Oratória para pregadores: Definição e 10 Dicas poderosas

A oratória para pregadores é fundamental para que a mensagem bíblica seja transmitida de forma clara e impactante.

O QUE É ORATÓRIA?

Oratória é a arte de falar em público de maneira eloquente e persuasiva. Envolver o desenvolvimento de habilidades de comunicação verbal e não verbal para expressar ideias de forma clara, convincente e impactante.

O termo “oratória” tem raízes na palavra latina “orator“, que significa “orador” ou “falante“. O objetivo da oratória é influenciar, informar, entreter ou inspirar uma audiência.

As habilidades de oratória incluem o uso eficaz da voz, gestos, postura, expressões verbais e vocabulário. Um bom orador é capaz de cativar a atenção da audiência, transmitir sua mensagem de maneira compreensível e inspirar confiança.

A oratória é uma habilidade útil em diversas situações, como apresentações acadêmicas, discursos políticos, reuniões de negócios, palestras motivacionais, entre outras.

Além disso, uma oratória está intrinsecamente ligada à persuasão, pois um orador persuasivo é capaz de influenciar as opiniões e atitudes de seu público. Muitos líderes, políticos, empresários e profissionais bem-sucedidos atribuem parte de seu sucesso à habilidade de se comunicar efetivamente em público.

A prática é fundamental para desenvolver habilidades de oratória. Muitas pessoas buscam cursos de oratória, participam de grupos de debate ou praticam discursos em frente a espelhos para aprimorar suas técnicas de comunicação.

QUAL O PROPÓSITO DA ORATÓRIA?

No contexto da oratória para pregadores, o objetivo fundamental é transmitir mensagens com clareza e impacto, buscando inspirar, instruir e edificar as pessoas.

A oratória desempenha um papel crucial na comunicação de princípios bíblicos, ensinamentos espirituais e valores éticos.

Em primeiro lugar, a oratória para pregadores visa comunicar os ensinamentos bíbicos de forma acessível e compreensível. Isso implica utilizar uma linguagem que ressoa com a audiência, tornando conceitos complexos mais tangíveis e relevantes para a vida cotidiana dos fiéis. A clareza na expressão verbal é essencial para garantir que a mensagem seja compreendida e assimilada.

Além disso, a oratória no contexto religioso procura tocar o coração dos ouvintes, indo além da mera transmissão de informações. A habilidade de um pregador em cativar a atenção e estabelecer uma conexão emocional contribui para que a mensagem seja internalizada de maneira mais profunda e rigorosa. A utilização de elementos como entonação, pausas estratégicas e gestos adequados pode intensificar o impacto emocional da mensagem.

Outro propósito importante da oratória para pregadores é o de motivar e inspirar o público. Isso envolve não apenas a apresentação de conceitos teológicos, mas também a aplicação prática desses princípios na vida diária.

Um pregador eficaz não apenas informa, mas também desafia e encoraja os ouvintes a aplicarem os ensinamentos em suas vidas, promovendo o crescimento espiritual e a transformação pessoal.

Em suma, o propósito da oratória para pregadores é criar uma experiência de comunicação significativa, onde a mensagem transcende o púlpito e impacta a vida das pessoas. Ao combinar claramente, configurações e conexão emocional, os pregadores podem cumprir sua missão de compartilhar a mensagem religiosa de maneira poderosa e relevante.

GRANDES ORADORES

GRANDES ORADORES

Encontramos grandes oradores na história que podemos tê-los como referência.

E se tratando de exemplo, temos a nossa maior referencia que foi Jesus, porque podemos dizer que Ele sem dúvida foi o maior orador de todos os tempos.

ORADORES NA BÍBLIA

Desde os tempos bíblicos, a arte da oratória teve papel de destaque na vida dos povos antigos.

Os profetas da bíblia eram verdadeiros artistas da palavra, cada um deles com sua especialidade.

  • Moisés, por exemplo, era o rei do estilo narrativo.
  • Arão até o próprio Deus disse que ele falava bem.
  • Davi era poeta e declamador.
  • Salomão, além de poeta, fazia inveja a qualquer filósofo.
  • Isaías era mestre no uso de figuras de linguagem e fina ironia.
  • Jeremias enchia os discursos de emoção, como se pode ver em suas Lamentações.
  • Malaquias era hábil no uso de perguntas retóricas.
  • Cristo falava com autoridade e conquistava os corações.
  • Paulo esbanjava lógica em seus discursos polêmicos e argumentativos.

ORADORES NA HISTÓRIA

Do ponto de vista clássico, a oratória surgiu com Corácio, grego de Siracusa, que viveu cinco séculos antes de Cristo.

Ao longo da história, a oratória teve grandes expoentes.

Na Grécia antiga, era ensinada pelos filósofos e praticada nos debates intelectuais e jurídicos.

