Os 7 “Eu sou” falado por Jesus no Evangelho de João

Os 7 “Eu sou” falado por Jesus no Evangelho de João são declarações de Cristo sobre sua pessoa que começa com a expressão “Eu sou”.

Jesus disse muitas palavras significativas que estão registradas nos Evangelhos. No entanto, há sete declarações que Jesus fez no livro de João que foram particularmente fundamentais para o Seu ministério, as profecias do Antigo Testamento e Suas afirmações de quem Ele era. 

Elas também foram particularmente significativas para o ouvinte judeu do primeiro século, que teria entendido melhor o contexto do que Jesus estava dizendo.

Deus havia se revelado séculos antes a Moisés com a declaração decisiva: “EU SOU” (Êxodo 3:14). Ao longo do Antigo Testamento, outros acrescentaram ao Seu nome “EU SOU” que traduziu-se Yahweh ou Jeová ou SENHOR, nomes que esclareceram Seu caráter, baseados em Sua provisão e Seus milagres. 

As escrituras declaram os nomes de Deus como Jeová-Jireh (o Senhor, Meu Provedor), Jeová Rapha (o Senhor Cura), Jeová Nissi (o Senhor, Minha Bandeira), Jeová Shalom (o Senhor, Nossa Paz), Jeová Raah (o Senhor, Meu Pastor) e muito mais.

Então, séculos depois, Jesus usou o mesmo nome (EU SOU) no Evangelho de João para descrever a Si mesmo. Quando disse à mulher samaritana “Eu… sou Ele ” (João 4:26), quando disse a Seus discípulos assustados andou na superfície das águas em direção ao barco em uma tempestade “Sou eu” (Jo 6:20), e quando reafirmou aos Seus seguidores, “Eu sou Ele ” (Jo 13:19).

Porque o “Eu Sou” está no Evangelho de João

João, o último evangelho a ser escrito, enfatiza a divindade de Jesus Cristo. Ele escreveu para fortalecer a fé cristã e conclamar os descrentes a se voltarem para a fé em Cristo.

O apóstolo afirma claramente o seu propósito em 20:31:

“Mas estes foram escritos para que vocês creiam que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus e, crendo, tenham vida em seu nome”.

O que é o “Eu Sou” no Evangelho de João

Cristo declarou ser Ele mesmo o grande “EU SOU”. Em João 8 Jesus afirma que diz a verdade, e apoia isto declarando que está dizendo o que ouviu, viu, e foi ensinado pelo Pai. Ele conclui seu argumento usando a expressão “Eu Sou”. (João 8:26-58).

Quando Jesus disse: “Antes que Abraão existisse, Eu Sou”, os judeus perceberam que isto era uma reivindicação de divindade, particularmente porque Ele estava retornando ao “Eu Sou” de Êxodo 3:14.

Foi por isso que eles pegaram em pedras para o matar. Eles perceberam que Ele estava identificando-se com o “EU SOU O QUE SOU” de Êxodo 3.14.

O Evangelho de João, enfatiza não só a unidade entre Jesus e Deus Pai, mas o “Eu sou” que veio revelar Deus ao seu povo. Vejamos, então, quais são os 7 “Eu Sou” falado por Jesus no Evangelho de João.

Esses são os 7 “Eu sou” falado por Jesus no Evangelho de João

1. Eu sou o Bom Pastor

Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.

João 10:11

2. Eu sou a Porta

Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens.

João 10:9

3. Eu sou a Luz do mundo

Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.

João 8:12

4. Eu sou o Pão da vida

E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.

João 6:35

5. Eu sou o Caminho

Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

João 14:6

6. Eu sou a Ressurreição

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.

João 11:25

7. Eu sou a Videira verdadeira

Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.

João 15:1

Por que as declarações de Jesus são importantes?

Jesus não estava apenas exercitando uma conversa interna positiva quando fez essas declarações ousadas. Ele estava deixando os judeus do primeiro século, que estavam familiarizados com a definição de Deus de Si mesmo, saberem que Ele realmente era Deus encarnado, o Messias que eles esperavam, o Deus Altíssimo em carne. 

Se qualquer outra pessoa tivesse feito essas declarações, teria sido blasfêmia (Foi disso que Jesus foi acusado pelos líderes judeus, que então providenciaram para que Ele fosse crucificado por tal “blasfêmia”. Jesus seria crucificado pelos pecados de todos os que cressem em Seu nome).

Jesus cumpriu e confirmou inúmeras profecias do Antigo Testamento sobre Si mesmo por meio dessas declarações. 

Também é importante considerar que Ele sabia quem Ele era, e Ele queria que nós também soubéssemos claramente. 

Ele não pode ser minimizado apenas como nossa “passagem para o céu”, mas deve ser visto como nosso sustento diário, nossa direção, nosso protetor, nosso Salvador sacrificial, nossa vitória sobre a morte, nosso acesso ao Pai e à vida eterna e nossa vitalidade e força.

Você conhece Jesus não apenas como um grande mestre, não apenas um milagreiro, não apenas seu Salvador, mas como o Grande Eu Sou que se tornou seu sustento, luz, esperança, salvação e força. 

Jesus disse: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32). 

Experimente a verdade e a liberdade de saber quem Jesus realmente é, e seu significado para você pessoalmente e para um mundo que precisa Dele.

Botão Voltar ao topo