Quem foi Senaqueribe na Bíblia, o rei que afrontou Ezequias

Senaqueribe foi o rei que afrontou e invadiu Jerusalém no reinado de Ezequias. Sua história se encontra descrito em três livros do Antigo Testamento: 2 Reis, 2 Crônicas e Isaías.

Quem foi Senaqueribe na Bíblia

Na história bíblica, encontramos relatos sobre um poderoso rei assírio que invadiu Jerusalém durante o reinado do rei Ezequias. O seu nome era Senaqueribe, filho de Sargão II; foi rei da Assíria no lugar de seu pai e governou de 705 a 681 a.C. 

Ele foi um dos reis mais notáveis e temidos de sua época, todos o conheciam por suas conquistas militares e pela implacável expansão do império assírio. Seu principal objetivo era consolidar o poder e subjugar os reinos vizinhos.

O rei da Assíria invade Judá

Em 2 Crônicas 32: 1-8, encontramos que o rei de Judá preparou o povo para resistir à invasão do rei da Assíria. Ele orientou para fecharem as fontes de água para dificultar a ação dos inimigos, além disso, estimulou o povo a confiar em Deus.

O que irritou consideravelmente o rei Senaqueribe que lançou uma afronta a Ezequias e ao Senhor, dizendo:

“Em que confiais vós, não vos incita Ezequias, para morrerdes à fome e à sede, dizendo: O Senhor, nosso Deus, nos livrará das mãos do rei da Assíria?”

O objetivo de sua afronta era enfraquecer o povo, era também desmoralizar o rei de Judá que havia restabelecido o culto a Deus, observando suas ordenanças e mandamentos. (2 Cr 31:21)

A tentativa de evitar a guerra

No entanto, no livro de segundo Reis 18:13, encontramos a descrição de como aconteceu a invasão de Judá. Além da tentativa do rei Ezequias de evitar a guerra pagando o tributo que o oponente exigia. 

A Bíblia diz que além de dar toda a prata que se achou na casa do Senhor, ele usou, inclusive, o ouro das portas e das ombreiras do templo. (v. 14-16)

14 Então, Ezequias, rei de Judá, enviou ao rei da Assíria, a Laquis, dizendo: Pequei; retira-te de mim; tudo o que me impuseres levarei. Então, o rei da Assíria impôs a Ezequias, rei de Judá, trezentos talentos de prata e trinta talentos de ouro.15 Assim, deu Ezequias toda a prata que se achou na Casa do Senhor e nos tesouros da casa do rei.16 Naquele tempo, cortou Ezequias o ouro das portas do templo do Senhor e das ombreiras, de que Ezequias, rei de Judá, as cobrira, e o deu ao rei da Assíria.

2 Reis 18:14-16

Mas de nada adiantou, pois Senaqueribe marchou com seu poderoso exército em direção a Judá, o reino do sul que incluía Jerusalém. 

Assim, ao chegar a Jerusalém, ele cercou a cidade, cortando suas fontes de água e isolando seus habitantes do mundo exterior.

Esse cerco durou um período de aproximadamente três anos. Durante esse tempo, os habitantes da cidade enfrentaram grandes dificuldades e sofrimentos. 

Por isso, enfrentaram a fome e a escassez de recursos; além da ameaça de um ataque iminente sobre a população. Porém, o rei Ezequias e o profeta Isaías buscaram refúgio em Deus, confiando em Sua proteção e buscando Sua orientação.

A tentativa de enfraquecer o povo 

Segundo a narrativa bíblica, ele enviou mensageiros a Jerusalém com a intenção de intimidar e desencorajar seus habitantes. Esses mensageiros, no entanto, proclamaram palavras blasfemas contra o Deus de Israel, zombando da confiança que Ezequias e o povo depositavam n’Ele. 

Eles alegaram que nenhum deus foi capaz de resistir ao poder assírio e que Jerusalém estava fadada à destruição. (v.13-20)

A carta de afronta de Senaqueribe

Escreveu também cartas, para blasfemar do Senhor, Deus de Israel, e para falar contra ele, dizendo: Assim como os deuses das nações das terras não livraram o seu povo das minhas mãos, assim também o Deus de Ezequias não livrará o seu povo das minhas mãos.

