Lucas 11.5-8: O Amigo Importuno

Sermão em Lucas 11.5-8 sobre o amigo importuno a parábola que Jesus contou. Sermão Expositivo em Lucas 11.

TÍTULO: O AMIGO IMPORTUNO

TEXTO: Lucas 11.5-8

INTRODUÇÃO

Duas lições extraímos desta parábola:

  1. Deus quer que sejamos constantes intercessores;
  2. Devemos orar com perseverança e ousadia, pois isto agrada ao Senhor.

Analisaremos, então, dois pontos dessa parábola:

I. O Valor da Intercessão

A) “Amigo, empresta-me…” (Lucas 11.5)

  1. Ele confiava no amigo.

2. Sabia que apesar da hora imprópria, meia noite, seu amigo não lhe negaria o pedido.

3. Temos de pedir a Deus como amigo, não somente como filho:

  • “Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.” (Mt 7. 8-11);
  • “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.” (Jo 15.14,15);
  • “E cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus.” (Tg 2.23).

Portanto, só uma vida de íntima amizade com Deus leva o crente a interceder com ousadia e perseverança a qualquer hora, ao meio-dia ou à meia-noite.

B) “Um amigo meu…” (Lucas 11.6)

  1. Não pode haver intercessão, sem amor e compaixão.

2. Temos de interceder com amor e compaixão pelos amigos, em nossas orações.

3. Antes, porém, temos de provar se somos, de fato, amigos de Deus:

  • “Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” (Tg 4.4).

Diante disso, qual sua posição: és amigo de Deus ou do mundo?

C) “Nada tenho…” (v.6)

  1. Só quem já passou necessidades, sente compaixão pelo necessitado.

2. E só quem tem necessidade pede, e quem pede recebe (v.10).

II. Uma Resposta Negativa

A) “Não me importunes… Não posso levantar-me para tos dar” (Lucas 11.7)

  1. Que decepção, uma resposta inesperada! Como pôde ser?

2. Jesus estava ensinando que Deus prova a nossa fé, que é mais preciosa que o ouro; por isso, às vezes, demora-se em nos responder:

3. Se Deus nos promete, é porque deseja nos dar boas dádivas, embora pareça demorar.

B) “Levantar-se-á por causa da sua importunação” (Lucas 11.8)

  1. Qual será o galardão de tal importunação?

2. Se com perseverança podemos convencer um amigo a nos atender, por certo Deus nos atenderá com presteza:

  • “Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará.” (Hb 10.37).

C) “Lhe dará tudo o que houver mister” (v.8)

  1. Temos de perseverar pedindo, buscando e batendo à porta dos céus.

2. Deus nos dará todas as coisas que necessitamos, não negará bem algum (vv.9,10; Mt 7.11).

D) “Quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo…” (Lucas 11.13)

  1. Jesus estava ensinando que devemos insistir com o Pai para nos dar o Espírito Santo.

2. Devemos então pedir e buscar com insistência a dádiva maior que o Pai quer nos dar!

Conclusão

  • Se somos amigos de Deus, Ele não nega bem algum.
  • Se demora em nos atender, não devemos perder a fé, mas, sim, perseverarmos em oração até que nos dê aquilo que necessitamos.
Curso pregador de qualidade-biblioteca do pregador
baixar pdf biblioteca do pregador
Lucas-11-O-Amigo-importuno.pdf (140 downloads)

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.

Conheça a Ferramenta que te ajudará Entender a Bíblia com mais Facilidade!