Escrita da Bíblia: Quais e Como eram os Materiais Usados para as Escrituras Sagradas

A Bíblia é um livro fenomenal. São tantos fatos históricos que provam isso. Deus usou a escrita, o meio de comunicação do homem para se revelar a nós. Veremos então, quais e como eram os materiais usados para a Escrita da Bíblia.

Materiais Usados para a Escrita da Bíblia

Papiro

PAPIROS E MANUSCRITOS DA BÍBLIA
PAPIROS E MANUSCRITOS DA BÍBLIA

O uso do papiro como material de escrita originou-se no Egito e já se descobriu vestígios de mais de 2.500 anos atrás.

Nos dias do Novo Testamento, ainda era o material de escrita mais comum.

Como era feito o Papiro para a Escrita da Bíblia

O “papel” de papiro era feito da planta egípcia papiro. Se cortavam amadas finas do caule da planta papiro e colocavam lado a lado para que uma se sobrepusesse à outra. Uma segunda camada similar era posta de atravessado sobre a primeira. As folhas de “papel” eram feitas ao pressionar e colar as
camadas de papiro umas contra as outras.

O papel de papiro era durável, mas não tão durável quanto o pergaminho. Os manuscritos de papiro eram enrolados horizontalmente, e não verticalmente.

Mediam cerca de 25 centímetros de altura e 10 metros de comprimento.

No manuscrito, escreviam o texto em colunas de aproximadamente 7 centímetros cada, e apenas 1,5 centímetro distantes umas das outras.

Geralmente, o texto estava em apenas um lado do manuscrito, mas há uma exceção a isso que aparece em Apocalipse 5.1:

E vi na destra do que estava assentado sobre o trono um livro escrito por dentro e por fora, selado com sete selos.

Velo e pergaminho usados para a Escrita da Bíblia

pergaminho - material usado para escrituras sagradas

Velo e pergaminho são as peles de animais usadas como material de escrita da bíblia. Alguns manuscritos de couro ainda existem e datam de 1500 a.C.

Como se preparava o Velo e pergaminho para a Escrita da Bíblia

Primeiramente, mergulhavam as peles dos animais em água de cal para remover todo o pelo que havia nelas. Após a secagem, poliam-se com pedra-pomes.

O velo se refere ás peles de animais de melhor qualidade e vinha dos bezerros, enquanto o pergaminho se refere a todas as outras peles de animais usadas na fabricação do papel, como touros e bodes, e era de qualidade inferior ao velo.

O papiro foi substituído pelo velo no século IV, pois não possui uma boa durabilidade. Caso esteja muito seco, pode rachar e se desintegrar. E se estiver muito úmido, apodrece.

Assim, não é de surpreender que não tenhamos cópias completas nem aproximadas da Bíblia antes do século IV. No entanto, os fragmentos mais antigos do Novo Testamento são de papiro.

Canetas usadas na Escrita da Bíblia

tintas para escrita originais da bíblia

As canetas se faziam basicamente de cana seca cortada e, em seguida, cuidadosamente talhada na extremidade. Mais tarde, as penas de plumas de aves substituíram as canetas de cana.

Dos manuscritos aos livros

Nos tempos do Antigo e do Novo Testamentos, transformavam-se o papel de papiro em manuscritos ao unir as folhas de papiro umas às outras. Mais adiante, usavam as folhas de papiro em formato de livro, quando os livros substituíram os manuscritos.

Manuscritos

Os manuscritos, também conhecidos como “rolos”, eram longas folhas de papiro ou velo, nos quais se escrevia apenas de um lado, antes de serem enrolados e guardados.

Códice

Um códice era feito de folhas de papiro ou velo, escritas em ambos os lados que, em seguida, se uniam em formato de livro.

Autógrafos

Os autógrafos são textos originais que foram escritos pelo autor ou por um escriba sob a orientação pessoal do autor.

O apóstolo Paulo, na maioria das vezes, “ditava” suas cartas e, algumas vezes, incluía algumas frases de próprio punho ao término de uma carta.

Manuscritos

Os manuscritos não representavam autógrafos originais. Podiam ser cópias e, na maioria das vezes, eram cópias de cópias.

Até a primeira impressão da Bíblia em latim em 1456 por Gutenberg, todos os manuscritos eram copiados à mão em papiro, pergaminho e papel.

Versões antigas

Antigas versões da Bíblia se referem às traduções da Bíblia para outras línguas antigas, como latim, cóptico, siríaco e armênio.

Traduções

Quando se traduz Bíblia em uma língua diferente, isso é geralmente feito a partir do original hebraico e grego. No entanto, algumas traduções do passado foram feitas a partir de uma tradução anterior.

A primeira Bíblia traduzida para o inglês, feita por John Wycliffe em 1380, foi feita a partir da Vulgata latina.

Edições impressas

biblia de genebra - primeira biblia de estudo

Edições impressas da Bíblia, assim como de muitos livros, referem-se às cópias impressas que seriam feitas após a invenção da imprensa por Johannes Gutenberg em 1456.

Tipos de Escrita da Bíblia

Maiuscula

As maiúsculas são um tipo de estilo no sistema de escrita. As maiúsculas também são conhecidas como “caixa-alta” e as minúsculas como “cabeça-baixa”.

Os primeiros manuscritos usavam letras maiúsculas e geralmente as letras eram TODASMAIÚSCULAS e SEMPONTUÇÃONEMESPAÇOENTREASPALAVRAS.

Minúscula

Os últimos manuscritos foram escritos em letras pequenas (caixa-baixa), e havia pontuação e espaço entre as palavras.

Quando a escrita cursiva se tornou popular, as maiúsculas mais difíceis valiam-se das menores.

A verdade essencial e a vontade de Deus revelada na Bíblia foram preservadas imutáveis por meio de todos os decursos na transmissão do texto. Millard Burrows.

A escrita teve, portanto, grande importância na história da Bíblia.

Botão Voltar ao topo