Matusalém foi o homem mais velho que já existiu?

Não podemos negar que existem pessoas que chegam longe na idade, mas, e o caso de Matusalém? Você já imaginou como seria ser uma pessoa de 969 anos? Como seria ser o avô de Noé?

Quem foi Matusalém?

Matusalém foi o oitavo entre os 10 patriarcas antediluvianos, os precursores do nosso tipo moderno de humanidade. Eles viveram muito em comparação a nós. 

Desde o primeiro de nossos ancestrais, Adão, até o décimo, Noé, longevidade era comum para eles. Com o que Matusalém se preocupava quando tinha, digamos, meia-idade, aos 500 anos? O Dilúvio ainda estava por vir. 

Quem eram os 10 Patriarcas Antediluvianos?

Matusalém foi o que viveu mais tempo entre os 10, embora outros quatro tenham vivido, como ele, mais de 900 anos. O que viveu menos foi o filho de Matusalém, Lameque, que morreu com 777 anos.

Todos esses dez patriarcas morreram de morte natural, exceto um. O pai de Matusalém, Enoque, não morreu. Aos 365 anos, ele “andava com Deus” e, como diz Gênesis 5:23, “E andou Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou”. 

Em outras palavras, Enoque foi transferido diretamente para o céu por Deus… Enoque e Elias são os dois únicos homens nas Escrituras que foram para o céu sem morrer primeiro.

O que a Bíblia diz sobre Matusalém?

O fato de o pai de Matusalém ter desaparecido é uma história emocionante, e o seu neto também tem uma história emocionante. 

A maioria de nós aprendeu sobre ele durante a infância. Ele era Noé, o homem da arca. As Bíblias de nossas crianças tinham ilustrações dos animais, dois a dois, marchando para dentro da arca de Noé.

Mas o que as Escrituras nos dizem sobre o próprio Matusalém, filho de Enoque e avô de Noé? Não muito.

Entre os patriarcas antediluvianos, Adão recebe muita atenção das escrituras, sendo ele o primeiro, assim como Noé, o último. 

Enoque tem sua história de transporte, por meio de fogo espiritual ou de outra forma. Mas todos os outros patriarcas recebem apenas três frases cada, e todos eles recebem as mesmas frases, em repetição sonora. 

Quando você lê Gênesis 5, encontra entre os versículos 4 e 31 todas as vidas patriarcais resumidas, e os resumos usam exatamente as mesmas palavras (com uma frase extra para Enoque). Apenas os nomes dos homens variam e seus números de anos.  

Por exemplo, em relação a Matusalém, aqui estão as três frases:

  • Primeiro, aprendemos quantos anos ele tinha quando teve seu primeiro filho, 187 anos. 
  • Segundo, ficamos sabendo quanto tempo ele viveu após o nascimento de seu primeiro filho e que teve outros filhos e filhas, 782 anos, e todos eles tiveram outros filhos e filhas
  • Terceiro, sua expectativa de vida é resumida em anos, 969 anos, e então há uma frase final, “e ele morreu”.

Os elementos artísticos e linguísticos da história

Ouvimos essa mesma medida poética em relação a nove dos dez patriarcas: “e ele morreu”. Há arte literária neste refrão retumbante e semelhante a um sino.

A arte literária é deliberada nas EscriturasDeus, que é tanto o protagonista quanto o autor, é invisível, mas Ele fala, seja como uma voz mansa e delicada (para Elias em 1 Reis 19:12) ou como um trovão retumbante (ordenado por Eliú para ser ouvido por Jó em Jó 37: 2). 

Quando Deus fala, a palavra hebraica debar, que é usada, significa tanto palavra quanto ação. Ambos ao mesmo tempo. Se a Palavra é ação, ela não existe à toa por seu próprio mérito.  

Com relação aos patriarcas antediluvianos, a repetição de Deus em Gênesis 5 é deliberada. E ele morreu, e ele morreu, e ele morreu. Essa repetição é formativa

Ele testemunha o progresso histórico do tempo e do evento na era antediluviana e, ao mesmo tempo, literária, criativa e biblicamente é o progresso do tempo e do evento.

O que podemos saber sobre o próprio Matusalém?

Não encontramos quase nada sobre Matusalém na Bíblia, exceto as três frases. Mas há algo que possamos compreender? O que o nome dele nos sugere? 

