3 Verdades para vencer a preguiça

A preguiça é uma realidade. Há dias em que nos sentimos mais preguiçosos que em outros, mas ela é comum a todos ser humano. Há ainda alguns que, pela muita lassidão, podem ser chamados pelo título de “preguiçoso”, como se estivéssemos nos referindo a essência dele.

Provérbios 26:16 nos diz que o problema do preguiçoso é a arrogância de ser sábio a seus próprios olhos.

O fato de se ver como suficiente, leva o indivíduo preguiçoso a não assumir suas responsabilidades e a se dedicar desenfreadamente a sua diversão e descanso.

O preguiço não é simplesmente alguém que não trabalha, mas alguém que faz mal o seu trabalho, quando o faz. E se esbalda na diversão e lassidão.

Se você é preguiçoso precisa entender e assumir algumas verdades sobre isso.

1. Deus odeia a preguiça

Em primeiro lugar, Deus odeia a preguiça. Se você se lembrar do que acontece depois que o homem come do fruto proibido no Éden, perceberá que a preguiça é uma rebeldia contra Deus.

O Senhor disse que como consequência do pecado o homem precisaria de trabalho duro para se sustentar. Devido ao pecado o trabalho passa a dar trabalho e exigir desgaste do homem.

Quando agimos preguiçosamente estamos nos rebelando contra as consequências impostas por Deus devido ao pecado.

O preguiço é alguém arrogante, isso já vimos em Provérbios, e Deus odeia o orgulho. O preguiço é tão orgulhoso que acredita estar acima do castigo de Deus não precisando se esforçar no que faz, e podendo viver apenas para seus prazeres.

Outra característica do preguiçoso é que ele é “encostado”. Alguém acaba precisando fazer o trabalho malfeito do preguiçoso.

Ele é orgulhoso demais para assumir a responsabilidade por seu trabalho, mas nunca humilde para trabalhar pelos outros.

2. Humilhe-se!

A segunda verdade é que você precisa se humilhar. Reconhecer que sua sabedoria não é tão grande quanto pensa.

O Senhor revela essa verdade sobre o preguiçoso em Provérbios 6: 6-11 quando ordena que ele aprenda a sabedoria com a formiga.

Nós estamos acostumados a pisar em formigas o tempo todo. Nós as vemos como seres pequenos, frágeis e sem tanto valor. Mas é justamente esse inseto que o Senhor estabelece como mestre para o preguiçoso. Isso porque o caminho para deixar a preguiça é a humildade.

O reconhecimento de sua tolice, e abandono dela, por assumir essa verdade sobre si mesmo.

Humilhe-se, e tome suas aulas particulares com as formigas, você tem muito a aprender com elas.

3. Responsabilize-se!

A terceira verdade é: pare de dar desculpas e assuma suas responsabilidades!

Provérbios 26:13 nos ensina que o preguiçoso é ótimo em dar desculpas. “Um leão está nas ruas” se eu sair para fazer o que precisa ser feito eu posso ser devorado por ele.

As desculpas de um preguiçoso são infindáveis. “Eu não fiz isso por que…”, “Eu teria feito se…”, “eu até faria agora, mas…”.

Desculpas atrás de desculpas ele vai procrastinando suas responsabilidades até o momento em que fazer meio boca se torna aceitável por causa da urgência.

No lugar de dar desculpas, gaste energia descobrindo como solucionar os impedimentos que você acredita existirem para que suas responsabilidades sejam realizadas por você mesmo.

Talvez você perceba que boa parte desses “impedimentos” não passavam de desculpas preguiçosas que, para justificar sua negligência, você orgulhosamente pregava como verdadeiras.

Você precisa abandonar a preguiça e passar a ter uma vida moderada, pois seus prazeres não são mais importantes do que suas obrigações.

Conclusão

Diversão e descanso são necessários ao homem, porém de forma moderada. Se você é um preguiçoso você está desagradando a Deus. Além disso, está sendo um orgulhoso que precisa se humilhar, parar de dar desculpas e assumir suas responsabilidades com esmero.

Valter Dias Junior

Sou professor e expositor das Escrituras, trabalho em um Instituto Bíblico de confissão doutrinária conservadora. Amo ensinar qualquer coisa, principalmente a Palavra de Deus.
Botão Voltar ao topo