COMO INTERPRETAR O TEXTO BÍBLICO?

Como interpretar um texto bíblico corretamente sendo fiel às escrituras? Nesse estudo você vai aprender dicas importantes para a interpretação do texto.

COMO INTERPRETAR O TEXTO BÍBLICO

Como interpretar o texto bíblico e entender melhor a bíblia?

Saber extrair lições do texto torna o pregador e estudante da bíblia mais eficaz.

Por isso aprenderemos importantes lições de como interpretar o texto bíblico.

O TEXTO BÍBLICO E SUA RIQUEZA

ILUSTRAÇÕES NA BÍBLIA

Cada texto bíblico contém uma riqueza de idéias.

Porque quando foram escritos ou falados, esses textos estavam cheios de sentimentos, intenções e preocupações.

O autor estava rodeado de problemas, sofrendo pressões psicológicas e espirituais ou enfrentando objeções e dificuldades.

Para comunicar a mensagem, o autor bíblico escolhia a melhor linguagem possível.

Palavras mais fortes para expressar seus sentimentos, as figuras de linguagem mais conhecidas de então, com ilustrações carregadas de sentido prático.

Além disso, escolhia ainda argumentos que iam atingir, em cheio, a sensibilidade dos ouvintes da época.

Porque se baseavam em idéias importantes para o povo daquele tempo.

Assim foi construído o texto bíblico, com toda essa riqueza de influências.

Só que, com o passar do tempo, a beleza do texto bíblico foi ficando oculta sob a poeira dos anos.

Ou seja, as palavras fortes daquele tempo passaram a não fazer muito sentido hoje.

As ricas figuras de linguagem perderam o brilho.

Os objetos que as ilustravam não existem mais, e os argumentos perderam o peso, porque se baseavam em fatos que são desconhecidos para nós.

Mas mesmo diante dos desafios que veremos a seguir, é possível interpretar o texto bíblico e assim extrair lições para os nossos dias.

O DESAFIO DO PREGADOR EM INTERPRETAR O TEXTO BÍBLICO

como interpretar o texto bíblico

É aqui que entra o grande desafio para o bom pregador.

Que é recuperar o sentido e os sentimentos ao interpretar o texto bíblico!

Ao remover a poeira do tempo, o pregador pode redescobrir o brilho de cada ideia, as emoções, frustrações, alegrias e angústias de cada pensamento, bem como a eloquência de cada frase.

Com essa pesquisa, o pregador vai interpretar corretamente extraindo toda sua riqueza.

Com tanta riqueza e beleza no texto bíblico, é um crime fazer a Bíblia parecer árida e insípida.

O que acontece muitas vezes em certas pregaçãoes, são idéias sombrias e sem brilho.

Mas tudo depende do esforço e da habilidade do pregador sob a iluminação do Espírito Santo.

De fato, não é tarefa fácil interpretar o texto bíblico e é preciso saber como fazer isso.

Embora interpretar o texto bíblico seja um trabalho árduo e muitas vezes exaustivo, ela traz um novo sabor a cada descoberta.

Apesar dessa dificuldade, tudo se baseia num processo muito simples:

Entender os pensamentos e sentimentos da época e traduzi-los em idéias e palavras conhecidas do ouvinte, reproduzindo ao máximo o conteúdo sentimental do passado.

RECUPERANDO A BELEZA DO TEXTO BÍBLICO

RECUPERANDO A BELEZA DO TEXTO BÍBLICO

A razão de muitas pregações bíblicas serem áridas, apesar de bem pesquisadas, é que o pregador se aprofunda no passado e traz a riqueza do texto bíblico ainda com a poeira do passado.

Pois, limita-se a dar informações sobre o texto bíblico.

Falta a tradução para as idéias e os sentimentos de hoje.

Ou seja, o pregador precisa interpretar o texto bíblico trazendo para nossos dias.

Em síntese, poderíamos dizer que todo o processo de recuperar a beleza do texto bíblico se resume em dois passos básicos:

1. PESQUISA DO PASSADO

Recupera a informação do texto bíblico.