2 Crônicas 32:17

O que Ezequias faz ao receber as cartas está descrito em Isaías 37:14-20 que diz:

14 Recebendo, pois, Ezequias as cartas das mãos dos mensageiros e lendo-as, subiu à Casa do Senhor; e Ezequias as estendeu perante o Senhor.15 E orou Ezequias ao Senhor, dizendo:16 Ó Senhor dos Exércitos, Deus de Israel, que habitas entre os querubins; tu és o Deus, tu somente, de todos os reinos da terra; tu fizeste os céus e a terra.17 Inclina, ó Senhor, os ouvidos e ouve; abre, Senhor, os olhos e olha; e ouve todas as palavras de Senaqueribe, as quais ele mandou para afrontar o Deus vivo.18 Verdade é, Senhor, que os reis da Assíria assolaram todos os países e suas terras.19 E lançaram no fogo os seus deuses; porque deuses não eram, senão obra de mãos de homens, madeira e pedra; por isso, os destruíram.20 Agora, pois, ó Senhor, nosso Deus, livra-nos das suas mãos, para que todos os reinos da terra conheçam que só tu és o Senhor.

Deus responde a oração de Ezequias através do profeta Isaías:

21 Então, Isaías, filho de Amoz, mandou dizer a Ezequias: Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: Quanto ao que me pediste acerca de Senaqueribe, rei da Assíria,22 esta é a palavra que o Senhor falou a respeito dele: A virgem, a filha de Sião, te despreza e de ti zomba; a filha de Jerusalém meneia a cabeça por detrás de ti.23 A quem afrontaste e de quem blasfemaste? E contra quem alçaste a voz e ergueste os olhos ao alto? Contra o Santo de Israel!24 Por meio de teus servos, afrontaste o Senhor e disseste: Com a multidão dos meus carros subi eu aos cumes dos montes, aos últimos recessos do Líbano; e cortarei os seus altos cedros e as suas faias escolhidas e entrarei no seu cume mais elevado, no bosque do seu campo fértil…

34 Pelo caminho por onde vier, por esse voltará; mas nesta cidade não entrará, diz o Senhor.

Deus enviou um anjo para destruir o exército dos assírios

Veja o que a Bíblia diz que Deus fez sobre a afronta de Senaqueribe:

Então, saiu o Anjo do Senhor e feriu, no arraial dos assírios, a cento e oitenta e cinco mil; e, quando se levantaram pela manhã cedo, eis que tudo eram corpos mortos.37 Assim, Senaqueribe, rei da Assíria, se retirou, e se foi, e voltou, e ficou em Nínive.38 E sucedeu que, estando ele prostrado na casa de Nisroque, seu deus, Adrameleque e Sarezer, seus filhos, o feriram à espada; e eles fugiram para a terra de Ararate; e Esar-Hadom, seu filho, reinou em seu lugar.

O desfecho dessa passagem é marcado por um evento milagroso. O profeta Isaías proclamou uma mensagem de esperança e conforto ao rei Ezequias, assegurando-lhe que Deus defenderia Jerusalém e frustraria os planos de Senaqueribe. (Is 37:21-35)

A resposta divina, portanto, veio na forma de um anjo que, numa única noite, destruiu 185.000 soldados do exército assírio. (Is 37: 36,37)

Diante dessa terrível perda, o rei inimigo se viu obrigado a recuar e retornar à sua terra natal, onde encontrou seu fim de forma trágica.

Enquanto adorava em seu templo, foi assassinado por dois de seus filhos, cumprindo assim a palavra de Deus pronunciada por meio do profeta Isaías. (Is 37: 38)

Essa história nos ajuda a lembrar que Deus é soberano sobre todas as nações, reinos e circunstâncias. 

Além disso, nos mostra que não devemos focar nas afrontas e arrogâncias do adversário, pois Ele sempre agirá em favor daqueles que o buscam e procuram guardar seus mandamentos.

Se gostou de conhecer quem foi Senaqueribe na Bíblia e a ação Deus. Deixe seu comentário abaixo.

Josiane Silva

Olá, eu sou a Josiane Silva, mãe, avó e procuro servir a Deus. Amo estudar a bíblia para compreender o comportamento humano. Afinal podemos aprender muito com as histórias dos outros, não é mesmo? Como gosto muito de ler e de escrever, também trabalho como redatora freelancer.

Artigos relacionados

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!