Pastor Não desista, aprenda a lamentar!

Pastor não desista, aprenda a lamentar! Essa é uma mensagem de encorajamento e exortação para o Pastor não desistir em dias difíceis, mas clamar a Deus com um lamento expondo a Deus seu coração.

Pastor Não desista, aprenda a lamentar!

Quando o ministério te desgasta

Anos atrás, lembro-me de ouvir um pastor experiente dizer:

“O ministério seria um passeio se não fosse pelas pessoas”.

Sua declaração irônica revelou o que as pessoas sabem: o ministério pastoral é difícil. 

Não demora muito para que o chamado apaixonado se depara com expectativas irrealistas, eventos traumáticos, conflitos emocionais, desafios de liderança e inseguranças pessoais. 

As nuvens negras de decepção surgem rapidamente.

Ainda me lembro da primeira vez que ouvi: “Pastor, você me decepcionou”.

Pesquisas apontam o crescimento do número de pastores que estão desanimados ou deprimidos. 

O ministério de muitos pastores tem sido curto. 

É lamentável sobre os pastores que tiraram suas vidas nos últimos anos.

Para conter a maré de cansaço e esgotamento, os pastores devem aprender a lamentar. 

Esta linguagem de oração histórica não é uma bala de prata para a depressão pastoral. Mas descobri que é uma expressão útil quando meu coração está ferido e estou tentada a desistir.

O que é Lamento?

O lamento é uma oração de dor que leva à confiança em Deus. 

Lembrando que Lamentar aqui nesse contexto, não é reclamar, mas sim como uma linguagem de oração bíblica, ou seja, expressar um sentimento sincero a Deus de todo o coração.

Significado de Lamentar

Expressar ou expressar-se através de lamentações; chorar, prantear: lamenta-se de seus problemas; lamenta as injúrias sofridas… (Dicionário).

Mais de um terço dos Salmos são escritos nesta canção de tom menor: 

  • Alguns lamentos são pessoais;
  • Outros são para grupos;
  • Alguns são escritos por causa do pecado;
  • Outros expressam o desejo de justiça;
  • Os salmos do lamento variam de acordo com as circunstâncias dolorosas e sombrias da vida.

A maioria dos lamentos inclui quatro elementos ou etapas:

  1. Voltar-se – atitude de ir a Deus durante a dor; 
  2. Reclamar – uma identificação humilde e sincera do que está errado; 
  3. Pedir ajuda a Deus baseado em suas promessas; 
  4. Confiar – a escolha de ter confiança na graça de Deus.

Lamento é uma forma de oração que fala com Deus sobre nossa dor.

Como lamentar?

Embora eu tenha me formado no seminário e estudado a Bíblia por anos, não sabia como o lamento poderia ser útil e vivificante. 

Em vez de usar meu modelo padrão de oração – adoração, confissão, ação de graças, súplica – comecei a usar “Voltar-se, reclamar, pedir e confiar nos dias em que meu coração pastoral estava doendo”.

Às vezes, eu estudava um Salmo de lamento, examinando-o através das lentes quádruplas para poder modelar minha oração a partir do que estava lendo. 

Em outras ocasiões, eu apenas encontrava uma frase inspirada em um dos mais de quarenta salmos que correspondia ao hematoma em minha alma. 

Por exemplo, passei a amar e usar os seguintes Salmos:

  • “Até quando, Senhor? Você vai me esquecer para sempre?” (Salmo 13: 1);
  • “Deus meu, Deus meu, por que me abandonaste?” (Salmo 22: 1);
  • “Deus se esqueceu de ser misericordioso?” (Salmos 77: 9);
  • “Ó Deus, homens insolentes se levantaram contra mim” (Salmos 86:14.

Essas palavras se tornaram uma porta aberta para se voltar para Deus em desespero, em vez de ficar na frustração ou mesmo amargura.

Em outros momentos de oração, eu escrevia tudo o que estava me incomodando. 

Essa lista de reclamações escrita à mão tornou-se uma plataforma para oração em vez de um poço de desânimo.

Mais importante, usei o lamento honesto para me levar de volta ao que eu sabia ser verdade. 

Depois de contar a Deus sobre minha dor, lembrei meu coração das promessas de Deus. 

Ao fazer isso, a dor que poderia ter me afastado de Deus tornou-se um meio de reafirmar minha confiança nele.

Aprender como viver e até mesmo prosperar na tensão entre nosso chamado e nossas adversidades, é essencial para a longevidade pastoral.

Por que esse tipo de oração é útil para o Pastor?

Circunstâncias dolorosas e a pressão do ministério pastoral podem resultar em negacionismo (“Está tudo bem”) ou desespero (“Tudo está horrível”). 

Adicione isso à solidão e você verá a mistura perigosa.

Lamentar fornece um caminho para ser honesto e enfrentar as lutas emocionais do ministério pastoral. 

Nos permite falar com Deus sobre lutas, decepções e mágoas. 

O lamento nos dá uma linguagem bíblica simples e sincera. 

Diz a Deus o que ele já sabe, mas é necessário verbalizá-lo para ele.

Esta música em tons menores valida as emoções fortes e conflitantes que percorrem nossas almas. 

A perseverança no ministério vem quando se aprende que a dor faz parte do chamado para o ministério. 

Aprender como viver – e até mesmo prosperar – na tensão entre nosso chamado e nossas adversidades é essencial para a longevidade pastoral. 

Lamento é a linguagem entre uma vida difícil e a confiança na soberania de Deus.

Conforme expus minhas queixas e falei com o Senhor sobre elas, foi surpreendente como eles perderam o controle sobre mim. 

Como esse tipo de oração pode ajudar o Pastor?

Às vezes, eu me pegava rindo das coisas bobas pelas quais orava. 

A lamentação ajudou-me a ver a mim mesmo e a minha situação com mais clareza. 

Descobri que um lamento regular ajuda a manter minha alma e perspectiva equilibradas.

Por fim, o lamento me lembra que Jesus era um homem de dores. Ele fez orações de lamentação. 

Envolver-se nesta linguagem de oração histórica e sincera reforça a conexão de Jesus e o cuidado pessoal por mim. 

Quando oro suas palavras dolorosas, estou ensaiando minha identificação com ele. E, ao fazer isso, lamento reafirma minha vocação.

O lamento não resolve todos os problemas do ministério:

  • Os sermões ainda precisam ser escritos;
  • Os conflitos precisam ser administrados;
  • As pessoas ainda ficarão desapontadas;
  • Eventos traumáticos estão à distância de apenas um telefonema. 

Mas cuidar de um coração ferido sem meios de expressão na oração, pode levar pastores ao isolamento e à depressão ou algo pior.

Em vez de desistir, o lamento pode ser usado como um canal útil para a graça de Deus. 

Essa linguagem de oração bíblica pode ser a maneira como dizemos a Deus:

“Isso dói e estou muito desapontado. Por favor me ajude”.

O ministério pastoral será um desafio. Isso vem com o chamado. Mas lamentar oferece uma saída. 

Podemos nos voltar para Deus em nossa dor e ver como isso nos leva a confiar.

Pastor Não desista, aprenda a lamentar!

Por Mark Vroegop, adaptado por Biblioteca do Pregador.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.