Sermão sobre o Filho Pródigo: As 3 fases do filho pródigo

Esboço de sermão expositivo sobre o filho pródigo sobre as fases de sua vida: 1- Insatisfação; 2- Humilhação; 3- Arrependimento.

Tema do Sermão: As 3 fases do filho pródigo

Texto Bíblico: Lucas 15:10

“Assim vos digo que há alegria diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.”

PROPOSIÇÃO: Neste sermão expositivo sobre o filho pródigo, veremos a parábola do filho pródigo, sua 1) Insatisfação, 2) Humilhação e 3) Arrependimento.

O foco sermão expositivo sobre o filho pródigo será o filho mais novo, não o mais velho. É o propósito discutir o caso dele sozinho nesta lição.

INTRODUÇÃO: (Início deste sermão expositivo do filho pródigo)

A. Sobre o Texto: Lucas 15:10

1) Jesus acabou de contar a parábola da ovelha perdida e a parábola da moeda perdida.

2) Ao final de cada uma dessas parábolas, ele discute a alegria que Deus tem pelo pecador que se arrepende.

3) Arrependimento é muito mais do que dizer “sinto muito”.

4) Arrependimento é muito mais do que simplesmente parar o erro em sua vida.

5) Arrependimento é mudar a vida de alguém para se conformar com a vontade de Deus.

6) A parábola do filho pródigo nos ensina sobre o arrependimento.

7) Vamos olhar para essa parábola hoje.

Lições deste sermão do filho pródigo…

I. Fase da insatisfação do filho pródigo (LUCAS 15:11-13)

A. Veja o egoísmo do filho pródigo

Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. (Lucas 15:12)

Ele “elevou” a si mesmo. “Elevação”, “Altivez”, “Alteração de espírito”.

O egoísmo mostra apenas amor próprio – orgulho.

  • Provérbios 16:18 diz: “A soberba precede a ruína, e a altivez de espírito antes da queda”.
  • Romanos 12:3 “Porque, pela graça que me foi dada, digo a todo homem que está entre vós, que não pense de si mesmo mais do que convém; mas pensem com sobriedade, conforme Deus deu a cada um a medida da fé”.

O egoísmo exige coisas para a cobiça.

  • Lucas 12:15 “E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância do que possui”.
  • Hebreus 13:5 “Seja a vossa conduta sem avareza; e contentai-vos com o que tendes; porque ele disse: Nunca te deixarei, nem te desampararei.

Impaciência. O egoísmo não espera.

  • Lucas 21:19 “Na vossa paciência possuí as vossas almas.”
  • Tiago 1:4 “Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e íntegros, nada lhes faltando”.

B. As atitudes do filho pródigo

E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua… (Lucas 15:13a

1) Ele ajuntou tudo.

Ele pegou o que era seu e tentou ir sozinho sem seu pai.

Isaías 64:6 “Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como uma folha; e as nossas iniquidades, como o vento, nos arrebataram”.

Filipenses 3:9 “E ser achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a justiça que vem de Deus pela fé”

2) Ele partiu para uma terra longínqua.

Ele teve que deixar o que tinha com seu pai para fazer essa jornada.

Aqueles que decidem pecar separam-se de Deus. (Isaías 59:2)

O Salmo 73:27 diz: “Pois eis que os que estão longe de ti perecerão; tu destruíste todos os que se prostituíram de ti”.

3) Ele chegou.

Ele chegou ao lugar de seu próprio desejo. O Salmo 10:4 diz: “O ímpio, pela soberba do seu rosto, não buscará a Deus; Deus não está em todos os seus pensamentos”.

Este não era o lugar do desejo de seu pai. Ezequiel 33:11 “Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que não tenho prazer na morte do ímpio; mas que o ímpio se desvie do seu caminho e viva; pois por que morrereis, ó casa de Israel?”

C. A satisfação do filho pródigo

“…e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente”. (Lucas 15:13b)

Ele se entregou para sua própria satisfação.

A satisfação da alma.

  • Lucas 18:14 “E a que caiu entre espinhos são os que, ouvindo, saem e são sufocados pelos cuidados, riquezas e deleites desta vida, e não dão fruto com perfeição.”
  • 1 Timóteo 6:9 “Mas os que querem ser ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que afogam os homens na ruína e perdição”.

A satisfação do prazer próprio.

  • 2 Tessalonicenses 2:12 “Para que sejam condenados todos os que não creram na verdade, mas tiveram prazer na injustiça.”
  • Ao denunciar os ricos, Tiago diz: “Vós tendes vivido delicadamente sobre a terra e vos agradado; vós nutristes vossos corações em um dia de matança.”

Satisfação dos amigos fingidos. 

Provérbios 1:10-16 “Filho meu, se os pecadores te seduzirem, não consintas. Se eles disserem: Venha conosco, ponhamos ciladas para o sangue, espreitemos secretamente os inocentes sem causa: traguemo-los vivos como a sepultura; e íntegros, como os que descem à cova: Acharemos todos os bens preciosos, encheremos as nossas casas de despojos: Lança a tua sorte entre nós; tenhamos todos uma bolsa: Meu filho, não andes no caminho com eles; afasta o teu pé do seu caminho, porque os seus pés correm para o mal, e apressam-se a derramar sangue”.

II. Fase da humilhação do filho pródigo (LUCAS 15:14-16)

A. O filho pródigo desperdiça tudo.

”E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades.” (Lucas 15:14)

Ele desceu à pobreza espiritual por esbanjar seus bens.

