Cerimônia de Bodas de Prata: Guia Completo para Pastores e Ministros Evangélicos

Se você é um pastor ou ministro do evangelho certamente surgirá uma oportunidade para ministrar em uma cerimônia de Bodas de Prata de algum membro de sua igreja. Não sabemos quando pode surgir um convite, por isso, devemos nos aprimorar sempre. Para te ajudar, preparei aqui um guia com 7 passos para realizar uma cerimônia de Bodas de Prata evangélica.

Bodas de prata é um ato consagrado pela sociedade, mas é também uma boa oportunidade para louvar a Deus pelas vitórias concedidas aos cônjuges pelo tempo de boa convivência conjugal e pelos descendentes que resultaram da união.

O que é Bodas de Prata

Bodas de prata é o nome para a comemoração de 25 anos de casamento. De acordo com a tradição popular, cada aniversário de casamento é associado à um tipo de material, como uma forma simbólica de determinar a força e a estabilidade do matrimônio.

As Bodas de Prata e as de Ouro são consideradas as bodas mais comemoradas pelos casais, pois simbolizam a passagem de décadas de união e a renovação dos votos de casamento.

Como fazer a cerimônia de Bodas de Prata evangélica em 7 Passos:

1. Conheça sobre o casal

Em primeiro lugar, o ministro deve conhecer o quanto for possível sobre o viver feliz do
casal, a fim de que suas afirmações acerca deles não fujam à verdade.

Mas, é claro que só deve ser mencionado aquilo que, de forma positiva, marcou a vida do casal.

Lembrando que, esta cerimônia não precisa ser longa como se um culto de pregação fosse.

2. Inicie com uma oração

O oficiante iniciará sempre com oração. Os preparativos para tornar o ato mais solene podem ser como se um novo casamento acontecesse. Entrada, púlpito, música adequada, enfim, tudo disposto para o evento.

3. Louve a Deus pela conquista do casal em chegar a Bodas de Prata

Diante do ministro, os cônjuges, acompanhados de descendentes ou de alguém de seu relacionamento afetivo, se postarão e o ministro dirá:

Louvamos a Deus pelos casais que conseguiram, nestes tempos de crise espiritual, pecado e miséria, manterem-se firmes nos propósitos do matrimônio, fiéis e leais um para com o outro. Os nossos irmãos (nome do marido) e (nome da esposa) são um exemplo maravilhoso deste fato pelo que, solenemente queremos neste ato celebrar as Bodas de prata desta feliz e próspera união.”

4. Faça a leitura Bíblica

O ministro fará a leitura da Palavra de Deus num dos seguintes textos sugeridos:

  • Salmos 103.1,2,5; 112; 128;
  • Provérbios 31.10-31;
  • Efésios 5.22-33;
  • Hebreus 13.1,4;
  • 1 Pedro 3.1-7.

Esses são apenas sugestões, pois, poderá ser lido outros conforme a inspiração do Espírito santo.

A seguir poderá haver louvores de solos ou corais.

5. Deixe conselhos da parte de Deus para o casal

Após a leitura do texto e o louvor, o ministro se dirigirá aos cônjuges e lhes dirá:

“Por 25 anos vivestes em santa união conjugal. Por certo as lutas foram muitas, mas o senhor deu vitória em todas elas. A paciência e a boa compreensão nortearam a vossa vida conjugal. Razão por que aqui tendes chegado para diante de Deus. E, oferecerdes um culto em ação de graças e testemunhar que o pacto que já há 25 anos tendes firmado se mantém firme, e indissolúvel para a glória de Deus, estabilidade da sociedade e felicidade da família. Queremos, portanto, que outra vez escuteis a Palavra de Deus para que tenhais sempre as recomendações bíblicas para um viver conjugal que agrada a Deus.”

O ministro dirá então, mais alguma coisa que sentir sob inspiração, tomando por base os textos escolhidos.

6. Ministre a entrega das alianças

O ministro concluirá falando da importância das alianças entregando-as aos cônjuges. Primeiro ao marido que deve colocar no dedo correspondente de sua esposa. Ou poderá transferir esta oportunidade para um filho ou neto. E então dirá antes:

“Querida esposa, por 25 anos tens sido a minha companheira fiel, ajudadora incansável na formação da nossa família, como testemunho do meu amor a ti e do meu reconhecimento às virtudes que tens, eu coloco em tua mão esta aliança.”

Após, o mesmo fará a esposa dizendo:

“Querido esposo, a tua lealdade, ajuda e senso de responsabilidade como esposo e chefe de nossa família levam-me a agradecer a Deus e neste ato solene a colocar (fazer colocar) esta aliança em tua mão como testemunho do amor que a ti dedico como esposa”.

Se por acaso houver louvor, ou cântico, neste momento poderá ser apresentado.

7. Faça uma oração final e abençoe o casal

O ministro fará a oração final, pedindo a Deus a continuação de suas bênçãos sobre o casal e então dará a bênção apostólica sobre eles

Esses são os 7 passos para orientar na cerimônia evangélica de bodas de prata, ou seja, aniversário de 25 anos de cassados.

Botão Voltar ao topo