Por que a Vida de Sansão foi Desperdiçada – Juízes 13

Esboço e estudo para pregar em Juízes 13:23 com o tema: Por que a Vida de Sansão foi Desperdiçada.

Tema: A Vida de Sansão: Por que a Vida de Sansão foi Desperdiçada

Está buscando um esboço de pregação edificante? Então quero recomendar este tema para você pregar.

Texto da pregação: Juízes 13:23-25

“Porém sua mulher lhe disse: Se o SENHOR nos quisesse matar, não aceitaria da nossa mão o holocausto e a oferta de alimentos, nem nos mostraria tudo isto, nem nos deixaria ouvir tais coisas neste tempo. Depois teve esta mulher um filho, a quem pôs o nome de Sansão; e o menino cresceu, e o SENHOR o abençoou. E o Espírito do SENHOR começou a incitá-lo de quando em quando para o campo de Maané-Dã, entre Zorá e Estaol.”

Introdução do sermão

A nação de Israel estava em um ciclo horrível ao longo do livro de Juízes. Primeiramente, Israel desobedeceria a Deus; Deus enviava julgamento sobre eles. Então eles clamariam a Deus por ajuda, e Deus os livrava. Esse ciclo é repetido uma e outra vez.

Cerca de 250 anos se passaram desde a morte de Josué. Chegamos a um personagem, chamado Sansão.

Quando você ouve o nome dele, o que vem à mente? Para mim, penso em uma vida desperdiçada. Eu conheci muitas pessoas que são Sansões dos dias modernos. Pessoas com tanto potencial para serem usadas por Deus, mas por uma razão ou outra, desperdiçaram suas vidas.

Neste sermão, vamos refletir na vida de Sansão e vejamos o que o levou a desperdiçar sua vida. E eu espero que cada um de nós aqui esta noite diga: “Eu não quero que minha vida seja como a de Sansão”.

“Eu não quero que palavras como “ele desperdiçou” ou “ela desperdiçou” sejam escritas sobre a minha
história de vida!”

Claro, é por isso que o Senhor nos deu a história de Sansão, para que possamos aprender e evitar repetir os mesmos erros.

Esta não é apenas uma história bíblica para ser lida antes de dormir ou ilustrada em uma aula infantil. Esta é a verdade poderosa e transformadora da Palavra de Deus! Nesses capítulos, o Senhor nos deu princípios claros e específicos para nos ajudar a evitar que acabemos como Sansão.

I. Sansão desperdiçou sua vida porque não reconheceu a seriedade dos tempos.

1 Crônicas 12:32 diz: “E dos filhos de Issacar, que eram homens entendidos dos tempos, para saber o que Israel devia fazer; as cabeças deles eram duzentas; e todos os seus irmãos estavam sob seu comando.”

A. Josué havia morrido.

Enquanto Josué estava vivo… o povo serviu ao Senhor. Mas surgiu uma nova geração que não conhecia o Senhor.

Veja o que diz em Juízes 2:7-10:

“E serviu o povo ao SENHOR todos os dias de Josué, e todos os dias dos anciãos que ainda sobreviveram depois de Josué, e viram toda aquela grande obra do SENHOR, que fizera a Israel. Faleceu, porém, Josué, filho de Num, servo do SENHOR, com a idade de cento e dez anos; E sepultaram-no no termo da sua herança, em Timnate-Heres, no monte de Efraim, para o norte do monte de Gaás. E foi também congregada toda aquela geração a seus pais, e outra geração após ela se levantou, que não conhecia ao SENHOR, nem tampouco a obra que ele fizera a Israel.”

B. Por que isso aconteceu?

Os pais não comunicaram sua fé aos filhos.

Mas há também uma forte possibilidade de que os filhos não tenham ouvido as instruções dos pais.

Por exemplo, minha vida estava a caminho de ser desperdiçada. Meus pais não foram o melhor exemplo de viver a vida cristã antes de nós enquanto crescíamos.

Mas eu era rebelde e não ouvia o que eles tentavam me ensinar! Então, eu não acredito no pensamento atual de que sempre podemos culpar os pais pelo resultado de uma criança.

Certamente podemos compartilhar a culpa, mas existe uma responsabilidade pessoal pelo meu comportamento!

C. O ponto aqui é que estes foram tempos sérios por causa do que aconteceu após a morte de Josué.

Sansão deveria saber disso.