A maioria dos estudiosos acredita que o nome de Matusalém é semítico.

A existência semítica (e hebraica) está enraizada na saga salvífica do Antigo Testamento. O ato de Deus, que é Sua palavra, incluiu o seguinte debarim (plural de debar). Ele “falou” a um povo próprio, à Sua imagem, para habitar o mundo que Ele criou, florescer nele, multiplicar-se e obedecer ao único mandamento que Ele estabeleceu. Infelizmente, eles não o fizeram. E assim trava um conto. De fato, assim trava a história da criação, queda, redenção e restauração. Mas voltando a Matusalém.

Uma das sugestões do significado de seu nome, incluem enviado ou envio. Significa, portanto, homem enviado. 

Os homens mais velhos que já viveram e por que somos diferentes

Os homens mais velhos que já viveram e por que somos diferentes

A era antediluviana foi o período em que a história desceu após a Queda. Expulsos do Jardim, Adão e Eva foram separados do companheirismo imediato de Deus, no frescor do dia, e forçados a seguir seu caminho por conta própria, em um mundo que exigia trabalho de homens nos campos e trabalho de mulheres no parto. 

Doença, maldade, morte, todas essas foram as consequências do pecado… e ainda são nossa realidade hoje como herdeiros da natureza pecaminosa em um mundo caído.

De fato, as maquinações do maligno têm sido tão bem-sucedidas desde sua aparição como o quarto habitante do Jardim que, hoje, dificilmente reconhecemos sua obra como tendo arruinado o universo, tão onipresente é a praga. 

Hoje, seguimos nossa vida sentindo, mais ou menos, nossa urgência de pecar, fazendo o possível para evitá-lo quando estamos de bom humor, tentando quando não estamos muito distraídos para nos aproximarmos de Jesus, fazendo o melhor podemos. Mas estamos caídos.

A questão sempre surgiu: como é que os patriarcas antediluvianos viveram vidas de uma duração que é incompreensível para nós?

Esses humanos contemporâneos que me pareciam tão velhos foram superados pelos patriarcas na proporção de sete, oito ou nove vezes! 

Já imaginou como eles estavam cercados por seus primeiros filhos e seus outros filhos e filhas em uma festa de aniversário?

Talvez, eis como sua longevidade veio a ser, e depois parou. Caim matou Abel, o mais novo na era patriarcal. Adão e Eva tiveram outro filho, Sete, para substituir Abel. Depois disso, durante séculos, o conflito queimou entre os bons setitas e os maus cainitas – os intérpretes consideram que Matusalém era setita – e tudo o que era bom, forte e justo aos olhos de Deus foi golpeado até que Deus se irou fortemente.  

O Espírito de Deus ainda habita na humanidade até o fim da era patriarcal. No entanto, Deus estava farto da maldade do homem, que era grande sobre a terra. Deus ditou que Seu Espírito não habitaria para sempre na humanidade. 

No final dos tempos, Deus determinou que “os dias da humanidade seriam 120 anos”, conforme relatado em Gênesis 6:3. 

A fúria de Deus foi tal que, quando ele encontrou um homem justo, o neto de Matusalém, Ele decidiu começar de novo, desta vez com aquele homem justo, com Noé, sua esposa, seus três filhos e suas esposas – e com sete pares de todos os animais puros, e um par de todos os animais impuros. 

E então Deus desencadeou o Dilúvio. Foi pela fé que Noé foi achado justo, e foi pela fé que ele e todos os outros patriarcas crentes foram redimidos e salvos pela graça.

Conclusão sobre Matusalém

Como vimos, Matusalém foi uma pessoa que viveu muitos anos, mas, por mais que alcançou essa avançada idade, o que é isso diante da eternidade de nosso Deus.

Mesmo que ele tenha sido uma pessoa cheia de experiências e maturo, para Deus era como se fosse uma criança dependente do cuidado dos pais.

Tudo isso que estudamos aqui, mostra, portanto, que o homem, embora alcance muitos dias de vida, ainda continua limitado. Matusalém que viveu muitos dias não escapou da morte.

O que nos resta, é confiar em Deus, pois Ele nos prometeu vida eterna e um novo lugar onde não envelheceremos nem provaremos a morte!


Referências: Dr. Dikkon Eberhart

Botão Voltar ao topo