4 verdades notáveis ​​na história de uma pobre viúva que deu tudo

Com que frequência as viúvas aparecem nos Evangelhos? Surpreendentemente, muito! A história da viúva mais famosa é encontrada no final de Marcos 12. A princípio, o que Jesus parece fazer (e não fazer) faz com que muitos leitores estremeçam.

Mas nisso, como em tantas histórias da Bíblia, verdades e lições profundas ainda se aplicam hoje. Aqui estão quatro verdades notáveis ​​na história de uma pobre viúva que deu tudo:

1. Os líderes religiosos podem ter enganado esta viúva em particular de sua propriedade legítima.

Marcos 12 acontece em Jerusalém apenas três dias antes de Jesus entregar Sua vida.

Um grupo de líderes religiosos chamados saduceus confronta Jesus pela última vez. Até este ponto, tudo o que Jesus disse e fez mostrou quão seriamente errados estavam os saduceus. Mas, por que Jesus se opõe tanto a eles? 

Os saduceus não acreditavam em nada sobrenatural. Eles não acreditavam em anjos, milagres, ressurreição ou vida após a morte. 

Além disso, os saduceus não tinham amor pelo Senhor. Eles também sentiam repulsa pelas pessoas comuns. Prova? Sua piada favorita zombava das viúvas sem filhos (Mc 12:18-27).

Infelizmente, nem todo mundo ama viúvas. Os saduceus e outros líderes religiosos controlavam o sistema judicial, que proibia as mulheres. Quando o marido de uma mulher morria, portanto, ela não podia fazer nada para proteger a propriedade de sua família de ser confiscada “legalmente”. Quão perverso. 

No entanto, Jesus condenou esses golpistas religiosos em termos inequívocos (Marcos 12:38-40).

2. Seus vizinhos negligenciaram sua obrigação de ajudar as viúvas pobres.

Nos tempos bíblicos, amar o próximo significava dar aos sem teto e aos pobres regularmente, especialmente para as viúvas. Mas, como?

Primeiro, convidando-os a se juntarem à sua família para cada festa de feriado (Deuteronômio 10:18-19, Deuteronômio 16:10-14 e Deuteronômio 26:11). 

Segundo, compartilhando parte de sua riqueza com eles a cada três anos (Deuteronômio 14:28-29 e Deuteronômio 26:12-13).

Terceiro, deixando parte de suas colheitas para eles recolherem (Levítico 19:9-10, Levítico 23:22, Deuteronômio 16:19-20 e Deuteronômio 24:19-21). 

Vemos isso na história da Rute que, após a morte de seu marido, experimentou temporariamente a falta de moradia e a pobreza (Rute 2:2-3, Rute 2:15-16 e Rute 2:19-23).

Jesus e Seus discípulos davam esmolas aos pobres regularmente e rotineiramente. Todos os judeus piedosos e de bom coração faziam isso. Infelizmente, porém, a pobre viúva de Marcos 12 foi negligenciada pelos parentes e ignorada pelos vizinhos.

Tudo o que ela deu como oferta foram duas pequenas moedas.

3. Ela deu tudo o que tinha três dias antes de Jesus dar Sua vida.

Posso imaginar a pobre viúva de Marcos 12:41-44 contemplando as promessas de Deus enquanto caminha em direção ao Templo apenas três dias antes de nosso Senhor Jesus dar tudo de si por nós na cruz.

Enquanto ela entra no Pátio Feminino em frente ao Templo, posso imaginar a viúva carregando cuidadosamente sua pequena bolsa. 

Enquanto Jesus observa, ela para em frente a um receptáculo de oferendas em forma de funil. Ela estende a mão e coloca suas últimas duas pequenas moedas de bronze.

Jesus conhecia bem esta viúva. Sim, é verdade, Ele conhece todas as viúvas. E Ele sabia que essa pobre viúva não tinha propriedades nem família próxima para cuidar dela. 

Portanto, já que era algo que Ele fazia com frequência, creio que Jesus fez sinal para um de Seus discípulos segui-la e discretamente lhe dar um punhado de moedas de prata.

Reflita sobre o que esta pobre viúva nos mostra sobre doação e fé.

4. Suas duas pequenas moedas provam que nenhum presente é muito pequeno e nenhum é muito grande.

Primeiro, ela nos mostra que nenhum presente é pequeno demais. 

Suas duas moedinhas não davam nem para comprar o menor pássaro para sacrificar. Como no mundo sua pequena doação poderia fazer alguma diferença?

Para Jesus, isso fez toda a diferença no mundo.

Essa pequena doação provou que esta pobre viúva era totalmente dedicada ao Senhor seu Deus. Seu amor, confiança e pura bravura me movem. E isso claramente comoveu Jesus, que a honra.

Segundo, ela nos mostra que nenhum presente é grande demais. 

Jesus nos diz que ela deu mais do que todos os outros contribuintes. Ela colocou tudo o que tinha para viver.

Aprendemos muito com a história da pobre viúva que deu tudo

A obra providencial do Senhor e Suas respostas às nossas orações fazem algo maravilhoso. Elas aumentam nosso amor, fé e confiança nEle. 

Mas é triste quando interesses pessoais, desejos e vontades acabam espremendo os dízimos e ofertas de alguém a um gotejamento.

Quão facilmente ignoramos esta verdade maravilhosa: Tudo o que desejamos, queremos e precisamos é encontrado no Senhor. E somente por meio do Senhor. 

Você pode ter certeza de que essa verdade maravilhosa tomou conta do coração da pobre viúva.

Como resultado, ela deu tudo o que tinha.

Em Mateus 6:21, Jesus nos diz: “Onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração”. 

O apóstolo Paulo o desvenda em 2 Coríntios 8:5: A doação generosa é a saída de todos os que se entregam “primeiramente ao Senhor”.

Todas as manhãs eu digo a Deus: Hoje eu quero te amar de todo coração! E hoje quero amar bem os outros. Que eu experimente e transborde com Seu amor hoje.

Como está o seu coração? Cheio de amor a Deus e aos outros? Transbordando em dar?


Autor David Sanford.

Botão Voltar ao topo