talvez seja esse o único método que transcende os limites de tempo e espaço, pois, independente de época, região ou cultura, esse método narrativo fascinava o ouvinte.

Seja antes do Pré-Modernismo e também tudo indica que vai continuar fascinando as pessoas além do Pós-Modernismo.

Existe um poder mágico numa história bem contada, que é capaz de absorver a atenção e a concentração de ouvintes de qualquer idade, raça, nível cultural ou posição social.

Mas qual é essa mágica e encanto existente na apresentação de uma história?

Aparentemente as histórias são capazes de atingir cada faceta de um ser humano, afetando as emoções, desafiando o intelecto, motivando o coração e influenciando o comportamento das pessoas.

PREGAÇÃO NARRATIVA

Não é por acaso que as lendas, a fábulas e os mitos de povos antigos, apesar de terem atravessado milênios, permanecem vivos na literatura universal.

Muitas vezes são o único registro de um determinado povo ou cultura que conseguiu sobreviver ao tempo, às guerras e às catástrofes, por isso do poder das histórias.

Inúmeros livros têm sido escritos sobre as histórias e seu poder de cativar as pessoas.

Annette Simmons fala sobre a psicologia das histórias e ressalta alguns elementos fundamentais sobre essa magia que as torna tão poderosas na mente e na vida das pessoas.

Por isso que falamos do poder que tem uma pregação narrativa na vida das pessoas.

Antes de continuar esse estudo, quero indicar para você que deseja se aprofundar mais na pregação o Curso Pregador de Qualidade:

pregador de qualidade b1

A pregação narrativa tem o poder de conexão

UNIDADE DA BÍBLIA

Histórias criam um elo de conexão entre quem conta e quem ouve a história, independente das diferenças raciais, sociais ou culturais.

Por mais diferentes que sejamos, as histórias têm o poder de conectar as pessoas por meio de um vínculo que é comum a todos: somos todos humanos com tudo que isso tem de bom e de ruim.

Isso significa que todos nós vivenciamos experiências semelhantes, como:

  • sucessos e fracassos;
  • surpresas e decepções;
  • amor e ódio;
  • alegria e tristeza;
  • amizades e inimizades;
  • vida familiar e profissional.

Portanto, contar uma história, ou então uma ilustração que envolva qualquer aspecto da vida, conecta o orador e o ouvinte no reconhecimento de que juntos partilham a mesma humanidade.

Esse poder de conexão faz toda a diferença no impacto da pregação a qualquer ouvinte, e particularmente ao ouvinte pós-moderno, por isso pregadores que desejam influenciar pessoas jamais podem subestimar o poder das histórias.

A pregação narrativa pode tocar o inconsciente

ILUSTRAÇÃO na pregação narrativa

Histórias têm o poder de impressionar a mente consciente e inspirar o inconsciente.

Ao tocar o inconsciente das pessoas, as histórias deixam marcas que podem durar para o resto da vida, pois ele armazena essas impressões no íntimo do ser.

Com certeza, todos nós nos lembramos de alguma história do passado que até hoje influencia nossos pensamentos e ideias.

Isso concede ao pregador um enorme poder de influência, o que também implica uma pesada responsabilidade.

Histórias sempre tiveram esse poder.

Mas o que as torna altamente estratégicas hoje é o fato de que a geração pós-moderna irá ouvir a qualquer pessoa que conte a história mais relevante para ela, quer seja a mídia, um artista, um livro oriental ou um pregador.

Desperta atenção às carências emocionais

CONHEÇA SEUS OUVINTES PARA ESCOLHER UM TEMA

Além de tocar o inconsciente, as histórias também tocam profundamente as emoções.

Pelas pressões e correrias de nossa sociedade tecnológica, praticamente o ouvinte de qualquer auditório tem estado carente de atenção.

Por ela, pagaria qualquer preço.

Devido a essa falta de atenção, mesmo daqueles a quem ama, o ouvinte pós-moderno quer se sentir tocado, percebido, notado.

Quer sentir que pertence a alguém, pois ele não precisa de mais informação, pois isso já tem de sobra.

O que quer é encontrar algum sentido para tudo isso.

Quando conta uma história que toca alguém, você oferece a essa pessoa o dom da atenção humana, satisfazendo uma carência, tocando o coração e fazendo com que a pessoa se sinta mais viva.

Isso não tem preço, e o ouvinte vai corresponder a essa atenção emocional.