  • Provérbios 21:17 “Aquele que ama os prazeres será um homem pobre…”
  • 1 Timóteo 6:10 “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; os quais, enquanto alguns cobiçaram, desviaram-se da fé, e a si mesmos se atormentaram com muitas dores.”
  • Salmo 106:15 “E atendeu-lhes o pedido; mas enviou magreza à sua alma.”

B. O filho pródigo se torna escravo…

“E foi, e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos, a apascentar porcos.” (Lucas 15:15)

Vemos a descida do filho pródigo à escravidão.

  • Quando descemos às profundezas do pecado, nos tornamos escravos do pecado também.
  • João 8:34 “Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado”.
  • Romanos 6:16 “Não sabeis que daquele a quem vos ofereceis servos para obedecer, desse a quem obedeceis sois servos; seja do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?”
  • 2 Pedro 2:19 “Prometendo-lhes liberdade, eles mesmos são servos da corrupção;

C. O filho pródigo passa fome

“E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada.” (Lucas 15:16)

Ele havia se afastado da nutrição por causa de seu desperdício.

  • Salmos 73:18-19 “Certamente tu os puseste em lugares escorregadios; tu os lançaste na perdição. Como eles são levados à desolação, como em um momento! eles são totalmente consumidos por terrores.”
  • Apocalipse 18:8 “Portanto, as suas pragas virão num só dia, morte, e luto, e fome; e ela será totalmente queimada pelo fogo; porque forte é o Senhor Deus que a julga”.

Ele se afastou da vida verdadeira por meio de seu serviço ao pecado.

  • Romanos 6:20-21 “Pois, quando vocês eram servos do pecado, vocês estavam livres da justiça. Que fruto vocês tiveram naquelas coisas das quais vocês agora estão envergonhados? pois o fim dessas coisas é a morte.”
  • Romanos 6:23 “O salário do pecado é a morte…”
  • Tiago 1:14-15 “Mas todo homem é tentado quando é atraído pela sua própria concupiscência e seduzido. Então, quando a concupiscência concebe, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, dá à luz a morte”.

Nenhum outro homem lhe deu o que ele realmente mais precisava, porque nenhum homem poderia dar a ele. Ele pensou isso de si mesmo.

  • Jeremias 2:13 “Porque o meu povo cometeu dois males; me abandonaram a fonte de águas vivas, e cavaram para si cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas”.
  • Ele havia se separado de seu próprio pai: Jonas 2:8 “Aqueles que observam vaidades mentirosas, abandonam sua própria misericórdia”.

III. Fase do arrependimento do filho pródigo (LUCAS 15:17-32)

A. O filho pródigo caiu em si.

“E, tornando em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome! Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti; Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros.” (Lucas 15:17-19)

Ele venceu seu egoísmo e orgulho.

Ele voltou a si – ele viu a luz!

  • João 9:39 “E disse Jesus: Vim a este mundo para julgamento, a fim de que os que não veem vejam; e para que os que veem fiquem cegos”.
  • João 8:12 “Então Jesus lhes falou novamente, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.”
  • Efésios 5:14 “Pelo que diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá”.

B. Entristecido e arrependido.

“E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se lhe ao pescoço e o beijou. E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho.” (Lucas 15:20-21)

Primeiramente, ele teve uma atitude de mudança.

Logo depois, ele deixou o chiqueiro em que estava e voltou para um lugar onde estaria bem com seu pai.

Ele arrependeu-se de verdade se entristecendo.

2 Coríntios 7:9-10 “Agora me alegro, não porque fostes contristados, mas porque vos entristeci para arrependimento; . Pois a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual não há arrependimento; mas a tristeza do mundo opera a morte”.

Ele procurou o caminho…

  • Para sair da situação em que estava.
  • Para entrar na estrada para sua verdadeira casa.
  • E para voltar a um relacionamento correto com seu pai.

Tal é o caso de todos os que verdadeiramente se arrependem!

Atos 26:20 – Paulo diz que ele “anunciou primeiro aos de Damasco, e em Jerusalém, e em todas as fronteiras da Judéia, e depois aos gentios, que se arrependessem e se convertessem a Deus, e fizessem obras dignas de arrependimento.”

Atos 3:19 – Os apóstolos pregaram: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, quando vierem os tempos de refrigério da presença do Senhor”.

C. Foi Salvo

“Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alparcas nos pés; E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos; Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se.” (Lucas 15:22-24)

Ele abandonou seu pecado e foi trazido de volta para a casa do pai.

Ele foi vestido com roupas finas e trazido de volta para desfrutar das bênçãos da casa paterna.

Nós hoje, quando chegamos com fé, podemos ser revestidos de Cristo.

  • Isaías 61:10 afirma: “Alegrar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegrará no meu Deus; porque ele me vestiu com as vestes da salvação, ele me cobriu com o manto da justiça, como um noivo que se enfeita com ornamentos, e como uma noiva que se enfeita com suas jóias”.
  • Romanos 13:14 “Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne para satisfazer as suas concupiscências.”
  • Apocalipse 7:14 diz: “E eu lhe disse: Senhor, tu o sabes. E ele me disse: Estes são os que vieram da grande tribulação, lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro”.

CONCLUSÃO DO SERMÃO

Aprendemos neste sermão sobre o Filho Pródigo:

  1. A fase da insatisfação dele.
  2. A fase da humilhação dele.
  3. E a fase do arrependimento dele.

Veja mais esboços prontos de pregação.

Botão Voltar ao topo