Estudo sobre Obede-Edom e a Arca: Uma História de Benção com lições profundas

Vamos fazer um rápido estudo sobre Obede-Edom e a Arca para compreender a sua história e quais lições podemos extrair dela.

Neste artigo, vamos conhecer quem foi esse personagem, examinar o contexto bíblico em que sua história se desenrola e destacar as passagens bíblicas relevantes. 

Além disso, vamos descobrir as lições profundas que podemos aprender com essa história de bênção.

Estudo sobre Obede-Edom e a Arca

Este era um giteu, descendente de Levi, da família de Coate (1 Crônicas 15:17-18). Ele era um levita, responsável por guardar a Arca da Aliança, um artefato sagrado que representava a presença de Deus entre o povo de Israel.

Esse relato aconteceu durante o reinado do rei Davi. Em 2 Samuel 6:1-15, encontramos a narrativa em que Davi decide trazer a Arca da Aliança de volta para Jerusalém. 

Mas durante essa jornada, um acidente ocorre quando Uzá toca na Arca, resultando em sua morte. Isso faz com que Davi fique com medo e adie a continuação do transporte da Arca. (2 Samuel 6:7)

É após esse episódio que a história desse personagem começa a se desenrolar:

 “A arca do Senhor ficou na casa de Obede-Edom, o giteu, durante três meses, e o Senhor o abençoou e a toda a sua família”.

2 Samuel 6:11

Assim, a Arca da Aliança permaneceu sob a guarda dele e trouxe bênçãos não apenas para ele, mas também para toda a sua casa.

Obede-Edon para Jerusalém haviam cerca de 25 km de distância, uma longa viagem para uma caminhada a pé.

Quais as bênçãos que Obede-Edom recebeu?

Obede-Edom foi muito abençoado por Deus, mas a maior benção é a presença de Deus que ele teve em sua casa. A Bíblia diz que o Senhor abençoou a casa de Obede-Edom, e tudo quanto tinha.

Além disso, Obede-Edom foi reconhecido publicamente como um homem abençoado por Deus. Ele se tornou um dos porteiros do templo (1 Crônicas 15:24) e guardião dos utensílios sagrados (2 Crônicas 25:24)

E o que é mais lindo, Deus abençoou os descendentes de Obede-Edom. Não só os filhos, mas também os filhos dos filhos. Vamos ver o que a Bíblia nos conta:

⁴ Foram estes os filhos de Obede-Edom: Semaías, o primeiro, Jeozabade, o segundo, Joá, o terceiro, Sacar, o quarto, Natanael, o quinto,
⁵ Amiel, o sexto, Issacar, o sétimo, e Peuletai, o oitavo. Pois Deus havia abençoado Obede-Edom.
⁶ Seu filho Semaías também teve filhos, que foram líderes na família do seu pai, pois eram homens capazes.
⁷ Foram estes os filhos de Semaías: Otni, Rafael, Obede e Elzabade. Os parentes dele, Eliú e Semaquias, também foram homens capazes.
⁸ Todos esses foram descendentes de Obede-Edom; eles e os seus filhos e parentes eram capazes e aptos para a obra. Eram ao todo 62 descendentes de Obede-Edom.

Por que não devemos tratar as ordenanças de Deus de qualquer maneira?

A primeira lição que podemos extrair dessa passagem bíblica é a importância de reverenciar os mandamentos de Deus. No capítulo 6 de segundo Samuel e em primeira as Crônicas 13: 5-14, lemos que Davi traz a arca para Jerusalém.

Apesar da boa intenção, existia uma instrução de que somente os coatitas tinham permissão de conduzir a arca. Além disso, não poderiam tocá-la diretamente para quem não morresse. (Números 4:15)

O texto relata que haviam trinta mil homens para realizar esse transporte, um deles, o Uzá, morreu ao tocar na arca na tentativa de protegê-la. Apesar da boa intenção, regras e protocolos foram quebrados.