De todos os oradores gregos, Demóstenes foi o maior.

Entre os romanos, a oratória era praticada por juristas e políticos, que teve em Cícero o seu expoente mais famoso.

CLASSIFICAÇÃO DA ORATÓRIA

CLASSIFICAÇÃO DA ORATÓRIA

Uma classificação geral da oratória divide-a em: acadêmica, forense, política, sagrada e popular.

Em nosso estudo, vamos ver como os princípios gerais da comunicação se aplicam à oratória sacra, chamada de homilética nos cursos de teologia.

Tanto na oratória secular como na sacra foi-se o tempo em que ser orador era falar bonito e gritar.

Pois, Nessa fase da oratória estética e sonora, os melhores oradores eram os que falavam forte e com frases enfeitadas.

Mas essa época já passou há muito tempo, embora alguns oradores de hoje ainda permaneçam ingenuamente nessa fase.

Entre esses “ingênuos”, as maiores vítimas são políticos e pregadores, alguns dos quais abusam da paciência dos ouvintes.

Hoje o que importa não é o volume ou o enfeite, mas o conteúdo e a forma.

Pode-se falar muito bonito e não dizer absolutamente nada.

Veja esse quadro publicado na revista Seleções no qual 27 palavras combinadas entre si produzem lindas frases que não dizem nada:

oratória-do-pregador-1

Basta escolher uma palavra qualquer da primeira coluna e juntá-la com outra qualquer da segunda e outra qualquer da terceira para que tenha uma frase bonita sem nenhum significado concreto.

Por exemplo: planificação estrutural integrada.

Trata-se de um grupo de palavras composto de um substantivo mais dois adjetivos praticamente sem sentido.

Esse tipo de frase é usado comumente na política, na economia, às vezes no púlpito, e não diz absolutamente nada.

Falar bonito é fácil, difícil é comunicar uma ideia.

Então, a oratória de hoje resume-se em três passos: ter uma ideia, organizá-la e transmiti-la.

ELEMENTOS DA ORATÓRIA

ORATÓRIA PARA PREGADORES DA PALAVRA

A oratória é uma arte ou uma ciência?

É um talento natural ou uma habilidade adquirida?

É herdada ou conquistada?

Essas perguntas podem ter, em resumo, a seguinte resposta:

A oratória é uma arte porque requer criatividade, e uma ciência porque exige o conhecimento de técnicas e princípios.

É a obra da natureza, da arte e da prática, segundo os antigos.

Vejamos então, alguns elementos indispensáveis de uma boa oratória.

EFICIÊNCIA

A eficiência é a característica básica da oratória moderna, ou seja, para ter sucesso, a oratória tem de atingir determinada finalidade.

Segundo Hugo Blain, pregador escocês do século XVIII, “oratória é a arte de falar de maneira que se consiga o fim para o qual se fala”.

A oratória de hoje se caracteriza por objetividade, concisão, simplicidade e praticabilidade, em contraste com grandiloquência, verbosidade e linguagem quase poética do passado.

Cristo revolucionou a oratória de seu tempo, porque viveu na época da verbosidade e utilizou a objetividade e a simplicidade de hoje.

Pode-se dizer que ele foi um precursor da oratória moderna.

Todas as qualidades atrativas e desejáveis num orador, como boa voz, facilidade de expressão e simpatia pessoal, são úteis, mas não são suficientes.

Com essas qualidades você pode até agradar, mas falhará se não atingir objetivos práticos.

RETÓRICA

Retórica é a arte de ordenar o discurso.

É a capacidade de organizar as idéias e os argumentos.

Sem retórica o discurso fica uma salada, com idéias repetidas ou fora de lugar.

Por isso, quanto mais retórica, mais claro e convincente é o discurso.

São poucos os oradores que dominam a arte da retórica, que sabem manter uma ordem lógica do começo ao fim do discurso.

O fato é que alguns oradores não querem pagar o preço.

Não querem gastar o tempo necessário organizando as idéias, escolhendo a sequência correta e distribuindo os argumentos por ordem de prioridade.

Por isso mesmo, é que há tão poucos bons oradores, daqueles que dá gosto ouvir e cujas idéias parecem penetrar com suavidade em nossa mente.

Não pense que retórica é coisa do passado.

A influência de um discurso é diretamente proporcional à organização das idéias.

ELOQUÊNCIA

Eloquência é a arte de persuadir.

Existem livros inteiros sobre as leis da persuasão, até nas transações comerciais e nas relações entre vendedor e cliente.

No caso do orador, a eloquência é muito mais do que um conjunto de técnicas destinadas a convencer.

Aliás, em oratória, a eloquência não se limita a palavras.

Podem ser eloquentes o olhar, os gestos, um suspiro, o andar e até o silêncio.

A própria postura do orador tem influência no efeito do seu discurso sobre o ouvinte.

