“Quando uma porta se fecha, outra se abre” é bíblico?

A frase popular, “Quando uma porta se fecha, outra se abre” não está na Bíblia. É uma citação de Alexander Graham Bell. Mas isso por si só não determina se é um princípio bíblico ou não. Para que serve a linha?

A ideia de quando uma “porta” se fecha em nossas vidas e procuramos outra para abrir é uma forma de nos encorajarmos. O auto-encorajamento é um princípio bíblico. Esta maneira de aplicar a frase é uma boa maneira de alimentar a esperança em nossas almas.

Mas ele me disse: “Minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse sobre mim  (2 Coríntios 12:9).

Na Bíblia, há vários lugares onde Deus abriu e fechou “portas”. No entanto, às vezes as pessoas usam “portas” fechadas e abertas para guiá-las. 

Veremos de onde eles tiraram essa ideia e por que não é assim que Deus quer que vivamos.

Ideia de Orientação

A ideia de ser conduzido por portas abertas e fechadas vem da história de Gideão no Antigo Testamento. Gideão estava inseguro e com medo do que Deus queria que ele fizesse, então pediu um sinal.

“Então Gideão disse a Deus: Você diz que decidiu me usar para resgatar Israel. Bem, estou colocando um pouco de lã no chão onde trilhamos o trigo. Se pela manhã houver orvalho apenas na lã, mas não no chão, saberei que você me usará para resgatar Israel. Isso é exatamente o que aconteceu. Quando Gideão acordou cedo na manhã seguinte, ele espremeu a lã e torceu orvalho suficiente para encher uma tigela com água. 

Então Gideão disse a Deus: “Não fique zangado comigo; deixe-me falar só mais uma vez. Por favor, deixe-me fazer mais um teste com a lã. Desta vez, deixe a lã secar e o chão molhado”. Naquela noite Deus fez exatamente isso. Na manhã seguinte, a lã estava seca, mas o chão estava molhado de orvalho. (Juízes 6:36-40).

Deus não teve problema com o que Gideão fez. Muitas pessoas no Antigo Testamento pediram a Deus um sinal depois que ele falou com elas. O importante a ver é que o sinal não era para orientação, era para conforto e confirmação. Deus deve ser nosso guia.

Um Oportunidade

Existem muitos versículos na Bíblia que usam a palavra “porta” como uma oportunidade.

Veja nesses versículos como Deus abrindo uma porta é ele proporcionando uma oportunidade.

Há uma porta aberta para um grande trabalho aqui, embora muitos se oponham a mim. Quando Timóteo vier, não o intimide. Ele está fazendo a obra do Senhor, assim como eu  (1 Coríntios 16:9-10).

Ao chegar em Antioquia, eles reuniram a igreja e relataram tudo o que Deus havia feito por meio deles e como ele havia aberto a porta da fé para os gentios também (At 14:27).

E orem por nós também, para que Deus abra uma porta para nossa mensagem, para que possamos proclamar o mistério de Cristo, pelo qual estou acorrentado (Colossenses 4:3).

Quando vim para a cidade de Trôade para pregar as Boas Novas de Cristo, o Senhor abriu uma porta de oportunidade para mim (2 Coríntios 2:12).

“Eu sei todas as coisas que você faz, e eu abri uma porta para você que ninguém pode fechar. Você tem pouca força, mas obedeceu à minha palavra e não me negou”  (Apocalipse 3:8).

Nem todas as oportunidades em nossas vidas vêm de Deus. Mas podemos pedir-lhe que nos abra uma porta, ou podemos reconhecer que o fez. 

Quando sabemos que foi Deus que abriu a porta para nós, podemos confiar que Ele passará por ela.

Melhor que portas

Por causa da obra consumada de Jesus na Cruz, recebemos o dom do Espírito Santo. Ser guiado pelo Espírito de Deus é melhor do que procurar portas. Além de nos mostrar o caminho a seguir, ele pode nos alertar para quando não é seguro ou prudente seguir em determinada direção.

Em seguida, Paulo e Silas viajaram pela região da Frígia e da Galácia, porque o Espírito Santo os impediu de pregar a palavra na província da Ásia naquele momento. Chegando então às fronteiras da Mísia, dirigiram-se ao norte para a província de Bitínia, mas novamente o Espírito de Jesus não permitiu que fossem para lá (At 16:6-7).

Mas quando ele, o Espírito da verdade, vier, ele os guiará em toda a verdade; porque ele não falará de si mesmo; mas tudo o que ele ouvir, isso dirá; e ele vos anunciará as coisas vindouras (Jo 16:13).

Sempre que nos encontramos desapontados por uma oportunidade perdida (porta fechada), podemos levar o assunto a Deus. Ele sempre nos encorajará e nos encherá de uma nova esperança.


Autora Danielle Bernock.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo