As 3 Fases da Vida de Moisés

Esboço de pregação biográfica em Hebreus 11:24-26 com o tema: As 3 Fases da Vida de Moisés.

Tema: 40.. 40.. 40.. As 3 Fases da Vida de Moisés

Texto base do sermão: Hebreus 11:24-26

Pela fé Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó,
Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado;
Tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa.

Introdução deste sermão:

Hoje vamos explorar a vida de Moisés, um homem cuja jornada de 120 anos foi marcada por três períodos distintos de 40 anos cada.

Na Bíblia, o número 40 frequentemente simboliza um período de provação, preparação e transformação. Moisés viveu:

  • 40 anos no palácio, onde desfrutou de todos os privilégios como príncipe do Egito.
  • 40 anos no deserto, um tempo de isolamento e purificação, longe das riquezas do palácio.
  • 40 anos no palácio do deserto, onde aprendeu que verdadeira grandeza vem de Deus, não das circunstâncias terrenas.

Esses períodos não apenas moldaram Moisés como líder, mas também revelam como Deus trabalha em nossas vidas através de tempos de abundância, deserto e redenção.

I. 40 Anos de Palácio: Moisés pensou que tinha tudo

Moisés, durante seus 40 anos de vida no palácio, experimentou uma vida de privilégios e confortos. Ele tinha tudo do melhor do palácio de Faraó, mas não tinha algo fundamental.

A. No palácio, Moisés tinha

  • A posição de filho da filha de Faraó, uma posição de destaque e influência na corte egípcia.
  • Acesso aos recursos e luxos disponíveis ao redor do palácio.
  • Reconhecimento e status aos olhos dos homens.

B. Mas não tinha…

1. Identidade verdadeira: Moisés, embora criado como egípcio, não tinha uma identidade que refletisse sua verdadeira herança como hebreu. Ele estava em conflito com sua própria identidade e origem.

2. O propósito de Deus: Embora estivesse no melhor lugar aos olhos dos homens, Moisés não estava onde Deus queria que ele estivesse. Ele ainda não havia descoberto o propósito divino para sua vida.

C. A atitude de Moisés revela o que ele tinha que ser

1. Moisés, movido pela compaixão, defende um hebreu atacado por um egípcio. (Êxodo 2:11-12)

2. Moisés mostra sua lealdade ao seu povo e à vontade de Deus.

Do palácio, Moisés vai parar no deserto…

II. 40 Anos de Deserto: Moisés pensou que não tinha nada

A. Moisés se encontra em um deserto árido e solitário, longe dos luxos e confortos do palácio.

1. Sem família ao seu lado, Moisés enfrenta a solidão e o isolamento.

2. Procurado por todas as companhias do rei Faraó e perseguido pela guarda egípcia, ele vive como fugitivo.

B. Moisés tem um encontro com Deus no deserto.

1. Nesse ambiente humilde e simples, longe das grandezas do palácio, ele aprende humildade e diligência.

2. Oseias 5:14 declara: “Eu te conheci no deserto, em terra muito seca”.

3. O Deserto faz com que você tire as alparcas dos pés (Santidade)

4. O Deserto faz com que você fique exposto ao Sol (Sol da Justiça) Malaquias 4:10

No deserto, Moisés tem um encontro com o Deus que o leva ao palácio…

III. 40 Anos de Palácio no Deserto: Moisés viu o que Deus faz com quem não é nada

A. Deus tira Moisés do palácio para levá-lo ao deserto, a fim de prepará-lo para retornar ao palácio com uma missão divina.

1. Moisés agora vai experimentar um deserto junto com Deus, melhor que um palácio sem Ele.

2. A solidão inicial é substituída pela responsabilidade de liderar mais de 600 mil homens pelo deserto (Êxodo 12:37).

B. Deus transforma o deserto em um lugar de milagres e encontros divinos.

  1. A vara de Moisés vira cobra, trazendo cura e milagres (Êxodo 4:3-4).
  2. A vara toca na rocha, e brota água para saciar a sede do povo (Êxodo 17:6).
  3. A vara toca no mar e abre caminho nas águas para o povo passar (Êxodo 14:16,21).

C. Moisés tem um encontro íntimo e único com Deus no Monte Sinai.

1. Moisés passa 40 dias e noites no topo do Sinai em comunhão com Deus (Êxodo 34:28).

2. Durante este tempo, Deus fumega o monte com Sua presença e entrega a Moisés os Dez Mandamentos (Êxodo 31:18).

3. Moisés, indignado com a idolatria do bezerro de ouro, destrói o ídolo e restaura a adoração pura a Yahweh (Êxodo 32:19-20).

D. Moisés é privilegiado ao ver a glória de Deus e falar diretamente com Ele.

1. Ele é o único a ver a glória divina manifestada de forma tangível (Êxodo 33:18-23).

2. Moisés é o mediador escolhido por Deus para falar com Ele face a face, recebendo instruções diretas para guiar o povo de Israel (Êxodo 33:11).

Moisés vive um verdadeiro “palácio espiritual” no deserto. Ele tem intimidade com o Rei dos Reis.

Conclusão desta pregação:

Moisés passou por três fases distintas:

  • Pensou que tinha tudo no palácio.
  • Pensou que não tinha nada no deserto.
  • Viu o que Deus faz com alguém que se rende a Ele no palácio do deserto.

Deus nos encontra no deserto, transforma nossa vida e nos usa para realizar Seus propósitos.

Vamos aprender com Moisés a confiar em Deus em todas as fases de nossa vida. Ele está sempre presente, pronto para transformar nosso deserto em um palácio de bênçãos e milagres.

Confira mais esboços para se inspirar.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo