O que é o amor? Significado e Compreensão segundo a Bíblia

“Viva uma vida de amor.” –  Efésios 5:2

“Não estou mais com medo”,  declarou Kevin enquanto saltava triunfante para o ar gelado com sua coragem recém-descoberta no filme “Esqueceram de Mim”. 

“Ouviste-me? …Eu não tenho mais medo!” Em um instante, ele se viu cara a cara com um medo totalmente diferente daquele que havia preparado para enfrentar, e saiu gritando para dentro de casa.

Como devemos viver as palavras que o Apóstolo Paulo escreveu aos Efésios quando há um novo medo, ansiedade, dor ou problema à espreita em cada canto de nossa vida.

“Não há medo no amor.” –  1 João 4:18

[…] “Deus é amor.” (1 João 4:16)

Por meio de Cristo, temos acesso à Sua sabedoria através da Palavra viva das Escrituras, fornecendo-nos sabedoria para viver uma vida de amor sobre o medo. Afinal, o amor é sempre maior.

“Já que somos Seus filhos, devemos andar em Seu amor incondicional. O amor é mais do que apenas palavras; requer ação. O amor incondicional de Deus deve caracterizar nossas vidas. Como pessoas que têm Seu amor vivendo dentro de nós, precisamos representar a bondade e o perdão autênticos de Cristo para os outros”. –Dr. Charles Stanley

De acordo com Merriam-Webster, semelhante ao que CS Lewis observou em Os quatro amores, a palavra “amor” tem vários significados em diferentes contextos, conforme descrito abaixo:

1. Forte afeição por outro decorrente de parentesco ou laços pessoais

Exemplo: amor materno por filho

2. Atração baseada no desejo sexual, afeição e ternura sentida pelos amantes

Exemplo: Depois de todos esses anos, eles ainda estão muito apaixonados.

3. Afeto baseado em admiração, benevolência ou interesses comuns

Exemplo: Amor por seus antigos colegas de escola

O que eu amo?

Primeiramente, a palavra amor ocorre 686 vezes na Nova Versão Internacional da Bíblia, 425 no Antigo Testamento e 261 no Novo Testamento. “Paz” ocorre 249 vezes, “esperança” 180, e “amigo” 170.

O Antigo Testamento foi originalmente escrito em hebraico e o Novo Testamento em grego.  

Nessas línguas existem vários significados para amor, dependendo do tipo de amor ao qual o autor se referia. 

Contudo, CS Lewis dividiu em quatro categorias em seu livro, “Os quatro amores”. Aqui estão quatro palavras para o amor:

1. storgē Jack Zavada escreve:

“Storge (pronuncia-se: STOR-jay) é um termo para o amor na Bíblia com o qual você pode não estar familiarizado.

Esta palavra grega descreve o amor familiar, o vínculo afetivo que se desenvolve naturalmente entre pais e filhos, irmãos e irmãs.

Muitos exemplos de amor familiar são encontrados nas Escrituras, como a proteção mútua entre Noé e sua esposa, o amor de Jacó por seus filhos e o forte amor que as irmãs Marta e Maria tinham por seu irmão Lázaro”.

2. philos: Philos é o amor entre amigos. “Um amigo ama em todos os momentos.”  (Provérbios 17:17)

A amizade de Davi e Jônatas simbolizava esse tipo de amor. Jônatas fez um grande esforço para ajudar a proteger Davi de seu próprio pai. 

Contudo, para esses dois amigos, sua fé em Deus e confiança em Sua vontade sobre sua caminhada os levou a uma profunda amizade. 

Embora Jesus tivesse centenas de discípulos, ele mantinha doze mais próximos do que os demais. Desses doze, três estavam intensamente próximos a Ele. Desses três, João era o amigo mais próximo de Jesus.

