5 princípios bíblicos para investir em seus filhos

Deus chama os pais para investir em seus filhos. A maioria das mães e pais entende esse conceito de forma inata. Eles dedicam todo o seu amor e energia para criar seus filhos, esperando produzir seres humanos decentes e crescidos.

Considerando o risco que envolve a criação de filhos, não deveríamos também procurar um especialista para aprender os princípios corretos para investir em nossos filhos?

No entanto, a Palavra de Deus é o principal manual para os pais.

Em Deuteronômio, Deus entregou os Dez Mandamentos a Seu povo por meio de Seu servo Moisés.

Onde Ele disse a Seu povo para investir a retidão de Seus mandamentos em seus filhos de uma geração para outra. Se eles seguissem corretamente Seus mandamentos, Ele prometeu que eles se multiplicariam (Êxodo 6:3). Ao contrário de nossos gurus do investimento humano, a Palavra de Deus é sempre sólida como uma rocha.

A seguir neste estudo bíblico baseado nos Dez Mandamentos, vamos explorar os cinco princípios bíblicos para investir no seu bem mais valioso que são seus filhos.

1. Cultive seu próprio relacionamento de amor com Deus

pais orando com filho

“Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração”. (Deuteronômio 6:5-6)

Deus nos projetou principalmente para nosso relacionamento com Ele. Sem essa conexão firmemente estabelecida, as relações com os outros serão prejudicadas. Não podemos permitir que nenhum ídolo ocupe o primeiro lugar em nossos corações. No passado, o povo de Deus esculpia ídolos em madeira e pedra. Hoje transformamos trabalho, dinheiro, aprovação, nossos filhos e muitas outras coisas em ídolos.

Amar o Senhor com toda a nossa alma significa ser totalmente devotado a Deus. Devemos expressar o mesmo compromisso com Deus desde nossos pensamentos particulares até nossas ações externas.

Deus nos diz para amá-lo com todas as nossas forças. Em outras palavras, devemos dar tudo o que temos para servi-lo. Usar a força envolve esforço. Embora não trabalhemos para a salvação, trabalhamos para conhecer e servir melhor a Deus.

Comprometa-se a estudar Sua Palavra. Vá à igreja para aprender com os outros. Seja as mãos e os pés de Jesus para os necessitados.

2. Inclua Deus em tudo o que você fala com seus filhos

pai espiritual

“E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.” (Deuteronômio 6:7)

A maioria dos pais já sabe que as crianças precisam de repetição para aprender. Nunca devemos pensar que eles vão internalizar uma mensagem com apenas um discurso. Mesmo quando adquirem uma habilidade ou ideia em um nível de desenvolvimento, ela adquire um novo significado à medida que progridem para o próximo estágio de desenvolvimento. É por isso que as escolas repetem disciplinas como história várias vezes ao longo de doze séries.

Conversar com seus filhos leva tempo. Não podemos nos sentar com eles por uma hora toda semana e dar-lhes um sermão sobre Deus. Mas devemos fazer isso diariamente, repetindo as mesmas histórias bíblicas, se for necessário, para que eles aprendam e guardem a mensagem que está sendo passada a eles.

3. Inclua Deus em tudo o que você faz com seus filhos

pai lendo a bíblia para os filhos

“ESTES, pois, são os mandamentos, os estatutos e os juízos que mandou o SENHOR vosso Deus para ensinar-vos, para que os cumprísseis na terra a que passais a possuir; Para que temas ao SENHOR teu Deus, e guardes todos os seus estatutos e mandamentos, que eu te ordeno, tu, e teu filho, e o filho de teu filho, todos os dias da tua vida, e que teus dias sejam prolongados.” ( Deuteronômio 6:1-2)

Deus não deu seus mandamentos aos pais para que fossem ignorados ou considerados irrelevantes. Eles foram projetados para serem vividos e ensinados de geração em geração. Inclua seus filhos em seus próprios esforços para viver uma vida justa e reta.

Leve-os com você para a igreja e para o culto. Ore com eles em casa e em outros lugares. Envolva-os em oportunidades de servir os outros.

Faça com que suas atividades diárias reflitam seus valores e crenças. Mostre a eles que a vida de um cristão não é separada em categorias sagradas e seculares, mas é integralmente dedicada a Deus.

4. Integre Deus em tudo o que você faz em família

deus e a familia

“E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas.” ( Deuteronômio 6:9)

Este versículo é uma referência aos filactérios que os judeus usavam para manter os mandamentos de Deus em suas mentes. A escrita nas portas de suas casas e portões seria uma constante lembrança visual de seus compromissos com Deus.

Da mesma forma, devemos ter lembretes visuais em nossas casas de nossos próprios compromissos com Deus. Coloque versículos bíblicos em lugares proeminentes da casa. Decore com artigos religiosos. Inclua momentos de oração e adoração em seus momentos em família.

Essas práticas podem ser simples, mas são eficazes em manter a presença de Deus em nossas mentes e corações.

5. Permita que seus filhos experimentem a vida com Deus

investindo nos filhos

“E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.” ( Deuteronômio 6:7)

Finalmente, permita que seus filhos experimentem a vida com Deus. Não force seus filhos a acreditar em Deus ou a seguir Seus caminhos. Em vez disso, modele um estilo de vida cristão para eles e dê-lhes a liberdade de escolher seu próprio caminho.

Mostre-lhes que seguir a Deus não é um conjunto de regras a serem obedecidas, mas um relacionamento vivo com um Deus amoroso. Dê-lhes espaço para fazer perguntas e expressar suas próprias dúvidas e incertezas.

Oriente-os em suas jornadas de fé, mas permita-lhes a liberdade de explorar e crescer em sua própria caminhada com Deus.

Conclusão

Para concluirmos, investir a longo prazo em ações ou em nossos filhos envolve incertezas e riscos. Embora os corretores possam lidar com as flutuações do mercado como nervos de aço, os pais precisam confiar em Deus e permanecer firmes em sua fé durante os anos de incerteza.

Embora não possamos garantir o resultado final de nossos investimentos, podemos ter confiança no amor incondicional de Deus pelos nossos filhos, que é muito maior do que o nosso próprio amor.

Ao investir os princípios em nossos filhos, devemos lembrar que estamos plantando sementes para o futuro, com a esperança de colher uma colheita abundante.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!