2. TRADUÇÃO PARA A LINGUAGEM DO PRESENTE

Recupera os sentimentos do texto bíblico.

EMOÇÃO DO TEXTO BÍBLICO

EMOÇÃO NO TEXTO

Precisamos entender que comunicação é emoção e sentimento.

Quanto mais o ouvinte sentir a mensagem, mais então absorverá a informação dela.

Porque, conteúdo informativo sem conteúdo emocional é frio, árido e sem sabor.

O problema é que muitos pregadores acham que conteúdo emocional se restringe a chorar no púlpito, o que, muitas vezes se torna um recurso artificial, desgastado pelo uso.

Por isso conteúdo emocional é muito mais que chorar.

Transmitir o conteúdo emocional é fazer, à medida que se desenrolam as cenas do sermão, o ouvinte sentir alegria ou tristeza, amor ou ódio, paz ou desespero, etc.

Por exemplo: se você prega sobre o cego de Jericó, o ouvinte tem de sentir o desespero do cego gritando para não perder a única oportunidade de ser curado e revoltar-se contra a multidão que o desprezava.

Se a mensagem for sobre a conversão de Saulo no caminho de Damasco, por exemplo, o ouvinte tem de sofrer ao ver Saulo atirado no chão e humilhado perante os companheiros.

O ouvinte precisa viver o suspense de Saulo ao ouvir Jesus dizer: “… por que me persegues?”.

Só que o conteúdo emocional não chega ao ouvinte em expressões como “recalcitrar contra os aguilhões” ( Atos 26:14 ).

O ouvinte tem de saber e sentir que Jesus usou uma expressão conhecida de Saulo, em tom de ironia, como quem diz:

Saulo, até quando você vai dar murro em ponta de faca?“.

FERRAMENTAS DE TRABALHO

COMO INTERPRETAR O TEXTO BÍBLICO

Para traduzir os sentimentos do texto bíblico, o pregador tem de equipar se com algumas ferramentas indispensáveis, que o ajudarão a descobrir fatos e circunstâncias dos tempos bíblicos.

Dentre essas ferramentas, as principais são:

ferramentas para ajudar na interpretação do texto

Aos poucos dá para formar uma minibiblioteca com o mínimo de material necessário.

Hoje não é tão difícil equipar-se, pois as livrarias evangélicas têm abundância de literatura bíblica que pode ser adquirida com facilidade.

Além disso, há uma infinidade de recursos online e programas de computador com diferentes dicionários e comentários bíblicos, bem como inúmeras versões da Bíblia.

Falta de material hoje não é problema, pois a internet coloca à disposição as mais variadas opções.

Hoje é possível acessar a Bíblia online em qualquer idioma e pesquisar via Internet diferentes concordâncias bíblicas, comentários bíblicos, dicionários e enciclopédias bíblicas.

Bem como ter acesso online a inúmeros exemplos de esboços de sermões, ilustrações, estudos bíblicos e muitos outros recursos disponíveis gratuitamente.

Não se esqueça, de que, além das ferramentas, você precisa meditar, refletir e orar pela iluminação do Espírito Santo.

Porque, esse é o fator mais importante no preparo do sermão.

PRINCÍPIOS DE INTERPRETAÇÃO DO TEXTO BÍBLICO

UMA BOA INTERPRETAÇÃO DA BIBLIA

Além de utilizar as ferramentas necessárias na busca das informações e sentimentos do passado, a pesquisa bíblica segue alguns princípios básicos que, se respeitados, o pouparão de cometer erros ao interpretar o texto bíblico.

Você não precisa ser especialista em hermenêutica, mas deve ter uma noção clara dos princípios corretos de interpretação da Bíblia.

E isso para não cometer erros de interpretação ou tirar conclusões impróprias ou estranhas ao pensamento do texto bíblico.

Um breve estudo desse assunto não é difícil e traz inúmeras recompensas ao pregador.

Muito se tem escrito sobre os princípios de interpretação Bíblica, portanto, existem diferentes métodos e correntes de como interpretar o texto bíblico.

Considerando a perspectiva mais aceita no meio evangélico, poderíamos então, resumir os princípios da seguinte maneirar:

O FATOR ESPIRITUAL

orar antes de ler a biblia

A Bíblia é, acima de tudo, um livro espiritual e tem de ser entendida espiritualmente.

Não adianta querer interpretá-la à luz da filosofia ou da ciência, ou mesmo de mero raciocínio intelectual.

Pois, ela tem de ser entendida de maneira espiritual e com propósitos espirituais.

Não adianta querer explicar os milagres de maneira natural, pois eles são sobrenaturais e espirituais.

Portanto, a pergunta como interpretar o texto bíblico, deve ser respondida sobre os métodos que ajudam, mas que acima de tudo está o Espírito Santo que nos ilumina.

A UNIDADE DA BÍBLIA

UNIDADE DA BÍBLIA

A Bíblia ensina uma única teologia, não uma variedade de teologias, o que significa que todas as partes guardam harmonia entre si.

Se algum texto bíblico dá margem para diferentes significados, deve ser interpretado então, à luz do conjunto de toda a Bíblia.

O mesmo Espírito guiou todos os escritores bíblicos.

Por exemplo, se Paulo defende a fé, e Tiago, as obras, os dois falam de diferentes perspectivas da mesma doutrina.

Por isso que para interpretar corretamente a bíblia precisa reconhecer essa unidade dela.

A BÍBLIA É SUA PRÓPRIA INTÉRPRETE

A BÍBLIA SE INTERPRETA

Esse princípio vem da Reforma Protestante e significa que o critério último para determinar o significado de uma porção das Escrituras é o testemunho de outra passagem das próprias Escrituras que trate do mesmo assunto.

Os reformadores enunciaram o princípio Sola Scriptura, (a Bíblia somente).

Que coloca a Bíblia como autoridade final, absoluta e suficiente sobre a interpretação de si mesma.

Para interpretar um texto da bíblia, lembre-se, a bíblia é sua própria interprete.

O SIGNIFICADO ORIGINAL DAS PALAVRAS

SIGNIFICADO ORIGINAL DO TEXTO BÍBLICO

O intérprete precisa fazer uma ponte entre o significado original e a compreensão atual.

O pregador precisa ter segurança de que as palavras e orações usadas numa interpretação transmite a mesma ideia que o escritor bíblico tinha em mente.

Portanto, qualquer tradução ou paráfrase precisa ser avaliada à luz desse critério.

O CONTEXTO HISTÓRICO E LITERÁRIO

O intérprete deve respeitar a unidade literária em que o texto bíblico se encontra.

A correta interpretação exige saber quem é o autor, a circunstâncias em que ele escreveu, o tempo e o lugar da redação do texto bíblico e as razões por que o escreveu.

BAIXE O MANUAL DE EXEGESE BÍBLICA, PARA APRENDER MAIS DE COMO INTERPRETAR O TEXTO BÍBLICO.

121-Manual-de-exegese-Júlio-Zabatiero.pdf (2035 downloads)

INTERPRETAR LITERALMENTE O TEXTO BÍBLICO

INTERPRETAR LITERALMENTE O TEXTO BÍBLICO

Todo texto bíblico deve ser interpretado literalmente, a menos que o contexto indique o contrário.

O texto bíblico diz exatamente o que está escrito, e não se deve espiritualizar ou atribuir simbolismo aos elementos do texto bíblico.

Porque, quando o texto bíblico é simbólico, o contexto o indica, como fez Jesus na Parábola do Semeador, explicando o significado de cada tipo de solo.

Aliás, parábolas e profecias são exemplos de textos simbólicos indicados pelo contexto.

Portanto, esse princípio descarta o método alegórico de interpretação da Bíblia.

QUER APRENDER SOBRE PREGAÇÃO, ENTÃO VEJA TAMBÉM:

Como interpretar o texto bíblico? Veja então mais essa aula sobre os segredos para uma boa interpretação da bíblia.

Como pregar.

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.