Ele deveria ter considerado o que aconteceu nos últimos 250 anos com a nação de Israel.

Deveria ter mudado a maneira como ele viveu sua vida.

Por causa da seriedade dos tempos, Sansão não deveria ter perdido um minuto do tempo que Deus lhe havia dado.

E nós também não!

II. Sansão desperdiçou sua vida porque não se beneficiou da influência espiritual que Deus colocou ao seu redor.

A. Seus pais eram ensináveis (Juízes 13:1-8)

A esposa de Manoá era estéril.

Quando Deus queria fazer algo maravilhoso, Ele frequentemente usava uma mulher estéril.

  • Ele fez isso com Abraão e Sara
  • Ele fez isso com Elcana e Ana
  • Ele fez isso com Zacarias e Isabel
  • Ele fez isso com José e Maria

O anjo do Senhor veio dar-lhes uma notícia maravilhosa.

A resposta de Manoá foi orar para que Deus enviasse Seu mensageiro de volta para ensinálos.

Deus respondeu sua oração. (Juízes 13: 9-14)

B. Eles também foram respeitosos (Juízes 13:15-16)

Manoá não sabia que este homem era o Anjo do Senhor, mas ele sabia que Deus o havia enviado.

Ele queria honrá-lo e ministrar às suas necessidades.

Seu comportamento em relação a esse estranho fala de seu caráter.

C. Eles eram pessoas de fé. (Juízes 13:17-23)

Manoá perguntou ao Anjo do Senhor qual era o seu nome, para que lhe desse honra.

Nota: “…quando estas coisas acontecerem…”

Nenhuma indicação de dúvida, nenhuma risada e nenhum questionamento da Palavra. Eles eram pessoas de fé! Eles ofereceram um sacrifício ao Senhor.

Quando eles viram e perceberam que este homem era realmente um anjo de Deus, eles humildemente caíram sobre seus rostos.

Eles discutiram o que viram e ficaram maravilhados com tudo.

D. Quem Deus colocou ao seu redor para ser um benefício para você espiritualmente?

Estamos aprendendo?

Estamos prestando atenção?

Sansão deixou de se beneficiar da influência divina de seus pais.

III. Ele não permitiu que o Espírito Santo realizasse sua obra divina

A. O ministério do Espírito Santo no Antigo Testamento era diferente do Seu ministério aos crentes após a morte, sepultamento e ressurreição de Cristo.

No Antigo Testamento, o Espírito Santo veio sobre as pessoas para tarefas específicas.

Os dons e habilidades incomuns de Sansão foram resultado direto da bênção do Espírito Santo de Deus.

E Sansão sabia disso, pelo menos intelectualmente.

Ele sabia que o Espírito Santo de Deus o havia separado para uma obra divina.
Ele sabia que o Espírito Santo de Deus tinha uma obra a fazer, tanto na nação de Israel quanto nas nações pagãs vizinhas.

Mas em vez de cooperar com o Espírito de Deus, Sansão entristeceu o Espírito de Deus. Em vez de cumprir os propósitos de Deus com os dons de Deus, Sansão tentou cumprir seus próprios propósitos com os dons de Deus.

A cena final de sua triste vida começa com os filisteus tendo um banquete bêbado, oferecendo um grande sacrifício ao seu deus Dagom, dizendo: “Nosso deus entregou Sansão, nosso inimigo, em nossas mãos”.

Que terrível desperdício dos dons do Espírito de Deus.

B. Vamos impedir a obra do Espírito Santo em nossas vidas?

  • Somos selados pelo Espírito de Deus, mas podemos entristecê-Lo.
  • Somos habitados pelo Espírito de Deus, mas podemos resistir à Sua direção.
  • Somos dotados pelo Espírito Santo de Deus, mas podemos desperdiçar esses dons ao não usá-los para a glória de Deus.

Devemos decidir diariamente se andamos no Espírito ou andamos na carne.

Sansão desperdiçou sua vida porque

  • Ele não reconheceu a seriedade dos tempos
  • Ele não se beneficiou da influência espiritual que Deus colocou ao seu redor
  • Ele não permitiu que o Espírito Santo realizasse sua obra divina

Espero ter ajudado. Se gostou do esboço, então aproveite para ver mais sermões aqui.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo