HOMILÉTICA: SIGNIFICADO, CONCEITO E DEFINIÇÃO

Saiba tudo sobre Homilética nesse artigo:

DEFINIÇÃO DE HOMILÉTICA

HOMILÉTICA é a ciência que ensina ao PREGADOR como preparar e PREGAR sermões.

É a ciência que se ocupa com a pregação cristã e, de modo particular, com o sermão proferido no culto, no seio da comunidade reunida.

Podemos afirmar que ela tem como objetivo ajudar o PREGADOR.

Então veja uma definição bem clara do PR. ELIENAI CABRAL:

“DE MANEIRA ALGUMA TAL ESTUDO ANULARÁ A INSPIRAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO.

A HOMILÉTICA APENAS COLOCA OS PENSAMENTOS INSPIRADOS POR ELE NUMA ORDEM TAL QUE FACILITA A EXPOSIÇÃO DO SERMÃO”.

Portanto, a homilética veio para contribuir para que o pregador possa expor sua mensagem de forma que seja entendido.

Mas a seguir veremos então a origem da palavra.

ORIGEM DA PALAVRA

definição de homilética

Primeiro de tudo, precisamos saber que o termo Homilética vem do grego “homiletike, que significa“o ensino em tom familiar”.

Portanto, está relacionado com falar, ensinar e se comunicar em público.

Além disso, homileo adaptou-se o termo homilia.

Portanto, foi a partir da raiz, homiletike, que entendemos a forma de pregação dos apóstolos no primeiro século da Era Cristã”.

Então, de forma resumida e prática, podemos definir a Homilética como“ a arte de preparar e expor sermões”.

A IMPORTÂNCIA DA HOMILÉTICA

Certamente que, se expressar bem em público é fundamental para o pregador.

Vemos a importância que a homilética tem no papel de ajudar o seu desenvolvimento.

Além disso, podemos destacar alguns pontos importantes:

  • Desenvolve a arte da expressão
  • Desenvolve o raciocínio
  • Contribui com a divulgação, disseminação do evangelho e ainda mais, na sua compreensão.

OBJETIVO PRIMORDIAL DA HOMILÉTICA

O objetivo principal da homilética desde o seu princípio foi orientar os pregadores na dissertação de suas pregações.

Como também, fazer que eles adquiram princípios corretos.

E alertá-los a terem ideia dos erros e falhas que os mesmos em geral cometem.

São inúmeras as obras, boas e úteis, em diversos idiomas e de diferentes datas que tratam diretamente desta disciplina.

Quando as lemos, descobrimos inúmeros defeitos em nós mesmos e nos outros, alguns deles até extravagantes e grosseiros.

Com efeito, porém, à medida que vamos lendo estas obras; corrigimos essas falhas que se apresentam.

Ela disciplina o Pregador como melhor entregar a mensagem bíblica.

CUIDADOS IMPORTANTES

Há alguns cuidados importantes que devemos ter ao se usar a homilética, para que ela não atrapalhe, mas ajude o pregador.

Por exemplo, a homilética não é uma substituta do Espírito Santo e nem uma garantia de ministério eficiente, mas sim nos auxilia na exposição das ideias.

Portanto, estudar as técnicas de homilética sem se preocupar em buscar a unção do Espírito Santo, isso sim é um erro.

Não nos esqueçamos: A mensagem é de Deus (Ef 6.19).

E por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho,

Entretanto, não devemos esquecer ‘”que para melhor compreensão e apresentação da mensagem deve haver um certo preparo e treinamento por parte do pregador.

O BENEFÍCIO DA HOMILÉTICA

Quando bem usada, ajuda o pregador a organizar suas ideias.

Porque com ela, se aprende técnicas que auxiliam no preparo do sermão, além disso na exposição dele.

Portanto, o pregador pode fazer o uso dessa ferramenta para lhe ajudar.

Porque homens de Deus cheios do Espírito Santo também falaram bem de maneira que alcançaram seu objetivo e como resultado vemos o crescimento do reino de Deus.

E certamente que o bom uso dessa ferramenta beneficia o pregador como também seu auditório.

A HOMILÉTICA E A ELOQUÊNCIA

A missão principal da homilética é conservar o pregador na rota traçada pelo Espírito Santo.

Ela ensina, onde (e como) se deve começar e terminar o sermão.

O sermão tem por finalidade convencer os ouvintes.

Por esta razão a homilética encontra-se ligada diretamente à eloquência.

A eloquência é a capacidade intelectual de convencer pelas palavras.

As palavras esclarecem, orientam e movem as pessoas.

O orador que consegue mover as pessoas, persuadindo-as a aceitar suas idéias, é eloquente, pois a eloquência é a capacidade de persuadir pela palavra.

Fala-se de Apolo, um judeu, natural de Alexandria, que era “…eloquente e poderoso nas Escrituras” (At 18.24b).

PARA QUE VOCÊ POSSA CONHECER MAIS SOBRE O ASSUNTO, DEIXEI UM E-BOOK TOTALMENTE GRATUITO PARA BAIXAR.

E-book-Iniciando-na-Pregação.pdf (1984 downloads)

Como-pregar.-1

QUER MAIS ESTUDOS, ENTÃO VEJA TAMBÉM:

Compartilhe a palavra com mais alguém.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.