Ser eloquente é fazer um discurso bem-sucedido, que alcance os objetivos.

N o passado, ser eloquente era fazer um discurso sofisticado.

Hoje, a eloquência está mais ligada à simplicidade e à naturalidade.

Leon Fletcher menciona dois segredos que levam os oradores profissionais a ter sucesso na eloquência.

1. Não tentar imitar nenhuma outra pessoa.

Mas ser um orador com personalidade própria, independente e natural. Seja você mesmo.

2. Não fazer nenhum discurso sem se preparar devidamente.

Afinal de contas: “A eloquência consiste em dizer tudo o que deveria ser dito, e não tudo o que poderia ser dito”.

Tome o tempo necessário para preparar-se.

Em resumo, ser eloquente é ser um bom orador.

Os 3 pilares de uma oratória poderosa

Falar em público com eficácia é como um banquinho sustentado por três pilares: quem, o quê e como. Não pode ficar em duas pernas. Você precisa de todos os três para ser bom.

Se você quer ser eficaz, precisa entender esse conceito básico. Deixe-me explicar.

1. Quem?

Quem está falando? 

A barreira que qualquer orador deve superar é a questão da credibilidade. O público inconscientemente pergunta: “O orador é confiável?”

Por que eles deveriam ouvir o que você diz? Quem é Você?

A credibilidade é enorme! Se você destruir sua credibilidade, não importa o que diga; ninguém vai ouvir.

Se você não tem credibilidade, não é confiável ou sua vida não se alinha com sua mensagem, por que alguém iria querer ouvir?

Por exemplo, imagine se Hitler fizesse um sermão sobre amar o próximo. Quem ouviria isso? 

O homem atacou seus países vizinhos e tentou ao máximo exterminar seus vizinhos judeus. 

Quem gostaria de ouvi-lo falar sobre algo que ele obviamente não praticou?

A confiança leva anos para ser conquistada e segundos para ser perdida.

Muitos fatores podem destruir sua credibilidade:

  • um caso
  • falta de integridade no trabalho
  • um segredo obscuro
  • falta de educação ou experiência

Mas pelo lado positivo, você também pode construir sua credibilidade: 

  • mais Educação
  • mais experiência
  • arrependimento de um erro passado
  • uma reputação de honestidade e integridade

Quem é você, e você é credível? Esse é o primeiro pilar.

2. O quê?

O que eles disseram?

A segunda barreira que todo orador deve superar é uma questão de clareza. O público está inconscientemente perguntando: “A mensagem é clara?” 

Se você não tiver uma mensagem clara, não importa o que você diga, ninguém vai entender. 

Esta é uma luta com muitos oradores. Você pensará que se comunicou até perceber que não, porque só você sabia o que estava tentando dizer.

  • Se você não consegue resumir sua mensagem em uma frase ou duas, ela não está clara. 
  • Se você tiver vários pontos que não se relacionam, não está claro. 
  • Se você tiver mais de um tópico, não está claro. 

A mensagem pode estar clara na sua cabeça, mas o verdadeiro truque é torná-la clara para o seu público. Você pode explicar isso claramente? Se não, você tem trabalho a fazer.

O que você está dizendo, e está claro? Esse é o segundo pilar.

3. Como?

Como eles disseram isso?

A terceira barreira que todo orador deve superar é a questão de como a mensagem afeta o público. O público está inconscientemente perguntando: “Como isso me faz sentir?” 

O que importa é se sua mensagem é atraente ou não. 

Uma mensagem convincente provoca uma resposta do seu público. Isso os afeta emocionalmente, faz com que mudem a maneira como pensam ou querem agir de maneira diferente.

Se você não for atraente, não importa o que diga; ninguém vai mudar. 

As pessoas não vão mudar a menos que vejam que algo está em jogo, é necessário, é urgente, e ousam admitir que precisam mudar.

Se sua entrega for ruim, sua mensagem será menos atraente.

  • pobre linguagem corporal
  • hábitos nervosos
  • palavras de preenchimento excessivo
  • falta de confiança

Se você não enquadrar a mensagem de uma forma relacionada ao seu público, eles não serão obrigados a agir. 

E se você não envolver a mente e o coração, as pessoas não serão compelidas a fazer nada.

Se você não usar palavras que seu público conhece, eles não serão obrigados a fazer nada porque não entenderão você. 

Dicas de oratória para pregadores

  1. A pregação é sobre Deus e não sobre você
  2. Procure olhar para as pessoas
  3. Use pausas entre frases
  4. Cuidado com os gestos exagerados
  5. Não seja monótono, erga e abaixe o volume da voz quando preciso
  6. Não use roupas extravagantes ou que chamem muito a atenção
  7. Fale as palavras com clareza
  8. Evite jargões
  9. Olhe para todos, não apenas para alguns
  10. Expresse sentimento de acordo com o que estiver falando

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!