É isso que torna então as histórias tão ricas e poderosas.

A pregação narrativa enriquece fatos e verdades

Além de conectar o orador com os ouvintes e tocar o inconsciente, as histórias também têm o poder de tornar atraente qualquer verdade ou tema que de outra forma poderiam ser rejeitados como inconvenientes ou indesejáveis.

Veja como uma fábula judaica ilustra com maestria esse efeito embelezador e enriquecedor que as histórias são capazes de produzir:

Verdade, nua e sem agasalhos, tinha sido lançada fora de todas as casas da aldeia.

Sua nudez espantava e repelia as pessoas.

Quando Parábola a encontrou, Verdade estava jogada numa esquina, com frio e faminta.

Sentindo piedade dela, Parábola a tomou pela mão e a levou para casa.

Ali, Verdade foi agasalhada com roupas tecidas em história, aquecida e enviada de volta à aldeia.

Agora, vestida de tecido história, Verdade bateu novamente na porta dos moradores da aldeia e foi prontamente recebida e bem-vinda em todas as casas.

As pessoas a convidaram para jantar à mesa e se aquecer ao pé da lareira. (História didática judaica).

Não há dúvida, as histórias possuem um poder encantador capaz de abrir as portas do coração e da vida das pessoas.

De fato, ainda que a verdade seja difícil de aceitar ou impopular, uma boa história consegue quebrar as barreiras do preconceito e da rejeição, pavimentando o caminho da simpatia e da aceitação da mensagem.

Esse revestimento da verdade explica a superioridade das histórias sobre a mera apresentação de fatos.

Perspectiva multidimensional

Os fatos narram ocorrências numa dimensão cronológica, como uma mera sequência de eventos.

Uma história tem a vantagem de explorar diferentes dimensões de um fato ou ocorrência, como:

  • as emoções sentidas;
  • as pessoas envolvidas;
  • o significado de cada evento;
  • e as consequências do fato para a vida das pessoas.

Por exemplo, uma coisa é narrar um incêndio numa casa que resultou na morte de uma criança.

Outra coisa é descrever a angústia de uma mãe desesperada para salvar o filho preso num cômodo da casa em chamas. Essa é a diferença entre fatos e histórias.

Na prática, os fatos não têm nenhuma influência sobre a pessoa a menos que eles tenham um significado para ela.

Por isso, a interpretação dos fatos e das experiências da vida é feita com base nas histórias que a pessoa viveu ou conhece.

Qualquer que seja a mensagem, o ouvinte vai buscar histórias conhecidas como referência para que os fatos façam sentido para ele.

É aqui então que entra o poder das histórias.

Elas proporcionam um contexto para que os fatos se encaixem na mente do ouvinte.

CONCLUSÃO

VOCABULÁRIO DO PREGADOR na pregação narrativa

Em suma, as histórias são poderosas porque cada pessoa tem uma história, cada vida é uma história, e cada cristão tem uma história de salvação pessoal, diferente da história de qualquer outra pessoa.

Cada uma dessas histórias é única em si e riquíssima em fatos, eventos, relacionamentos, emoções e significados.

Por isso, o colorido de uma história sempre fará eco na vida das pessoas e dará riqueza à mensagem de um sermão.

Falando ainda sobre o princípio geral da interatividade com o ouvinte, o pregador é livre para usar uma variedade infinita de recursos, além das histórias, e até mesmo criar diferentes métodos e abordagens para apresentação da mensagem bíblica.

➡ PARA QUE VOCÊ POSSA SE APROFUNDAR MAIS NA PREGAÇÃO, VOU DEIXAR AQUI UM E-BOOK TOTALMENTE GRATUITO PARA BAIXAR.

E-book-Iniciando-na-Pregação.pdf (324 downloads)
Como agradecer compartilhe

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


  1. NO MOMENTO EM QUE FOI MONTADO ESTE PROGRAMA TEXTUAL, O ESPIRITO SANTO ESTAVA DITANDO , USANDO O ESCRITOR PARA O DESEMPENHO DE UM TRABALHO FANTÁSTICO QUE SÓ VAI AUXILAR OS EVANGELISTAS. PARABÉNS MESMO PASTOR POR ESTA MATEIA E POR TODO O CURSO, ESTOU IMPRESSIONADO DA BELEZA DAS EXPLICAÇÕES. MUITO OBRIGADO

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.