Na história de Lázaro: 

“Jesus chorou. Então os judeus disseram: ‘Veja como ele o amava.” (João 11:35-36)

3. eros:  o amor de Eros é um amor físico e romântico, Cântico dos Cânticos está repleto deste tipo de amor:

“Deixe que ele me beije com os beijos de sua boca, pois seu amor é mais delicioso do que o vinho.” (Cântico dos Cânticos 1:2)

“Leve-me com você – vamos nos apressar! Deixe o rei me levar para seus aposentos.” (Cântico dos Cânticos 1:4) 

4. Ágape :  O amor Ágape é altruísta e incondicional. Strong’s define como “amor fraterno, carinho, boa vontade, amor, benevolência”. 

Quando amamos com esse tipo de amor, estamos procurando dar de nós mesmos. 

O exemplo mais extravagante desse amor é o sacrifício que Jesus fez na cruz por nós, e a disposição de Deus de dar Seu único Filho em nosso favor. 

Ele não busca nada de nós. Nada que tenhamos para dar a Deus lhe proporcionaria quaisquer ganhos. Ele simplesmente nos ama. 

“Mas agora a fé, a esperança, o amor, permaneçam estes três; mas o maior deles é o amor.” (1 Coríntios 13:12)

O que Jesus diz sobre o amor?

“O Senhor nosso Deus, o Senhor é um. Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças… Ame o seu próximo como a si mesmo.” (Marcos 12: 29-31)

Sendo assim, Jesus proclamou enfaticamente o amor como o mandamento mais importante a ser obedecido. 

Os quatro relatos evangélicos revelam uma jornada pessoal e próxima da vida de Cristo na terra. 

Sua vida cumpriu o Antigo Testamento, e seu legado continua a nos preparar para o futuro, conectando essas verdades aos ensinamentos do Novo Testamento. 

Em suma, se quisermos aprender o que é o amor, as Escrituras têm todas as respostas.

Como Amamos?

“Fui crucificado com Cristo; e já não sou eu que vivo, mas Cristo vive em mim; e a vida que sei viver na carne, vivo-a pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou a si mesmo por mim”. (Gálatas 2:20)

A palavra grega para viver no versículo acima é zao. Significa “desfrutar da vida real … água viva, tendo poder vital em si mesmo e exercendo o mesmo sobre a alma”. (Fortes) Continua a definir esse tipo de vida como “fresca, forte, eficiente, ativa e poderosa”. 

No entanto, o amor ágape de Deus, concretizado por nós na vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo, está vivo e ativo em todos aqueles que crêem nEle. 

Afinal, amamos deixando-o fluir de volta e através de nós para os outros.

Como a definição de amor do mundo é diferente da das Escrituras?

Tanto o dictionary.com  quanto o Merriam-Webster definem o amor em primeiro lugar como um sentimento afetuoso por alguém. O problema de definir o amor principalmente como um sentimento é que os sentimentos são inconstantes.

CS Lewis escreveu em The Four Loves: “Amar é ser vulnerável. Ame qualquer coisa, e seu coração certamente será torcido e possivelmente quebrado.”

Evitar ou fugir ao primeiro sentimento doloroso que o amor traz nos deixa viver nossas vidas sozinhos, um destino que simplesmente não fomos criados para abraçar. 

“O Senhor Deus disse: ‘Não é bom que o homem esteja só. Farei uma auxiliar adequada para ele.” (Gênesis 2:18)

Dessa forma, no Novo Testamento, Jesus continuou a expor os princípios de amor e solidão. 

A paráfrase da Mensagem de Mateus 19:11-21 nos lembra que o casamento não é o remédio para a solidão, nem todos são chamados a se casar. 

No entanto, os canais de mídia nos dizem que precisamos de um parceiro de vida para encontrar o amor verdadeiro.

A definição de amor do dicionário nos dá uma solução sólida, um carinho, um romance e uma estabilidade que vem de outra pessoa. 

No entanto, a definição bíblica de amor é sacrificial, um amor que dá primeiro e não espera nada em troca. 

O amor bíblico concede aos crentes uma paz que excede todo o entendimento, que vem somente de Cristo.

