Quem foi a mulher de Tecoa: 3 Lições que aprendemos com sua sabedoria

A mulher sábia de Tecoa, embora seu nome não seja mencionado na história bíblica, foi uma mulher que ganhou um espaço pela sua sabedoria, talento e sua boa oratória, para apascentar intrigas. Ela aparece em 2 Samuel 14:1-22, como uma atriz, de habilidade incomum e com muita sutileza, para trazer Absalão de volta para perto de seu pai Davi.

Convidada por Joabe para encenar a situação que estava acontecendo entre o Rei Davi e seu filho Absalão. Encoraando o rei a liberar o perdão, enquanto havia tempo.

Contudo, para entendermos melhor essa história precisamos conhecer o contexto histórico do que estava acontecendo naquele momento no reinado de Davi.

Então, vamos lá:

Davi estava diante de um grande dilema: ele era em primeiro lugar, um pai ou um rei?

Pois bem, seu filho Absalão, havia passado três anos em um exílio, depois de ter assassinado o seu irmão, Amnom. Davi sentia muita saudade do seu filho, mas não podia justificar a volta de um assassino.

Joabe, sentindo o conflito interior do rei e acreditando que Absalão seria um bom sucessor ao trono, procurou essa mulher de Tecoa, para lhe ajudar.

Enviou Joabe a Tecoa, e tomou de lá uma mulher e disse-lhe: Ora, finge que estás de luto; veste roupas de luto, e não te unjas com óleo, e sê como uma mulher que há já muitos dias está de luto por algum morto. E vai ao rei, e fala-lhe conforme a esta palavra. E Joabe lhe pôs as palavras na boca.”

2 Samuel 14:2-3

O que fez a mulher Tecoíta?

A mulher Tecoíta se vestiu com vestidos de luto, não se ungiu com óleo, demonstrando um luto profundo, já de muitos dias. Ela então se apresenta ao rei Davi, fazendo tudo conforme Joabe havia lhe pedido.

Ela aborda ao rei contando lhe a seguinte história:

“…Na verdade sou mulher viúva; morreu meu marido. Tinha, pois, a tua serva dois filhos, e estes brigaram entre si no campo, e não houve quem os apartasse; assim um feriu ao outro, e o matou. E eis que toda a linhagem se levantou contra a tua serva, e disseram: Dá-nos aquele que feriu a seu irmão, para que o matemos, por causa da vida de seu irmão, a quem matou, e para que destruamos também ao herdeiro. Assim apagarão a brasa que me ficou, de sorte que não deixam a meu marido nome, nem remanescente sobre a terra.”

2 Samuel 14:5-7

Sua apresentação foi brilhante, com imagens vívidas, comovendo Davi e enchendo-o de compaixão. Ela insistia para que ele se comprometesse em seu favor, sem dizer, porém, qual era o verdadeiro propósito de sua missão.

Com tato e respeito, a tecoíta levou Davi a realizar o que estava propondo e a chamar Absalão de volta a Jerusalém.

“Então o rei disse a Joabe: Eis que fiz isto; vai, pois, e torna a trazer o jovem Absalão. Então Joabe se prostrou sobre o seu rosto em terra, e se inclinou, e agradeceu ao rei; e disse Joabe: Hoje conhece o teu servo que achei graça aos teus olhos, ó rei meu senhor, porque o rei fez segundo a palavra do teu servo. Levantou-se, pois, Joabe, e foi a Gesur, e trouxe Absalão a Jerusalém.”

2 Samuel 14:21-23

O charme e a eloquência dessa mulher de Tecoa, fazem de seu discurso um dos melhores registrados na bíblia. Nos ensinando grandes lições de que a influência de uma mulher, como todos outros recursos recebidos de Deus, deve ser exercida com responsabilidade.

3 Lições que aprendemos com a sabedoria da mulher de Tecoa

quem foi a mulher de Tecoa

Lição 1: Use a sabedoria que vem de Deus

A mulher de Tecoa nos ensina que a forma como comunicamos nossas mensagens pode fazer uma grande diferença. Ela usou suas palavras com habilidade, sensibilidade e com muita sabedoria, o que lhe permitiu abordar um tema delicado com o rei Davi.

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.”

Provérbios 15:1

Lição 2: A Intercessão tem um grande poder

A mulher de Tecoa foi usada por Joabe para interceder diante do rei. Sua intervenção foi tão importante para promover a reconciliação entre Davi e Absalão, mostrando que a intercessão pode ser uma ferramenta poderosa para a paz. Nos ensinando que a busca pela paz e pela reconciliação nos alinha com os ensinamentos de Jesus e nos ajuda a viver como verdadeiros filhos de Deus.

“Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens.”

1 Timóteo 2:1

Lição 3: Seja um pacificador

A mulher de Tecoa buscou de forma sábia a reconciliação, um tema central no ensino de Jesus. A reconciliação é essencial não apenas entre outras pessoas, mas também em nossas próprias vidas. Assim, como ela, vamos também procurar ser na vida dos outros, buscando diligentemente a reconciliação daqueles que nos rodeiam.

“Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.”

Mateus 5:9

Indiara Lourenço

Com mais de 20 anos atuando na Pregação e Ensino, Indiara possui experiência em ministério infantil, jovem e feminino. Estudante de Teologia e ministra aulas na EBD. Mãe, esposa e serva que ama fazer a obra de Deus. Contagia a todos com sua alegria e inspira com palavras motivadoras, deixando um impacto positivo por onde passa.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo