Casamento é uma instituição divina?

Essa questão: o casamento é uma instituição divina? Consiste em uma dúvida muito frequente no universo cristão. Aqui no site recebo diversas perguntas a esse respeito. Foi pensando nisso que resolvi escrever esse texto, que fala exatamente sobre esse assunto. Fique atento!

Ao criar a mulher, Deus procurou atender as necessidades afetivas do homem e, consequentemente da mulher, e também atender a procriação e perpetuação da espécie humana.

Casamento: um projeto de Deus

Deus planejou que o surgimento da família seria a união de um homem com uma mulher, portanto, o casamento não é invenção do homem, Deus é seu criador, seu mentor.

Podemos afirmar que Ele foi o primeiro juiz de paz a celebrar um casamento, isso porque surgiu do seu coração a união de Adão e Eva, formando dessa maneira a família, uma de suas maiores e mais perfeitas criações.

Uma adjutora para o homem

Mesmo depois de várias criações, Deus percebeu que o homem estava só. Então Ele disse:

“…far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele”

Dessa forma, podemos concluir que a mulher é essencial ao homem. Corresponder é falar a mesma linguagem, estar a mesma altura. Então Deus criou a mulher da costela do homem.

Vale aqui ressaltar que o casamento é uma instituição monogâmica.

A Bíblia mesmo diz o seguinte: “Deixará o homem pai e mãe e unir-se-á à sua mulher”.

Então, note que deve haver uma correspondência única de um para um, não se aceitando a bigamia e a poligamia. Cada um tenha a sua própria mulher e cada mulher tenha o seu próprio marido.

As necessidades afetivas do homem e da mulher

Sabe-se que tanto o homem quanto a mulher têm uma carência afetiva. A atração física faz com que ambos coabitem e o sexo, além da procriação, tem também uma função orgânica. Sabemos que muitos segmentos religiosos ignoram essa segunda função.

A vida íntima do casal faz parte do lindo plano de Deus. Só através do casamento ocorre a legitimação da relação sexual entre o homem e a mulher. Então é algo lícito, moral e digno.

Portanto, não há nada de sujo ou pecaminoso na união sexual entre marido e mulher legalmente casados entre si.

O que Deus ordena é que as relações sexuais do homem e da mulher sejam concretizadas dentro do casamento.

De onde se conclui que, para os cristãos, não há outra forma de estabelecer um relacionamento íntimo moralmente correto entre um homem e uma mulher, senão através do casamento. Porém, infelizmente, muitos têm distorcido esse fato.

O que vemos, na maioria dos casos, são casais que mantêm uma vida sexual ativa e não são casados ainda, isto não é do agrado de Deus e fere a sua lei.

A procriação e a perpetuação da espécie humana

A mulher e o homem receberam de Deus a incumbência da procriação, isto significa, povoar a terra e perpetuar e espécie humana, Dessa forma, cada um contribui com sua parcela.

A geração de filhos é a coisa mais linda e consagrada que verificamos na vida de um casal. Além de serem considerados uma herança do Senhor, os filhos são o fruto do ventre e a felicidade do casamento.

Os filhos não podem ser considerados apenas um acidente biológico, mas, sim, o planejamento de Deus para preservar a raça humana. A propagação do gênero humano foi entregue ao casal, que deverão exercer com responsabilidade e amor essa ordem do Senhor.

Casamento: uma só carne

A união física do casal deve ser feita com muito amor e de forma consensual. A Palavra de Deus mostra essa união em uma só carne. Então, não pode ser visto como apenas sexo. Mas também é sentir um a dor um do outro. Consiste em complementar um ao outro. É a felicidade de um também alcançando o outro. Então, é estarem intimamente ligados, de corpo e alma.

Melhor é serem dois do que um

A passagem da Bíblia de Eclesiastes realça a importância da ajuda mútua e do companheirismo entre o casal.

Quando decidem se casar, as duas pessoas estão decidindo viver uma em função da outra, procurando o bom entendimento, a compreensão, compartilhando os momentos da vida juntos, não importando se são bons ou ruins.

Podemos dizer que o companheirismo e o bom relacionamento entre o casal fazem parte da vida em sociedade.

Deus não quer ninguém vivendo na solidão ou isolado

Quando Deus viu que o homem estava cercado de criações, porém estava só, ele viu que isso não era agradável.

Nós mesmos, às vezes, nos sentimos sós e estamos rodeados de pessoas. Por esse motivo é que necessitamos de uma pessoa especial para ser nosso par nessa vida. O homem precisa de uma auxiliadora.

Firmado em Deus

Podemos concluir que o casamento precisa estar firmado em Deus. Duas passagens bíblicas nos mostram isso:

“Foi ele quem criou e Ele sabe preservar, sabe consertar, porque o cordão de três dobras não se rompe facilmente”.

“A família foi criada por Deus para cumprir Sua vontade e é a coroa de sua criação. O casal precisa temer ao Senhor para que vá bem e seja bem-aventurado, para que o seu lar seja de harmonia e felicidade”.

Portanto devemos honrar o nosso casamento, pois é uma instituição criada por Deus.

Botão Voltar ao topo