Como podemos escolher amar quando não temos vontade?

“Ninguém tem maior amor do que este, que alguém dá a vida pelos seus amigos.” (João 15:13)

Amar os outros vai muito além de apenas ser uma boa pessoa, porque o amor verdadeiro ainda opera quando não temos vontade. A graça que recebemos fornece a força de que precisamos para transmiti-la.

Jesus não queria passar pela dor da cruz, mas “o amor que Jesus tem pelo Pai define Sua fidelidade”.

Ele chorou em agonia no Jardim do Getsêmani; ainda assim, Ele obedeceu ao Pai em Seu dever de salvar toda a raça humana.

Na vida haverá brigas, discussões, animosidade, manipulação, justificativa, direito e uma série de outras opções tentadoras para abraçar. 

Na fé, escolhemos diariamente entregar nossas inclinações para que Seu amor possa mover-se através de nós. 

Não é algo que fazemos, mas que Ele faz através de nós.

“O amor não é um sentimento afetuoso, mas um desejo constante pelo bem final da pessoa amada, tanto quanto possível.” – CS Lewis
 

Como os cristãos devem falar sobre o amor?

A fé é uma jornada individual com Deus, e nem sempre estamos a par dos detalhes. O que não sabemos é exatamente quem veremos do outro lado. Não conhecemos a história de todos.

Sabemos que Cristo é Amor. Os cristãos devem modelar Sua bondade, perdão e graça inclusiva. Considerar cada ser humano como a criação de Deus que é, e tratá-lo com o amor incondicional de Cristo.

Por Seu próprio caráter, Deus é amor, e conhecê-Lo é estender Seu amor àqueles que nos rodeiam. No entanto, também devemos ter o cuidado de andar em Sua verdade, reconhecendo que:

“Jesus Cristo, o justo… é a propiciação pelos nossos pecados; e não apenas para os nossos, mas também para os de todo o mundo” (1 João 2:1-2)

“Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros”. (João 13:35)

Apenas alguns meses antes da tragédia de 11 de setembro atingir o solo americano, Billy Graham pregou:

“À medida que vemos um mundo devastado pela guerra – um mundo que está doente, aflito, confuso e desnorteado – acreditamos que esta é a hora para a igreja se manifestar. Esta é a hora para a igreja mostrar o amor e a graça de Deus. A hora para os velhos ouvirem Cristo dizendo através da igreja”:

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. (João 3:16)

Versículos bíblicos poderosos sobre o amor

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16)

“Que tudo o que você faz seja feito com amor.” (1 Coríntios 16:14)

“Então agora estou dando a vocês um novo mandamento: amem uns aos outros. Assim como eu amei vocês, vocês devem amar uns aos outros. Seu amor um pelo outro provará ao mundo que vocês são meus discípulos.” (João 13:34-35)

“Não há medo no amor. Mas o amor perfeito expulsa o medo, porque o medo tem a ver com o castigo. Aquele que teme não é aperfeiçoado no amor. Nós amamos, porque ele nos amou primeiro.” (1 João 4:18-19)

“Pois o amor de Cristo nos constrange, porque estamos convencidos de que um morreu por todos e, portanto, todos morreram.”(2 Coríntios 5:14)

“Mas tu és um Deus que perdoa, misericordioso e compassivo, tardio em irar-se e grande em amor…” (Neemias 9:17)

“Seu amor, ó Senhor, chega até os céus, sua fidelidade até os céus. A tua justiça é como os montes poderosos, a tua justiça como o grande abismo.” (Salmo 36:5-6)

“Sua bandeira sobre mim é o amor.” (Cântico dos Cânticos 2:4)

“A terra está cheia do teu amor, ó Senhor…” (Salmos 119:64)

“Porque seu amor é melhor que a vida, meus lábios o glorificarão.” (Salmo 63:3)

Autora: Meg
Adaptador por: Biblioteca do Pregador

Botão Voltar ao topo