Nenhum deles reverenciavam ao Senhor e aos seus mandamentos. A morte de Usá, talvez, se deu porque ele estava familiarizado com o objeto sagrado, então a sua irreverência custou-lhe a vida.

Hoje não existe mais a arca da aliança em Israel, mas existem os nossos corpos, mentes e coração. Nesse caso, devemos respeitar as ordenanças divinas para que o Espírito Santo de Deus não morra dentro de nós.

Daí, precisamos levar os conselhos da palavra em nós com todo o cuidado.

A presença de Deus traz bênçãos

Obede-Edom experimentou a bênção de Deus em sua vida porque a Arca, que representava a presença de Deus, estava em sua casa. 

Da mesma forma, quando convidamos a presença de Deus para nossas vidas, seja através da oração, adoração ou estudo da Palavra, podemos experimentar as bênçãos de Sua presença em nosso dia a dia.

A responsabilidade em cuidar da presença de Deus

Precisamos compreender a importância da presença de Deus em nossos corações  e tratá-la com responsabilidade e seriedade. Da mesma forma, devemos ser diligentes em cuidar da nossa comunhão com Deus, buscando um relacionamento profundo e íntimo com Ele.

A disposição em receber a presença de Deus

Precisamos estar dispostos em receber a Arca da Aliança nos nossos corações. Para isso, devemos ouvir atentamente a sua palavra e os seus ensinamentos, permitindo assim, que Ele nos governe e direcione.

A reverência diante da presença de Deus

Assim como Obede-Edom demonstrou profundo respeito e reverência diante da presença da Arca da Aliança. Da mesma forma, devemos abordar a presença de Deus com temor e reverência, reconhecendo Sua santidade e buscando viver de acordo com Seus princípios.

A fidelidade traz recompensas

Nesse texto percebemos que ele foi fiel em seu serviço e cuidado com a Arca, e como resultado, ele e sua família foram abençoados. 

Diante de sua atitude respeitosa e reverente, aprendemos a importância da fidelidade a Deus, pois guardar os Seus mandamentos nos traz recompensas. 

Portanto, neste breve estudo sobre Obede-Edom e a Arca aprendemos que, honrando a Deus em nossas vidas, suas bênçãos caem sobre nós. Quando valorizamos a presença de Deus, nossa vida é transformada.

Leia também: a fidelidade é a chave para as bençãos de Deus em nossas vidas.

Josiane Silva

Olá, eu sou a Josiane Silva, mãe, avó e procuro servir a Deus. Amo estudar a bíblia para compreender o comportamento humano. Afinal podemos aprender muito com as histórias dos outros, não é mesmo? Como gosto muito de ler e de escrever, também trabalho como redatora freelancer.

Artigos relacionados

6 Comentários

  1. Muchas gracias por estas lindas y hermosas enseñanza que la disfruto y también las comparto enseñando no se imagina de cuánta edificación son Para nuestras vidas Que Dios bendiga y el espíritu de Dios dándole sabiduría

  2. Nesse texto aprendemos que fazer as coisas de Deus com o coração ❤ aberto e sincero, e com total reverência para o agradar, ele conhece as nossas intenções e sonda os corações, por isso esta família recebeu de Deus a recompensa devida e merecida, pois a bíblia nos mostra em outras passagens como a de Caim e Abel, Abel fez com mestria, por isso recebeu a recompensa.
    Com José não foi diferente, tudo que ele colocava a mão para fazer prosperava, e se tornou governador de um povo estranho que adorava outros deuses pagãos.

    DEUS FAZ ACONTECER O SOBRENATURAL EM NOSSAS VIDAS QUANDO O REVERECIAMOS!!!

  3. Parabéns pelo texto, gostei muito de fazer a leitura. Era o que eu estava procurando.. Que Deus abençoe sempre você e sua família!🙏🏻

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!