6 Perguntas importantíssimas que Você não Pode Deixar de Fazer aos seus Avós

Os avós podem desempenhar um papel fundamental na criação dos filhos. Eles influenciam a vida dos netos, com um legado familiar de uma forma que os pais não fazem. São as caixas de memória ambulantes cheias de histórias do passado que são apenas sombras para os netos. Eles carregam consigo o legado e a tradição da família, e tudo isso será perdido em sua passagem.

Assim, ao considerarmos os avós e o que eles contribuem para nossas vidas e famílias, é um bom momento para considerar as 10 perguntas importantíssimas que você não pode deixar de fazer aos seus avós, antes de partirem e antes de olharmos para trás e lamentarmos por nunca termos aproveitado a oportunidade.

Essas são portanto as 6 Perguntas importantíssimas que Você não Pode Deixar de Fazer aos seus Avós

1. Pergunte sobre a herança espiritual da família

Saber da herança espiritual da família, fará com que sua família guarde isso como um tesouro, aliás, esta é a maior riqueza que pode ser deixada por nossos avós.
Como foi a conversão? As experiências que tiveram ao longo da caminhada com Deus?

Lembro-me sempre de minha mãe nos contando de sua conversão, que aconteceu em uma tarde linda de domingo, embaixo de uma árvore, onde o Pastor pregava com muita unção de Deus, ali em um lugar muito simples, ela entregava sua vida a Jesus Cristo e até os dias de hoje, tem, servido a Deus ao lado de meu pai, Pastor de igreja, onde cuidam de um rebanho do Senhor e deixado plantado no coração de sua família e de seus netos, essa herança espiritual.

2. Pergunte a eles sobre sua história familiar

Além do legado espiritual, a história da família também é importante. Tantas histórias se perdem no tempo, e conhecer essas histórias pode adicionar profundidade e riqueza, à herança familiar que, de outra forma, seria perdida.

Sente-se com seus avós para olhar os álbuns de fotos, conheça os antepassados de sua família. Ouça as histórias antigas da família, das suas origens, como seus avós se conheceram, aonde foi sua primeira casa, e muitas outras histórias você poderá ouvir. Isto criará memórias, jamais esquecidas

Todas às vezes em que jantamos na casa dos avós de meu esposo, passamos horas ouvindo as histórias que nosso vôzinho de 86 anos e nossa vozinha de 76 anos, nos contam. É um momento especial, que eles se sentem amados e especiais, sabendo que nós estamos ali, apenas ouvindo as suas histórias.

3. Pergunte as tradições familiares

Tradições familiares são normalmente conhecidas porque são, bem, tradições. Mas você sabe por que sua família segue essas tradições? Fora das tradições mais universais, a maioria de nós tem tradições que são únicas – ou relativamente únicas – para nossas próprias famílias.

Lembre-se cada família é única e tem suas próprias tradições, não deixe passar esquecido.

Nunca vou me esquecer das tardes de domingo na casa de minha saudosa avó paterna, todos sentados e uma cuia de chimarrão circulando, muitas histórias contadas, momentos em que passamos que jamais sairão da memória. Essa tradição está presente ainda hoje, na casa dos meus pais, sempre que nos reunimos, a cuia de chimarrão continua circulando, e as histórias sendo contadas.

4. Como foi sua infância

Sabemos que nos tempos de nossos avós não existiam brinquedos eletrônicos, os vídeo games e muito menos os smartphones. Para eles esses brinquedos e aparelhos de diversão de hoje em dia, é uma novidade sem tamanho.

Por isso, pergunte aos seus avós, como eram os brinquedos, o meio de diversão deles. Eu aposto que será uma incrível diversão para eles e para você, voltar no tempo e relembrar essas brincadeiras.

Minha avó materna era quem confeccionava as bonequinhas, para minha mãe, com os sabugos de milho.

5. Pergunte aos seus avós como eram seus pais quando eram pequenos

Esta é uma pergunta incrível, imagina você saber dos medos de seus pais, do que eles mais gostavam de fazer ou comer, se faziam birras e o que acontecia com eles, e tantas outras curiosidades que você poderá ficar sabendo.

Nisto você vai descobrir se é mais parecido com a mãe, ou com o pai. Se as qualidades e ou defeitos são os mesmos que o deles. Essa será uma das perguntas mais legais, com certeza, pois normalmente os pais tendem a esconder isso de nós, e você descobrirá tudo de uma maneira divertida, e da pessoa mais sincera que poderia lhe contar.

6. Pergunte quais lembranças eles querem que você se lembre

Nos funerais, tendemos a lembrar de coisas específicas sobre a pessoa que faleceu. Às vezes, gostaríamos de ter perguntado a eles o que eles queriam que lembrássemos ou o que eles acham ser a coisa mais importante que podem nos passar.

Não sei por que pensamos nisso depois do fato. Não há nada de ofensivo em perguntar a um avô o que ele deseja transmitir para nós antes de nos separarmos um dia. Muitos deles estão ansiosos para transmitir legado ou sabedoria ou apenas querem saber que serão lembrados.

Ao pedir, estamos valorizando-os. Então pergunte!

Conclusão

Os avós são uma fonte de memórias e tesouros. Seja sabedoria espiritual, legado familiar, tradições ou qualquer outra coisa, eles podem fornecer muitas informações sobre de onde viemos e esclarecer para onde estamos indo. Mas infelizmente, com a correria da vida, realizamos tarefas diárias sem fazer perguntas significativas. Nós os incluímos em nossas vidas, mas chega o dia em que olhamos para a imagem deles em uma fotografia e tentamos relembrar o que era tão importante que deixamos de aproveitar a oportunidade para colher deles as coisas significativas. As coisas importantes.

Se você ainda é abençoado por ter seus avós em sua vida, considere fazer essas perguntas como prioridade. Anote o que você gostaria de saber deles. E então, guarde esses tesouros familiares em seu coração.

Indiara Lourenço

Mãe, esposa e serva que ama fazer a obra de Deus. Contagia a todos com sua alegria está sempre incentivando com palavras motivadoras!
Botão Voltar ao topo